fbpx

O cinema e a TV ficam mais tristes sem Carl Reiner

Carl Reiner era um dos grandes nomes da comédia do cinema e da TV. O mundo com certeza ficou mais triste sem o seu humor inteligente e divertido. Carl Reiner morreu de causas naturais em seu casa em Los Angeles na segunda-feira (29). A notícia foi comunicada através do Twitter pelo filho dele, o ator e diretor Rob Reiner. “Na noite passada meu pai se foi. Enquanto escrevo isso, meu coração está doendo. Ele era a minha estrela-guia”.

Na TV

Ator, produtor, roteirista, diretor, ganhou prêmios em todas as categorias. Só nos Emmy’s, ele levou nove vezes a estatueta, três como ator, quatro como roteirista e dois como produtor. Fez história com as séries Caesar Show e The Dick Van Dyke Show. Foi com esse último, que ele acabou estreando como diretor. Para passar para o cinema foi um pulo. Em 1969, ele dirigiu The Comic, que conta a história dramática de um grande nome da comédia do cinema mudo. O personagem era fictício, mas dizem que era baseado na vida de Buster Keaton. O filme acabou sendo um grande fracasso.

No cinema

Ele só voltou a dirigir para o cinema em 1977. Nesse caso, foi um grande sucesso. Alguém lá em cima gosta de mim, estrelada por outro grande nome do humor, George Burns. Mas foi com sua associação com Steve Martin que ele teve suas grande obras. O Panaca, O Médico Erótico, Um Espírito Baixou em Mim, e , é claro um de meus preferidos da vida, Cliente Morto não Paga. Um trabalho brilhante, um presente inimaginável para os fãs de cinema.

Nos últimos tempos…

Como ator, ele tem 100 créditos listados no site IMDb.com. Os mais jovens vão lembrar dele como Saul Bloom nos três filmes de Onze Homens e um Segredo, ao lado de George Clooney e Brad Pitt. Além disso, esteve sempre presente na TV. Foi Marty Pepper em quatro episódios de Two and a 1/2 Men, e também Max em oito de Hot in Cleveland. Fez  dublagem de personagens em animações de sucesso como Family Guy, American Dad, King of the Hill, e Bob’s Burgers. Aliás, seu trabalho mais recente foi em Toy Story 4, na dublagem de Carl Reineroceros.

Carl era muito ativo nas redes sociais. Era grande opositor do governo Trump, e sempre usava as redes para deixar isso claro. Mas essa semana, um de seus posts foi bem emocionante. Ele desejou feliz aniversário para o seu amigo Mel Brooks que completou 94 anos no dia 28. “Feliz aniversário para meu amigos de 70 anos, parceiro de jantares, companheiro de assistir Jeopardy, e o homem vivo mais engraçado do mundo!”

Os dois eram tão amigos, que estiveram juntos naquela que provavelmente foi a última foto de Carl. Ele, na cama com sua esposa Annie e Mel, com a camiseta Black Lives Matter. Carl Reiner, vai fazer muita falta!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *