fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Será que agora Amy Adams e Glenn Close vão ganhar o Oscar?

Estive desconectada durante a manhã e quando voltei, a primeira coisa que vi foi o nome de Amy Adams no trending topics do Twitter. A razão é simples. A Netflix lançou hoje o trailer de Era uma Vez um Sonho, que vai estrear em cinemas selecionados e no serviço em 24 de novembro. O  filme baseado no livro autobiográfico best seller de J.D. Vance, Era uma Vez um Sonho: A História de uma Família da Classe Operária e da Crise da Sociedade Americana. A razão da comoção é simples. O filme, dirigido por Ron Howard, é estrelado por Amy e por Glenn Close, simplesmente as duas atrizes vivas mais injustiçadas da história do Oscar.

Foi o suficiente para a internet começar a especular que esse poderia ser o veículo para as duas finalmente  conseguirem os seus Oscars. Glenn já concorreu sete vezes. Na última, com A Esposa, todo mundo achou que seria a vez dela, mas, surpreendentemente, Olivia Colman (A Favorita) acabou com a festa. Já Amy concorreu cinco vezes. Eu sinceramente acho que ela deveria ter ganhado como coadjuvante em Dúvida. Mas ela ainda está mais incrível em Grandes Olhos, pelo qual nem chegou a ser indicada. Entretanto, elas já ganharam várias vezes o Globo de Ouro. Glenn tem três troféus, sendo o último por A Esposa. Já Emmy tem dois, o último por Grandes Olhos em 2015.

A história do filme

Bem, as duas atrizes se enfeiaram bastante, o que já é meio caminho para conseguir um Oscar, rs. O filme conta a história de J.D. (Gabriel Basso, de Super 8), que foi criado pela avó. J.D. tem uma relação conturbada com a mãe (Amy Adams), que deu à luz a ele aos 18 anos. Anos se passam e ele deixa a cidade natal para se tornar um fuzileiro naval e estudar Direito. Só que quando está prestes a conseguir o emprego dos seus sonhos,  tem voltar para a cidade onde nasceu para tentar controlar mais uma crise familiar. Com as memórias marcantes da avó que o criou (Glenn Close), J.D. embarca em uma jornada de autoconhecimento e aceitação das influências de sua vida. Além de Amy e Glenn, o filme ainda conta com Freida Pinto, Haley Bennett e o veterano Bo Hopkins.

 

1 Comentário

1 Comentário

  1. Luara

    14 de outubro de 2020 às 10:29 pm

    Que comentário desnecessário sobre as atrizes terem se enfeiado no filme.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias

Streaming

O povo americano tem o seu dia da independência como uma das datas mais celebradas do ano. É quando soltam fogos, se reúnem para...

Streaming

O gênero da comédia romântica tem uma linguagem universal. Mas, é claro, que foi Hollywood que criou o esqueleto principal dessas histórias que envolvem...

Gossip

Ricky Martin sempre me passou a imagem de um cara gente boa, esforçado e bem-humorado. Cheguei a vê-lo na Broadway fazendo Che Guevara numa...

Streaming

No sábado, a internet em casa ficou meio capenga então resolvi dar uma olhadinha em dois filmes da Amazon Prime que eu tinha baixado...

Streaming

Carnival Row estreou há uns três anos na Amazon Prime. Era uma daquelas séries que eu sempre pensava em começar a ver, mas acabava...

Você também pode gostar de ler

Streaming

A lista da Netflix para esse mês de julho está bem boa. Tem um monte de coisas, mas eu separei aqueles 10 filmes e...

Cinema

Quando uma atriz tão reconhecida como Kristin Scott Thomas resolve fazer sua estreia na direção, todo mundo presta atenção. O filme se chama My...

Streaming

Quando li a sinopse de Toscana, que está na Netflix, logo me lembrei de Um Bom Ano. Pra quem nunca viu, o filme traz...

Streaming

A minha dica especial da semana de cinema é O Peso do Talento, com Nicolas Cage, que está estreando nessa quinta. Surpresa: um filme...

Streaming

Adam Sandler foi um dos primeiros atores a fechar contrato com a Netflix. Desde então fez várias comédias por lá, como o megassucesso Mistério...

Streaming

Todo mundo adora Omar Sy, certo? Ele é ótimo, e seus filmes são sempre interessantes. Então quando li que ele tinha se juntado com...

Streaming

Quando 365 dias estreou, logo no início da pandemia, foi um enorme sucesso. Vinha naquele caminho de soft porn, que de vez em quando...

Streaming

Lembro uma época em que o diretor Jim Jarmusch era “o cara” do momento. Foi nos anos 80, quando fez Estranhos no Paraíso e...