fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

O passado revisto em Ânsia de Amar

Tenho em mente que o passado existe e não é possível apagar. Sou veementemente contra essa cultura de cancelamento de filmes que temos visto recentemente. No ano passado,  na HBO Max, foi o caso de E o Vento Levou. Este ano, lembro do caso de Grease, um dos filmes mais bobinhos que existem, e que eu amo. Quando foi ao ar na BBC, Grease sofreu cancelamento. O motivo era que propagava  racismo, sexismo, homofobia e de estigmatizar mulheres por suas escolhas sexuais. Não importa que sua história se passe nos anos 50 e tenha sido feito em 1978. Tem que ser cancelado, e apagado da face da Terra como se o comportamento da época nunca tivesse existido. Correndo o risco de ser cancelada também, acho isso irreal. Os costumes existiram, não há como apagar. Pensei nisso enquanto assistia ontem Ânsia de Amar, disponível no Belas Artes a la carte (www.belasartesalacarte.com.br).

Apesar do filme ser de 1971, eu nunca havia assistido. Um daqueles imperdíveis que a gente deixa passar. Dirigido por Mike Nichols com roteiro de Jules Pfeffer, é um dos mais contundentes, crus e agressivos filmes sobre comportamento que já vi. Ele segue a jornada dos costumes e aventuras sexuais de dois amigos de universidade durante duas décadas. Um deles é o misógino Jonathan (Jack Nicholson). O outro é o tímido e neurótico Sandy (Art Garfunkel da dupla Simon & Garfunkel). Os dois encarnam uma lista de disfunções emocionais, enquanto vão de um relacionamento para outro.

A crítica

Como o filme não é tão popular e conhecido hoje em dia, ninguém fala do tratamento das mulheres na história. São destratadas, manipuladas, e só ficam na história enquanto fazem parte da vida dos dois homens. Mas, mais uma vez, era o retrato de uma época. E como retrata bem os relacionamentos, e a forma como os homens viam as mulheres na época. Talvez algumas coisas ainda se mantenham até hoje.

Art Garfunkel me surpreendeu como ator, criando um Sandy dependente da aprovação e das manipulações de Jonathan. E Jack, que  tem aqui um de seus primeiros papéis principais, após uma participação marcante como coadjuvante em Sem Destino. Demonstra aqui todo o talento que lhe renderia três Oscars, uma coisa meio selvagem e inexplicavelmente atraente. Mas, no final quem acaba brilhando mais é Ann Margret.  Ela teve uma indicação ao Oscar e ganhou o Globo de Ouro. A sua Bobbie é a garota sexy que acaba sendo o alvo de todo o abuso de Jonathan. Suas cenas são incômodas e perfeitas. O filme ainda tem participações bem interessantes de Candice Bergen e Rita Moreno.

O formato de Ânsia de Amar é reflexo de sua época, mas o texto e as atuações são eternos. Vale conhecer como um estudo de comportamento e de cinema. É quase um documento histórico.  Ainda bem que muita gente não o descobriu para querer cancelar.

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Streaming

A gente tem tanta coisa para assistir no streaming que normalmente fica até meio perdida, não é mesmo? Então, eu separei aqui 6 imperdíveis...

Cinema

Tenho tentado assistir a boa parte dos filmes que estão participando do Oscar ( já vi todos os principais que concorrem a melhor filme)....

Streaming

Já faz um tempo que todo mundo estava esperando para ver o último filme candidato ao Oscar de melhor filme estrear. E agora Ficção...

Cinema

Mais de dois anos depois, a segunda parte de Duna chega aos cinemas nessa quinta. Duna : Parte 2 é mais grandioso, e tem...

Streaming

Fiquei muito feliz quando tanta gente aplaudiu Barbra Streisand durante sua homenagem com o prêmio de carreira do SAG Awards. Barbra é uma mulher...

Você também pode gostar de ler

Streaming

Em 2018, Do Jeito que Elas Querem  fez um considerável sucesso -mais de 100 milhões de dólares no mundo. Um grande feito especialmente para...

Streaming

No domingo passado, eu coloquei aqui a primeira parte de uma lista de clássicos que estão disponíveis no streaming. Não é uma tarefa fácil...

Streaming

Não é uma tarefa fácil achar filmes clássicos no streaming. Mas é sempre importante recordar, ou conhecer, produções que foram tão importantes para a...

Streaming

Ontem postei nas redes um número musical de Fred Astaire e Gene Kelly. E uma seguidora me disse que tinha dificuldade de achar filmes...

Cinema

Em 2009, tive a oportunidade de assistir o musical A Little Night Music na Broadway. A montagem tinha Catherine Zeta Jones e Angela Lansbury...

Cinema

O início de semana foi triste para os fãs de cinema. Tivemos as perdas de três grandes nomes do cinema, figuras conhecidas, e que...

Cinema

Eu adoro ver que Rita Moreno, do alto de seus 90 anos, continua com grande energia para o trabalho. Ela fez uma participação fantástica...

Streaming

Um dos grandes problemas dos fãs de cinema é achar filmes clássicos no streaming. É uma tarefa de escavação encontrar um ou outro. Por...