fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

O Dono do Jogo é uma boa biografia no cinema

Lembra da época em que Tobey Maguire era um super-astro, afinal ele era o Homem-Aranha? Bem, o tempo passa para todo o mundo e ele tem atualmente 40 anos. Os tempos de papéis principais em grandes produções já foram. Mas agora ele tem uma nova chance. Depois aparições pouco lembradas em filmes como Refém da Paixão e Entre Irmãos, ele agora é o jogador de xadrez Bobby Fisher em O Dono do Jogo, que estreou esta semana nos cinemas.

É bem provável que a maioria nunca tenha ouvido falar de Bobby Fisher, que nos anos 70, ficou famoso por vencer a hegemonia dos russos no xadrez. Sim, houve uma época em que campeonatos de xadrez eram mostrados nos noticiários de TV com destaque nos Estados Unidos. Tudo isso graças a Bobby Fisher, que no final se tornou dominado por uma paranoia, uma mania de perseguição que acabou por fazê-lo abandonar o jogo e a se mudar para a Islândia (sim, Islândia!), pedindo inclusive a cidadania local.

O filme O Dono do Jogo mostra um pouco da infância e adolescência de Bobby até chegar à sua idade adulta onde passa a ser interpretado por Tobey Maguire. É nesse momento que é descrita sua relação com dois personagens importante da sua história: Paul Marshall (Michael Stuhlbarg), uma figura meio misteriosa, e o padre Bill Lombardy (Peter Sarsgaard), que o ajudam(ou não) a atingir seu objetivo de vencer o mais famoso jogador de xadrez russo da época, Boris Spassky (Liev Schreiber).

A difícil tarefa de transformar um filme sobre um jogador de xadrez em algo interessante é do ótimo diretor Edward Zwick, responsável por um filme que admiro muito, Tempo de Glória (1989). E ele consegue na maior parte do tempo. O Dono do Jogo não está entre seus melhores trabalhos, mas é uma biografia competente. Muito mais do que a maioria das coisas que vemos por aí.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Streaming

Hoje é dia de rock, bebê! O cinema já fez várias biografias de grandes nomes do rock. E nesse dia internacional do rock, aqui...

Streaming

Glen Powell é o cara que está em todas. Só nesse ano, teve três filmes super comentados. Todos Menos Você, Assassino por Acaso e...

Cinema

Um de meus filmes favoritos de desastre (um gênero que gosto muito) é Twister, de 1996. Acho que tem um roteiro arrumadinho, que consegue...

Cinema

As comédias românticas encontraram uma casa – e um público fiel – no streaming . Por isso, é interessante – e uma bem-vinda surpresa ...

Cinema

Já começo avisando que Maxxxine é a parte final de uma trilogia. Apesar de ter sido filmado em ordem diferente, cronologicamente ele começa com Pearl(...

Você também pode gostar de ler

Streaming

Você talvez se lembre do filme Acima de Qualquer Suspeita, que Harrison Ford estrelou lá em 1990 (faz tempo!). Ele era baseado no livro...

Cinema

Talvez hoje pouca gente se lembre de Golda Meir, que foi a primeira-ministra de Israel em uma época difícil, durante a guerra do Yom...

Streaming

Essa semana teve a estreia nos cinemas de Homem- Aranha através do Aranhaverso. A maioria da crítica amou, mas eu achei apenas ok. Inferior...

Cinema

Babilônia, que estreia nessa quinta nos cinemas, estava entre os filmes que eu mais queria ver esse ano. As razões são várias. A direção...

Cinema

Já faz um tempo que Hollywood tem revisitado a sua própria história em filmes e minisséries. Tenta apresentar uma versão alternativa, até mais romântica...

Streaming

Ray Donovan teve sete temporadas. E durante esse tempo teve várias indicações a prêmios, além de uma legião de fãs apaixonada. O fim da...

Streaming

Eu gosto bastante de filmes que tratam de histórias reais. Do tipo que mostram pessoas comuns lutando para que poderosos não façam aquilo que...

Streaming

Nos últimos tempos, Michael Keaton vem dando uma clara prioridade para filmes que tenham um compromisso com a verdade. É o caso do maravilhoso...