fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Jacqueline Bisset fala sobre as improvisações de Bem-Vindo a Nova York

Quando assisti a sessão de Bem-Vindo a Nova York, que estreou este fim de semana nos cinemas, estava preparada para as cenas fortes características do diretor Abel Ferrara. E elas vieram bem pesadas, especialmente os primeiros trinta minutos com cenas de orgia envolvendo Gerard Depardieu. Mas o que ficou na minha cabeça depois do filme foi a atuação da ainda belíssima Jacqueline Bisset, como a esposa de Depardieu. Parece que quanto mais o tempo passa, melhor ela fica como atriz. Edu Fernandes teve o privilégio de conversar com ela durante o ultimo festival de Paulínia. Ela continua maravilhosa!

Jacqueline Bisset fala sobre as improvisações de Bem-Vindo a Nova York

Abel Ferrara (Maria) é um cineasta casado com a polêmica e seu mais recente trabalho não poderia ser diferente. Bem-Vindo a Nova York inspira-se no caso real do político francês que teria atacado sexualmente uma camareira de hotel em Nova York. No filme, a história é reimaginada com muitas cenas fortes. Os atores se entregam aos papéis e improvisam muitos diálogos.

“Eu estava esperando para saber como seria trabalhar com Abel. Eu já sabia que tinha uma coisa crua em seus filmes”, disse Jacqueline Bisset (Assassinato no Expresso do Oriente), que interpreta a esposa do protagonista vivido por Gérard Depardieu (As Aventuras de Pi). “Havia um texto, mas muitas vezes eu o ignorava e pedia para fazer do meu jeito, para ficar mais real.”

Jacqueline e Gerard Depardieu em cena do filme

A atriz e o diretor estiveram no Brasil em julho durante o Festival de Paulínia. O evento no interior de São Paulo teve Bem-Vindo a Nova York como filme de encerramento. Os dois conversaram com a imprensa brasileira na ocasião e o cineasta fez questão de disparar suas opiniões contundentes.

“Eu já trabalhei com muitos atores. Harvey Keitel nunca dirá as falas que estão no script, e Gérard é do mesmo jeito”, relatou Abel. “Nós conversamos sobre a história, discutimos e ensaiamos muito antes de filmar. Quando você vê um filme de Hollywood, você vê um ensaio gravado, porque eles não têm tempo para amadurecer as cenas.”

Ferrara dirigiu Keitel em Vício Frenético (1992). O filme ganhou uma refilmagem em 2009, sob comando de Werner Herzog e com Nicolas Cage no papel principal.

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias

Streaming

Chris Evans parece querer bater as marcas de Dwayne Johnson como o cara que mais trabalha em Hollywood. Hoje foi anunciado mais um projeto...

Cinema

Os filmes de Thor sempre estiveram entre os meus favoritos da Marvel. Sim, mesmo aqueles que ninguém gostou. Talvez seja por causa de Chris...

Streaming

O povo americano tem o seu dia da independência como uma das datas mais celebradas do ano. É quando soltam fogos, se reúnem para...

Streaming

O gênero da comédia romântica tem uma linguagem universal. Mas, é claro, que foi Hollywood que criou o esqueleto principal dessas histórias que envolvem...

Gossip

Ricky Martin sempre me passou a imagem de um cara gente boa, esforçado e bem-humorado. Cheguei a vê-lo na Broadway fazendo Che Guevara numa...

Você também pode gostar de ler

Cinema

A história de Cyrano de Bergerac já teve várias versões para o cinema. Um homem que escreve cartas como se fosse outra pessoa para...

Streaming

Para quem gosta do cinema – e especialmente o francês -, a iniciativa é o máximo. A partir de hoje (28), você poderá assistir...

Cinema

O diretor François Ozon é quase uma unanimidade entre os críticos de cinema. Admito que não posso falar muito sobre ele, já que só...

Cinema

Quando era menina, por incrível que pareça, adorava ler romances policiais. A escritora Agatha Christie era uma de minhas favoritas, especialmente com as histórias...

Cinema

Semana passada, postei aqui uma matéria sobre Jacqueline Bisset e a entrevista que ela deu para Edu Fernandes sobre um de seus últimos filme,...

Premiações

A festa de ontem a noite teve vários momentos marcantes e é difícil escolher somente alguns deles. Mas desde já é possível dizer que...