fbpx

Para entender a controvérsia sobre E o Vento Levou

A história de E o Vento Levou é única. Se considerarmos a inflação,  ainda é o filme de maior bilheteria da história com 3.3 bilhões de dólares. Ganhou 9 Oscars, inclusive melhor filme, atriz para Vivien Leigh e coadjuvante para Hattie McDaniel, que se tornou a primeira pessoa negra a ganhar um Oscar, isso lá em 1939. Agora, mais de 80 anos após o seu lançamento, E o Vento Levou volta a ser assunto. Isso porque ele foi removido temporariamente do recém-lançado serviço de streaming da Warner Media, HBO Max, após um artigo escrito pelo roteirista de 12 Anos de Escravidão, John Ridley. Segundo ele, o filme, “quando não está ignorando os horrores da escravidão, pausa somente para perpetuar alguns dos mais doloridos estereótipos das pessoas de cor”.

A posição da empresa

Segundo um comunicado da Warner Media, E o Vento Levou voltará em “algum momento” à plataforma, que não está disponível no Brasil. No entanto, desta vez, com um alerta sobre o seu conteúdo racista — fruto da época em que foi produzido — e trazendo algum tipo de discussão para entender melhor o retrato desse período do passado.

“E o Vento Levou é um produto de seu tempo e mostra alguns preconceitos étnicos e raciais que, infelizmente, temsido um lugar comum na sociedade americana. As representações racistas eram erradas na e´poca e são erradas hoje. E nós sentimos que manter esse título sem uma explicação ou denúncia dessas representações seria irresponsável. Essas representações são certamente contra os valores da Warner Media, então quando retornarmos com o filme para a HBO Max, voltará com a discussão de seu contexto histórico e uma denúncia contra várias dessas representações. Mas ele será mostrado como foi originalmente criado, porque de outra maneira seria o mesmo que dizer que esses preconceitos nunca existiram. Se nós vamos criar uma futuro mais justo, equitativo e inclusivo, nós temos que primeiro conhecer e entender a nossa história.”

Um dia depois da HBO tê-lo retirado de seu serviço, E o Vento Levou se tornou o filme número 1 em vendas na Amazon americana. Da mesma maneira, ele é o número 5 em compras no iTunes. Nas redes sociais, houve posts defendendo e reclamando do posicionamento. Aqueles que reclamavam inclusive mencionavam uma questão de censura.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *