fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Streaming

Nossos Sonhos de Marte, da HBO Max, é uma perda de tempo!

Eu adoro uma comédia romântica. Embarco até nas mais tontinhas. Então fiquei entusiasmada quando vi que Nossos Sonhos de Marte (Moonshot) ia estrear ontem (31) na HBO Max. O filme tem Cole Sprouse (Riverdale) e Lana Condor (Para Todos os Garotos que já Amei). Só que foi um dos filmes do gênero mais fracos que já vi.

Começando pela história. Em um futuro próximo, Marte está sendo colonizado pelo melhor que a humanidade tem a oferecer. O grande sonho de Walt (Cole Sprouse) é ir para lá. É quando ele resolve entrar no foguete  como clandestino. E acaba pedindo a ajuda de uma garota, Sophie (Lana Condor), que o detesta. Mas ela acaba ajudando o rapaz a passar desapercebido. Apesar de estarem indo para Marte para encontrar suas paixões, os dois vão acabar desenvolvendo uma relação especial.

O grande problema do filme é que em momento algum você consegue acreditar que esses dois poderiam se apaixonar. A química é totalmente inexistente. O que é curioso, já que tanto Cole como Lana estão muito bem em seus papéis. Cole especialmente faz um personagem falante, divertido, elétrico, totalmente diferente do Jughead de Riverdale. Mas juntos não “dá liga”. E o filme obviamente se ressente disso. Você acompanha os dois  durante a viagem, e não se envolve. Também me incomoda que ela o chame de burro todo o tempo.

Foi difícil aguentar  as quase  duas horas de filme. Pensei em desistir, só que vinha sempre aquela sensação de que poderia melhorar. A participação de Zach Braff na última meia hora até ajuda. No final, a melhor coisa acabou sendo a piadinha com o nome do gato: Ripley. Fãs de Alien vão entender, rs. Mas, de resto, inclusive a última cena, “não desce”. Uma pena!

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Cinema

Há certos tipos de humor que, sinceramente, não consigo entender. Por exemplo, lembro-me de uma época em que Orange is the New Black era...

Cinema

Mad Max: Estrada da Fúria foi um grande sucesso de público e crítica quando foi lançado em 2015. Na época, escrevi o seguinte na...

Cinema

É impossível não lembrar de John Wick ao assistir Fúria Primitiva. Afinal, trata-se de um filme sobre vingança , sobre alguém que  desafia os...

Streaming

A gente já viu essa história muitas vezes. O romance improvável entre estudantes ricos e pobres numa escola para milionários. Recentemente Elite fez muito...

Streaming

Houve um tempo em que Renny Harlin dirigiu grandes filmes de ação. É o caso de Risco Total e Duro de Matar 2, por...

Você também pode gostar de ler

Streaming

A HBO Max se transformou em MAX, mas para mim, o apelo não tem nada a ver com o conteúdo de futebol ou da...

Streaming

Sabe aquela série de investigação tipo antiga? Rsrs! Three Pines é uma história de detetive que poderia ter sido feita há muito tempo. Mas...

Streaming

A concorrência é sempre salutar. No passado, quando uma série recebia o aviso de cancelamento por um canal, o jeito era dar adeus e...

Streaming

O que me chamou a atenção em Tempestade Infinita, da HBO Max, foi a presença de Naomi Watts. Ela é sempre excelente, mostra suas...

Séries

O dia hoje foi de passar a faca lá em séries lá em Hollywood. Tinha coisa que a gente já esperava, mas também teve...

Streaming

Eu vi a primeira temporada de His Dark Materials e a série acabou não me conquistando – mesmo com a participação de James McAvoy!...

Streaming

Nova York é para mim a cidade mais fascinante que conheci na vida. Adoro passear sem rumo pelas ruas de Manhattan, entrar na lindíssima...

Streaming

Essa semana, várias notícias sobre a Warner – com o cancelamento do filme da Batgirl – e o fim da HBO Max pipocaram nas...