fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

A força da história verdadeira de O Dançarino do Deserto

Muitas vezes, vemos a liberdade de expressão, de ir e vir, como algo natural. Infelizmente, esse não é o caso em vários países. O Irã é um deles. Em O Dançarino do Deserto, que estreou este fim de semana nos cinemas, o tema principal fala sobre como pessoas ainda lutam para poder ser elas mesmas contra um regime ditatorial, que usa e abusa da força.

A história do filme é verídica, sobre um dançarino iraniano, Afshin Ghaffarian. Ambientado em Teerã durante o ano de 2009, em meio ao clima nervoso das eleições presidenciais com a formação do “Movimento Verde”, ele mostra como Afshin e seus amigos arriscam suas vidas e formam uma companhia de dança. Só que tem que manter tudo na clandestinidade já que a dança é proibida no país.

Os atores Tom Cullen (de Downton Abbey), Freida Pinto e Reece Ritchie com o diretor Richard Raymond no lançamento do filme

Cada vez que vemos a força e a forma como os agentes do governo reprimem todos aqueles que pensam diferente, é uma sensação chocante ao pensar que isso aconteceu apenas há cinco anos. O fato da história ser real, torna tudo ainda mais absurda, com aquela sensação que a gente pensa “ah, só em filme…”. Só que não é o caso.

Não sou grande fã de dança moderna, por isso nestes momentos, para mim, o filme perde um pouco o ritmo (com exceção do último número, forte e emocionante).Para quem gosta, é um atrativo a mais. Mas como o retrato de uma luta, de uma busca pela liberdade, é para não esquecer.

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Streaming

Hoje é dia de rock, bebê! O cinema já fez várias biografias de grandes nomes do rock. E nesse dia internacional do rock, aqui...

Streaming

Glen Powell é o cara que está em todas. Só nesse ano, teve três filmes super comentados. Todos Menos Você, Assassino por Acaso e...

Cinema

Um de meus filmes favoritos de desastre (um gênero que gosto muito) é Twister, de 1996. Acho que tem um roteiro arrumadinho, que consegue...

Cinema

As comédias românticas encontraram uma casa – e um público fiel – no streaming . Por isso, é interessante – e uma bem-vinda surpresa ...

Cinema

Já começo avisando que Maxxxine é a parte final de uma trilogia. Apesar de ter sido filmado em ordem diferente, cronologicamente ele começa com Pearl(...

Você também pode gostar de ler

Streaming

Eu sempre adorei livros, filmes, derivados de Jane Austen. Aqueles romances que dã0 importância para mulheres inteligentes, e os homens que dão valor a...

Cinema

Quando uma atriz tão reconhecida como Kristin Scott Thomas resolve fazer sua estreia na direção, todo mundo presta atenção. O filme se chama My...

Streaming

A Netflix tem lançado vários filmes do gênero suspense policial. É o mesmo princípio daqueles  que no passado de filmes para vídeo. Era assim...

Streaming

Como todos os meses, a Netflix está programando um monte de lançamentos. Então, como sempre, eu selecionei aqui os super destaques. São 10, entre...

Cinema

Elas são duas das atrizes que mais gosto. Também são as mais injustiçadas da história recente do Oscar. Glenn Close teve 7 indicações, e...

Cinema

Estive desconectada durante a manhã e quando voltei, a primeira coisa que vi foi o nome de Amy Adams no trending topics do Twitter....

Cinema

Como a maioria das pessoas que gosta de uma comédia romântica, eu adoro Quatro Casamentos e um Funeral (disponível para aluguel na Apple TV...

Séries

Se você está buscando dicas da Netflix, aqui têm algumas mostrando esses brutos, que como diz o título do filme clássico, também amam. Sejam,...