fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Streaming

O documentário Sr. mostra a história de amor de Robert Downey Jr. e seu pai

Já falei aqui que vejo poucos documentários. Muito menos do que gostaria. Mas sempre acabam entrando outras prioridades na frente. Entretanto quando as histórias tem a ver com astros de Hollywood, dou um jeitinho de “passar na frente”, rsrs. Vi já alguns excelentes, como a história de Jane Fonda (HBO Max), Desi Arnaz e Lucille Ball (Prime Vídeo), ou ainda o de Sidney Poitier (Apple TV Plus). E agora, depois que ele ganhou o prêmio de melhor documentário pelo National Board of Review, resolvi assistir Sr., que está na Netflix.

Ele conta a história do diretor Robert Downey, que vem a ser – claro – pai de Robert Downey Jr. O astro da Marvel faz uma homenagem a seu falecido pai. Relembra a vida e a carreira do cineasta Robert Downey Sr., que faleceu em 2021 por complicações da Doença de Parkinson. Seu pai atuou em mais de 20 trabalhos e dirigiu 18 produções, entre longas, curtas e episódios de série de TV. Deixou um grande legado para a família e para o cinema.

O que achei?

 

Mas o filme não deixa de apontar os problemas de família. Desde as loucuras cinematográficas de Sr, como Robert o chama, até as falhas como pai. Sr. inclusive faz uma mea culpa do erro que foi ter apresentado as drogas para o filho. Afinal, como todo mundo sabe, Robert foi dependente durante muitos anos. Só conseguiu dar a volta por cima com O Homem de Ferro. O documentário mostra a relação de pai e filho, discute os filmes e escolhas de Sr.  Quando o documentário começa, Sr. ainda está bem, e caminha pelas ruas. Ao final, está prostrado numa cama. Isso proporciona momentos muito emocionantes como, por exemplo, a despedida de Robert e seu filho Exon, de Sr.

Confesso que não me lembro de ter visto  filme algum dirigido por Robert Downey Sr.. Eles me parecem bem malucos. E é essa cronologia de filmes que Downey Jr. usa para contar a história de seu pai e homenageá-lo. Há, claro, situações meio embaraçosas. Alguns podem questionar a inclusão de  certas cenas de intimidade. Entretanto, como se trata de uma família que viveu para o cinema, isso é mais do que explicável. No final, é triste, mas também uma carta de amor de um filho para um pai. E também de um pai para um filho. Vale ver!

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Premiações

Acredito que todos esses eventos da Temporada de Premiações precisam se reinventar. O politicamente correto acaba se tornando mais importante do que a melhor...

Moda

Normalmente, eu acho que é no SAG Awards que as atrizes estão mais elegantes. Não foi diferente dessa vez. Claro, há sempre os “erros...

Streaming

Eu tentei ver o primeiro episódio de Glamorous, que está na Netflix, mas achei tudo muito chato. Assim, desisti. Mas o meu amigo José...

Premiações

Neste sábado, dia 24, vai acontecer o SAG Awards 2024. Para quem não sabe, o SAG Awards é o prêmio do Sindicato dos Atores,...

Cinema

Antes da pandemia, em 2019, todo mundo estava falando sobre um “jogo” chamado Baleia Azul. Ele era um conjunto de 50 desafios diários e...

Você também pode gostar de ler

Premiações

Acredito que todos esses eventos da Temporada de Premiações precisam se reinventar. O politicamente correto acaba se tornando mais importante do que a melhor...

Streaming

E impossível pensar hoje no impacto que We are the World teve nas pessoas em sua época. Foi um tempo sem internet, sem celular,...

Streaming

Na semana passada assisti a minissérie documental Arnold, da Netflix. Em geral, assisto poucos documentários – mais por falta de tempo do que por...

Cinema

Para quem já trabalhou com marketing como eu, dá gosto de ver uma estratégia conjunta para o lançamento de Barbie e Oppenheimer. A princípio,...

Cinema

Na minha infância/ adolescência, eu adorava ouvir as músicas de Sidney Magal. Já adulta, cheguei a ver um show dele – e me diverti...

Streaming

Os documentários sobre estrelas de cinema disponíveis no streaming tem sido, em geral, fascinantes. Tem o de Paul Newman e Joanne Woodward na HBO...

Cinema

Eu já falei aqui que vejo menos documentários do que gostaria. Com tantos lançamentos de filmes e séries, os documentários acabam ficando para trás....

Streaming

Já disse por aqui que vejo muito menos documentários do que gostaria. Pura falta de tempo com tantos filmes e séries para ver. Ocasionalmente...