fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

O romance com Jamie Dornan da Netflix

Quando Jamie Dornan fez Voando para Casa, disponível na Netflix, ele ainda não era Christian Grey. Mas já tinha impressionado como o xerife de Once Upon a Time. Também já tinha feito a primeira temporada de The Fall. Em Voando para Casa, Jamie entra numa história romântica, com um apelo ecológico. E que ainda fala sobre a importância dos sentimentos.

Ele é Colin, um jovem  e ambicioso empresário de Nova York. Seu maior objetivo é fechar um grande negócio com um sheik árabe. Mas a única maneira de convencê-lo é conseguir um determinado pombo de corridas (sim, isso existe). É quando ele segue para a região agrícola de Flandres, na Bélgica. Ele se faz passar por outra pessoa, para conseguir se aproximar de um senhor que possui essa ave especial. Só que, durante a busca, ele acaba conhecendo e se interessando muito pela neta do homem.

A crítica

O filme me lembrou muito Um Bom Ano, com Russell Crowe. Ou seja, um homem totalmente imerso em negócios, que vai para um local da Europa. Lá conhece os locais, se apaixona, e resolve mudar de vida. Basicamente o mesmo fio condutor de Voando para Casa. Só que lá o cenário era uma vinícola francesa. Aqui, é uma região de Flandres. Aliás,  o filme foi financiado pelo Fundo Audiovisual de Flandres. O local é bonito, mas  a história poderia se passar em qualquer lugar.

O interessante da história para mim, na verdade, não é o romance entre Jamie e a moça local. A química deles nem é lá essas coisas. E o final parece ser meio forçado. Para mim, os momentos mais emocionantes ficam a cargo de Jan Decleir, como o dono do pombo, Jos Pauwels. Ele tem lindas cenas onde declara a importância do bichinho para ele. Seja pombo, gato ou cachorro, todos que tem um animal em casa  vão se identificar.

Para os fãs de Buffy – A Caça-Vampiros, o filme ainda tem uma participação especial de Anthony Head (Giles), como o pai de Colin. E claro, Jamie Dornan está lindo e sexy. Fraquinho como ator, mas quem se importa? Rsrsrs!

1 Comentário

1 Comentário

  1. Áurea gontijo

    7 de agosto de 2021 às 9:36 am

    Eu também acho o ator Jamie Dornan muito fraco. Ele já fez vários filmes e não melhora. Aí você disse ” quem se importa com isso se ele é lindo”? . O público se importa sim. Se fosse outro ator em 50 tons , penso que o filme não seria tão ruim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Cinema

Pronto para as dicas da semana? O lançamento mais badalado da semana é de cinema. Finalmente chegou a esperada adaptação de Duna. Já houve...

Streaming

Tenho um certo preconceito com histórias onde mulheres de quase 30 anos ainda continuam se desesperando por causa de fins de relacionamentos. Isso pode...

Streaming

Faz tempo que ouço falar sobre Abe. O filme, dirigido por Fernando Grostein , se passa em Nova York. E tem Noah Schnapp ,...

Streaming

Quando você fala em filmes sobre professores, alguns logo vêm à mente. É o caso de Robin Williams em Sociedade dos Poetas Mortos. Ou...

Streaming

Hoje (15) tem o lançamento da terceira temporada de Você. É interessante ver que a série hoje é esse enorme sucesso na Netflix. Tanto...

Cinema

A produção de O Último Duelo, que estreou nessa semana nos cinemas, é maravilhosa. Isso sempre é um destaque na filmografia de Ridley Scott....

Cinema

Em 2018, o filme Halloween deu um “refresh” na franquia de mais de 40 anos. Quebrou vários recordes, e fez muito dinheiro. Já deixou...

Cinema

Ridley Scott é quase sempre referência quando se fala em um espetáculo grandioso. Já foi indicado quatro vezes ao Oscar, uma delas por Gladiador....