fbpx

A crítica #semspoilers e emocionada de Vingadores: Ultimato

A estreia de Vingadores: Ultimato tem a expectativa de bater recordes de bilheteria. É o filme mais esperado do ano, ao lado do último Star Wars. Ambos tem um fechamento de suas sagas. Então, o importante é não estragar a surpresa. Não deixar que gente chata acabe com o prazer de descobrir o passo seguinte de cada sequência do filme. Para isso, foi inclusive criado um hashtag #dontspoiltheendgame (não estrague o ultimato). Como já vi o filme, e acredito que cada um de nós deve ter a oportunidade de aproveitar todas as suas surpresas e momentos inesquecíveis, aqui vão minhas impressões #semspoilers.

A história

Como todos sabem, o final de Vingadores: Guerra Infinita mostrava Thanos derrotando os Vingadores, e eliminando metade da população da Terra. Vingadores: Ultimato mostra como os heróis que restaram pretendem reverter essa situação. E o personagem-chave, é claro, é Scott Lang, o Homem-Formiga, que sabe como é possível viajar no tempo. E, por consequência, evitar que Thanos vença a batalha do filme anterior.  Só que qualquer pessoa que já viu algum filme sobre mudanças no passado, sabe que isso provoca consequências.

Ultimato já começa mostrando o alto preço que os Vingadores restantes estão pagando por terem falhado, ou ainda por não terem atuado, na grande batalha do filme anterior. Esse é o caso do Arqueiro, do Homem-Formiga, e, é claro, da Capitã Marvel. Mas, ao contrário do que se esperava, essa última faz menos do que se poderia supor (eu, pelo menos). O filme, na verdade, pertence aos três originais: Homem de Ferro, Thor e Capitão América, com uma participação mais do que especial de Hulk. Aliás, Mark Ruffalo e Chris Hemsworth são os responsáveis por 90 % das piadas do filme. Estão ótimos!

O fim dos Vingadores

A Marvel já anunciou que esse é o filme que coloca um fim na fase dos Vingadores da Marvel. Vamos ter ainda mais um, Homem-Aranha – Longe de Casa, que chega em julho. Só que, para vários dos atores, esse é um ponto final. E que despedida! O filme me fez chorar – muito –, rir – também – , e aplaudir dois momentos no meio do filme. A cena da batalha final é de tirar o fôlego. Ao todo, são 3 horas de duração que você não sente passar.

Ainda há muitas homenagens a vários personagens que passaram por todos os filmes do Universo Marvel. Alguns surpreendentes, outros nem tanto.  Mas confesso que vou ter que ver de novo para achar Katherine Langford, de 13 Reasons Why, que  foi anunciada no elenco, e eu realmente não consegui achar.

No final, fica a sensação de perda. Isso porque todos nós, fãs dos Vingadores e dos filmes da Marvel, testemunhamos um acontecimento único na história do cinema. Desde o primeiro Homem de Ferro, há 11 anos, vimos a Marvel criar um universo sem igual. Haverá uma continuidade, é claro. Mas, nada é tão apaixonante como o primeiro momento, a descoberta que está vendo algo realmente especial. Ao  final de Vingadores, a tristeza está lá. Mas também o prazer de ter vivido uma experiência inigualável!

Fotos de divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *