fbpx

Mulher Solteira Procura Colega de Quarto!

 data-srcset

Numa daquelas minhas buscas por filmes pouco badalados na Netflix, acabei me deparando com Colega de Quarto. O filme é antigo, de 2011, e traz Minka Kelly (que completa 40 anos hoje) como Sara, uma jovem estudante de design que chega à faculdade em Los Angeles. Sua companheira de quarto, a milionária Rebecca (Leighton Meester, de Gossip Girl), está mais do que ansiosa para ajudar Sara e ensinar-lhe sobre a região. As duas se tornam próximas, mas quando Sara começa fazer novos amigos no campus, Rebecca torna-se possessiva e perigosa.

Colega de Quarto, é claro, é totalmente previsível e cheio de clichês. Não espere nada diferente disso. Mas acabei embarcando, e acompanhei a história facilmente. Ainda mais porque Minka e Leighton são um bom exemplo daquela história “separadas no nascimento”. E produção optou por diferenciá-las com maquiagens bem diferentes. Apesar disso, é claro que a ideia aqui foi fazer uma nova versão de Mulher Solteira Procura, filme de grande sucesso dos anos 90. Mas é claro que passa longe em termos de qualidade cinematográfica e de suspense.

Mulher Solteira Procura

Mulher Solteira Procura também está disponível na Netflix. É até legal montar um programa duplo e maratonar. A premissa é quase a mesma. Após se separar do namorado, a especialista em software Allison (Bridget Fonda) decide dividir seu apartamento de Manhattan com Hedra (Jennifer Jason Leigh). As duas rapidamente tornam-se amigas, mas inveja e hostilidades trazem à tona o passado violento de Hedra.

Dirigido por Barbet Schroeder em 1992, foi o primeiro filme que ele dirigiu após ser indicado ao Oscar com O Reverso da Fortuna. É preciso ver, é claro, com os olhos de uma produção feita há quase 30 anos. Mas ainda é muito eficiente como terror psicológico, e foi um considerável sucesso de bilheteria. Jennifer Jason Leigh chegou mesmo a ganhar o MTV Movie Award de melhor vilã. Saudades só de ver Bridget Fonda no cinema. Ela abandonou a carreira em 2002, e logo depois se casou com o compositor Danny Elfman. Ah, uma curiosidade! Veja quem é o mocinho da história. É Steven Webber, que recentemente foi o diretor de 13 Reasons Why.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *