fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Raya e o último Dragão, da Disney, é lindo e emociona!

Os desenhos da Disney/ Pixar sabem como nenhum outro se comunicar com adultos e crianças. Isso começa desde os curtas, em geral brilhantes e emocionantes. Mas, confesso, fazia tempo que não me emocionava tanto com uma animação como aconteceu ao assistir Raya e o último Dragão. Esse é o mais recente desenho do estúdio que vai estrear nessa quinta nos cinemas, e também na sexta no Premier Access do Disney Plus (mais detalhes sobre isso no final do texto).

A história começa mostrando como funcionava o reino de Kumandra. Lá, humanos e dragões viveram juntos em harmonia, até que monstros sinistros, conhecidos como Drunn, ameaçaram o mundo. Naquele momento, os dragões tiveram que se sacrificar para salvar a humanidade. 500 anos depois, devido a um momento de grande traição, esses mesmos monstros retornaram. E a salvação da humanidade  vai depender  de uma jovem guerreira chamada Raya. Raya terá que sair em busca de pedaços de uma pedra poderosa, para assim encontrar o último dragão e parar os Drunns para sempre. Ao longo de sua jornada, Raya aprenderá que é preciso mais do que magia de dragão para salvar o mundo – também é preciso confiança.

A crítica

À primeira vista, a animação já impressiona pela profusão de cores. Cada reino que Raya percorre em busca das pedras é um mundo especial e cheio de detalhes. Repare especialmente na sequência em que Raya percorre um mercado de rua na tentativa de recueperar as pedras que lhe foram roubadas. É uma riqueza, um monte de elementos que nem fazem parte da história principal, mas que engrandecem o conteúdo. Isso sem mencionar os detalhes que normalmente passariam desapercebidos, como o movimento do cabelo de Raya. É perfeito!

E estou falando só da beleza visual. Há também a beleza da mensagem. Raya vai fundo na ideia da unidade, da união, do perdão. É uma bela mensagem para as crianças. Estas provvavelmente acharão uma bela lição de vida. Mas, é mais importante para os adultos que atualmente vivem cheios de ódio contra todos que são diferentes, ou pensam diferente. É uma mensagem para todos aprenderem, se mantiverem a mente aberta.

Os personagens e as lembranças

Os personagens são extremamente bem definidos. É impossível não se importar com eles. E, claro, tem uma mega dose de fofura, como a bebê-larápia e os três macaquinhos. Umas graças. Mas também tem Tuk-Tuk, uma espécie de mix de cachorro e caracol. Quero um desses pra mim, rsrs. Isso sem contar a divertida Sisu, o último dragão. Não há interesses amorosos. O ponto principal de Raya e o Último Dragão é a amizade, a confiança entre amigos. E quer saber? Mesmo sendo uma romântica incurável não senti falta  de um príncipe encantado. Raya não tem tempo pra essas coisas naquele momento.

O filme tem várias influências. Há momentos em que lembra Indiana Jones, o primeiro reino é bem parecido com Tatooine. Os dragões remetem a Como Treinar o seu Dragão. E a pedras? Lembra da Pedras do Infinito dos Vingadores, rs? O final, já aviso, é emocionante – mesmo. Não aguentei e chorei bastante, rsrs. Acho que será impossível você não ter a mesma reação.

O curta

Há cinco anos a Disney não lança um curta acompanhando o grande lançamento de seus filmes no cinema. Mas agora tem um novo curta original antes de Raya e o último Dragão.  O título é Us Again (Nós de Novo). Ele  é dirigido por Zach Parrish e conta a história de um homem mais velho, Art, e sua esposa, Dot. Ambos redescobrem o prazer da vida em uma mágica noite através da dança. não há diálogos, só a música… e a dança, claro! Impossível não lembrar de La La Land. É lindo, lindo!

Onde assistir?

Raya e o Último Dragão vai entrar nos cinemas no próximo dia 04. Mas caso você não queira ir ao cinema,  o Disney+ vai disponibilizar o filme. A diferença é que ele terá um custo de R$ 69,90 (wow!) pelo tempo limitado entre 5 a 19 de março. Esse serviço se chama Premier Access e os assinantes poderão visualizar a animação assim que clicarem na área exclusiva, sem prazos para assisti-la, sem interrupções . Para os assinantes que não desejarem pagar tudo isso, nem ir ao cinema, Raya e o Último Dragão estará disponível no Disney+ a partir de 23 de abril, sem custos extras.

 

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Cinema

À primeira vista, Ron Bugado parece mesmo um filme da Pixar/Disney. Bem, não deixa de ser. Quando a Disney adquiriu a Fox, logo fechou...

Streaming

Quando você fala em filmes sobre professores, alguns logo vêm à mente. É o caso de Robin Williams em Sociedade dos Poetas Mortos. Ou...

Streaming

Nem dá pra acreditar que entramos no último trimestre do ano. Mas a coisa boa disso, é que boa parte dos grandes lançamentos do...

Premiações

Nesse domingo (19) acontece o Emmy 2021. O evento, que será apresentado por Cedric the Entertainer, promete várias surpresas. Deverá ser bem diferente do...

Cinema

Sou muito fã de Nunca fui beijada. O filme , produzido em 1999, é uma graça. Hoje em dia está disponível no Disney Plus....

Séries

Como provavelmente 99,9 % das pessoas, eu acho que o Gavião Arqueiro é o pior personagem dos Vingadores. Também não ajuda a falta de...

Cinema

Se você já viu a nova Cinderela, da Amazon Prime, e quer mais histórias similares, aqui tem a sua listinha. Há outros vários filmes...

Cinema

A história de um filme de Shang-Chi vem rondando Hollywood há muito tempo. Por exemplo, nos anos 80, Stan Lee queria fazer uma série...