fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

O delírio e a diversão com Nicolas Cage em O Peso do Talento

Quem se acostumou a ver Nicolas Cage num alto nível de canastrice em filmes como Jiu-Jitsu, Na Rota do Tráfico ou Instinto Predador – só pra citar alguns – não deve imaginar que ele é um ator ótimo. E que fez filmes que marcaram época. Eu falo dos tempos de Con-Air, A Outra Face, A Rocha. Isso sem contar filmes lindinhos como Feitiço da Lua, Atraídos pelo Destino (alguém lembra? Adoro!) ou Peggy Sue – Seu Passado a Espera. A gente consegue ter um vislumbre desse Nicolas Cage em O Peso do Talento, que estreia nessa quinta nos cinemas. Divertido, inesperado, e muito bom, o filme mistura homenagem e bom humor numa fórmula altamente eficiente.

O filme transforma Nicolas Cage no astro de cinema Nick Cage. Criativamente insatisfeito e enfrentando uma ruína financeira, a versão ficcional de Cage passa por um momento difícil. Tanto na carreira quanto na relação com sua filha. Para tentar resolver as coisas, ele aceita a oferta de 1 milhão de dólares para marcar presença na festa de aniversário de um fã. Este é o muito fanático, apaixonado e perigoso Javi (Pedro Pascal). Só que as coisas tomam um rumo inesperado quando Cage é recrutado por uma agente da CIA (Tiffany Haddish). Ele tem então que viver de acordo com a sua própria lenda. E usar os ensinamentos dos seus personagens para salvar a si mesmo e aos que ama.

O que achei do filme?

É óbvio que o diretor  e roteirista Tom Gormican é fã confesso de Cage. Mas, o mais importante é que ele também sabe o carinho e a conexão que os fãs tem com o ator. E com isso, fez um filme apaixonado, que ri das referências junto com Cage e com a audiência. E com isso faz uma experiência de metalinguagem com resultados sensacionais. Já desde  a primeira cena, com referências a Con Air, e How do I Live, o filme já conquista.

Aliás, há diversas referências aos mais diversos filmes de cage, que se ajustam perfeitamente à história. Desde  a cena da piscina de Despedida em Las Vegas até Croods 2. Ou seja, há um Nicolas Cage para cada faixa etária de fã.  O filme ainda cria um alter ego mais jovem, Little Nicky, feito por uma equipe de efeitos especiais que rejuvenesceu o ator. É bem datado da época de O Beijo do Vampiro (1988). Nicky funciona como a consciência que relembra o ator que ele é uma estrela. As cenas entre os dois são ótimas!

Nicolas Cage e os outros

Nicolas Cage é o ponto central e astro da história, mas há participações excelentes. Começando por Pedro Pascal, que faz o grande fã Javi. Ele se deixa levar e deixa a criança fascinada tomar conta ao se deparar com seu ídolo. É uma atuação corajosa, sem amarras. Nos papéis da ex-mulher e da filha de Nick estão Sharon Horgan (de Noite do Jogo) e Lily Mo Sheen (que é ninguém menos do que a filha de Michael Sheen e Kate Beckinsale). Adorei as duas! E ainda tem Tiffany Haddish e Neil Patrick Harris em personagens fictícios. Demi Moore e o diretor David Gordon Green, que dirigiu Cage em Joe, de 2013, aparecem como eles mesmos.

Nessa aventura toda, é impossível não rir, sorrir, e se encantar com um filme/ homenagem que vai fazer você ficar mais fã ainda de Nicolas Cage. Sério candidato à lista de melhores do ano!

 

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Premiações

O 39º Independent Spirit Awards aconteceu hoje (25) em Santa Monica, na Califórnia. Para quem não conhece, o evento premia os melhores entre as...

Premiações

Acredito que todos esses eventos da Temporada de Premiações precisam se reinventar. O politicamente correto acaba se tornando mais importante do que a melhor...

Moda

Normalmente, eu acho que é no SAG Awards que as atrizes estão mais elegantes. Não foi diferente dessa vez. Claro, há sempre os “erros...

Streaming

Eu tentei ver o primeiro episódio de Glamorous, que está na Netflix, mas achei tudo muito chato. Assim, desisti. Mas o meu amigo José...

Premiações

Neste sábado, dia 24, vai acontecer o SAG Awards 2024. Para quem não sabe, o SAG Awards é o prêmio do Sindicato dos Atores,...

Você também pode gostar de ler

Streaming

Nesse período, vários filmes de Natal são lançados. E boa parte parece mais do mesmo. Mas, de vez em quando, aparece alguma coisa diferente,...

Moda

Quase todo mundo teve a mesma ideia. Optar pelo preto e branco para homenagear o gênio da moda, Karl Lagerfeld, tema do Met Gala...

Streaming

Eu queria muito ver o novo filme de Nicolas Cage, Renfield, que estreia nessa quinta nos cinemas. Mas por causa da viagem não deu....

Streaming

Há pessoas que amam sitcoms. Confesso que não sou grande fã do gênero. Me parece óbvio demais. Especialmente aquelas paradas de cena esperando as...

Cinema

Eu adoro essa maneira como Nicolas Cage se reinventou – e decidiu que não vai mais se levar a sério. Rsrsrs. Primeiro foi com...

Streaming

Hoje é dia de celebrar uma nova fase de Demi Moore. A atriz, que sempre foi uma das mais lindas da história do cinema,...

Streaming

Uncoupled chegou há pouco tempo na Netflix, e é uma dessas séries que eu tinha intenção de ver, mas acabei deixando pra trás. Outras...

Séries

Depois de ser mau em Desventuras em Série (Netflix), Neil Patrick Harris se prepara para viver “o maior vilão da história. Neil anunciou em...