fbpx

Céu em chamas é o novo filme chinês de desastre!

Eu sempre me divirto com filmes de desastre. Desde os mais antigos, tipo Inferno na Torre, até os mais recentes, como o norueguês A Onda.  Mas é preciso embarcar no absurdo da coisa. Alguns, é claro, são mais absurdos que outros. É o caso de Céu em Chamas, que estreou essa semana nas plataformas de vídeo on demand. É uma produção chinesa, mas tem boa parte de seus diálogos em inglês.

No filme, o geólogo Wentao Li prometeu que nunca mais voltaria à Ilha Tianhuo depois que uma erupção catastrófica de um vulcão matou tragicamente sua esposa. Mas, 20 anos depois, sua filha Meng continua seu trabalho de pesquisa na ilha que tirou a vida de sua mãe, Seu objetivo é desenvolver um sistema de previsão de erupção que poderá salvar inúmeras vidas. Isso porque a  ilha agora foi transformada em um parque temático em busca de emoção pelo ganancioso empresário Jack Harris. Perturbado com a segurança de sua filha, Wentao pousa na ilha quando o vulcão começa a entrar em erupção. É uma corrida contra o relógio para salvar sua filha e os turistas e moradores do caos apocalíptico.

A crítica

O filme foi desenvolvido primeiramente para ser uma co-produção, mas acabou virando a primeira grande filme de desastre chinês. A ideia, inclusive, é que seja o primeiro de uma trilogia. Para isso, chamaram o veterano diretor de filmes de ação Simon West (Tomb Raider 2, Os Mercenários 3) para levar o projeto adiante. As filmagens ocorreram na Malásia. E como boa parte dos atores era bilíngue, West rodou todo o filme duas vezes, uma em chinês outra em inglês. A versão que está disponível no Brasil tem diálogos em ambas as línguas, o que funciona bem. 

Entre os atores, se destaca a figura conhecida de Jason Isaacs,  de Star Trek: Discovery, como o empresário Jack Harris.  O resto do elenco é todo oriental. A maioria funciona bem. Mas, é claro, o grande problema é o roteiro. Um mix de Parque dos Dinossauros com O Inferno de Dante, tem os efeitos especiais ok, parecendo de algumas séries de TV, que não comprometem. Já a premissa de um hotel em uma ilha ao lado de um vulcão ativo é um pouco demais. Além disso, os personagens caem, entram na água com lava, respiram as cinzas sem tossir, e terminam no máximo com um arranhão. Gostar ou não do filme vai depender da sua disposição de deixar isso pra lá. Algumas coisas são risíveis, mas a relação de pai e filha é até interessante. 

Durante os créditos, aparecem cenas das filmagens e também um clip musical. Céu em Chamas está disponível para venda e aluguel no Now, Vivo, Looke, Sky, Microsoft, Itunes e Google Play.

Existem 1 comentários

  1. O filme diverte, lógico que tem uns absurdos, mas por não ser como de costume em uma produção de Hollywood até que é bom. Deixando de lado os absurdos que também existem nos filmes americanos, como tiros que nunca acertam o alvo, alienígenas que são iguais a nós, planetas que os humanos respiram normalmente, cacetadas que arrancariam a cabeça mas só deixam um galo… E por aí vai. Mais absurdo do que vingadores, Rambo, Startreck, 007 lkkkk não é …. Vale a diversão!!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *