fbpx

A última vez que vi Paris – Parte 1

Paris é uma festa, já dizia a antiga expressão. E o cinema adora participar dela. Muitos (muito mesmo) filmes já se passaram na conhecida Cidade Luz,  com seus cafés com seus doces inesquecíveis, lugares históricos,  e pontes com um visual de tirar o fôlego. O mais recente a celebrar essa beleza foi Como eu era antes de você, que está fazendo um incrível sucesso nos cinemas brasileiros. O seu final, em Paris, é mais uma homenagem a essa cidade que é considerada a mais linda do mundo. E faz você querer ir a Place Dauphine, perto de Pont Neuf…

Ao assistir ao filme, me veio a ideia de celebrar os momentos mais inesquecíveis do cinema (na minha opinião, claro). E como são muitos, tive que escrever dois textos para cobrir os mais diversos gêneros, épocas e lugares inesquecíveis. O titulo é uma lembrança de um filme hoje em dia pouco lembrado, de 1954, com Elizabeth Taylor e Van Johnson. A Última vez que vi Paris não é um grande filme, mas  tem um belo título, além de  belos locais, e uma simplesmente maravilhosa Elizabeth Taylor. Sua história é baseada num conto de F.Scott Fitzgerald, sobre um homem que encontra o amor, que acaba tragicamente em Paris. O filme inclusive tem momentos importantes que se passam no Dingo Bar, que foi inaugurado em 1923 na Rue Delambre, 10, e foi frequentado por Fitzgerald e Ernest Hemingway. Hoje é um restaurante italiano, mas conserva muito de sua história.

Os musicais do cinema americano, famosos nos anos 50,  também adoravam usar Paris como o pano de fundo de suas histórias, como Sinfonia de Paris, Gigi, e, é claro, Cinderela em Paris, com Audrey Hepburn no auge da graça e beleza, como uma jovem vendedora de livros que se torna uma modelo. O filme tem várias cenas na cidade, inclusive uma no Le Caveau de la Huchette, um templo do jazz, que existe até hoje na Rue de la Huchette, 5. Dê uma olhada neste belo número musical com Fred Astaire, Audrey Hepburn e Kay Thompson, que mostra vários pontos da cidade em 1957.

A Invenção de Hugo Cabret, a obra-prima de Martin Scorsese, é mais recente, de 2011, mas fala sobre o primeiro grande nome do cinema, George Méliès, numa aventura fictícia com um menino chamado Hugo Cabret, que vive dentro do relógio da estação de trem de Paris. Apesar da estação ter sido reconstruída num estúdio em Londres, há vários locais verdadeiros no filme. Por exemplo, a linda sala onde Hugo (Asa Butterfield) e sua amiga Isabelle (Chloe Grace Moretz) procuram livros sobre cinema fica na Bibliothèque Saint-Geneviève ( 10 place du Panthéon). Já a homenagem final a Méliès fica no teatro da famosa universidade Sorbonne, localizada em Place de la Sorbonne,

Woody Allen é um grande fã de Paris, como já demonstrou em dois de seus filmes: Todos dizem Eu te Amo, de 1996, e Meia-noite em Paris, de  2011. O primeiro é um musical e tem cenas em Nova York e Paris, ao contar as idas e vindas de uma família, com filhas, ex-marido, novos namorados etc.  Veja só este número musical com Woody e Goldie Hawn, dançando na margem esquerda do Sena, próximo  à catedral de Notre Dame. Sem dúvida, um momento mágico, e um das minhas cenas preferidas de filmes do diretor.

O diretor voltou à cidade para rodar o seu maior sucesso de bilheteria de sua carreira,  Meia-Noite em Paris. O filme , e seu personagem principal, vivido por Owen Wilson, eram a cara do diretor. Um escritor é transportado no tempo e conhece a era de ouro do jazz em Paris. O filme tem várias locações clássicas, como o Jardim de Monet, o Museu de Rodin, o Hotel Le Meurice, o restaurante Le Polidor , que ainda existe na Rue Monsieur le Prince, 41,  o Maxim’s, e, é claro, os Jardins de Versailles (foto abaixo)

Midnight in paris

E para terminar essa primeira parte, é claro que ninguém conhece Paris como os franceses, certo? Então O Fabuloso Destino de Amelie Poulain, exibe vários lugares da cidade enquanto Amelie tenta ajudar as pessoas, além de descobrir o amor. O bairro de Montmartre é mostrado em detalhes, mas obviamente todo mundo que vai à Paris tem que conhecer o café onde Amelie trabalha, já que ele existe mesmo.  É o Café des Deux Moulins, na Rue Lepic, 15, esquina com a Rue Cauchois.

Mas aguarde, sexta-feira tem mais. Afinal, começa o mês de julho, onde Paris tem sua data mais festejada, a da queda da Bastilha.

 

Você pode estar muito próximo de conhecer Paris!

Na promoção #MaisqueAçúcar você concorre a uma viagem com acompanhante a cidade mais doce do mundo.

Basta comprar 2Kg de açúcar Guarani em qualquer supermercado credenciado e cadastrar o cupom fiscal no site da promoção. Acesse guaranimaisqueacucar.com.br e saiba mais. É #MaisqueAçucar

Exibindo Paris.pngguarani mais que açúcar

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *