fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Filme A Assistente, da Amazon Prime, é surpreendente!

O mundo do cinema pode ser descrito entre antes e depois de Harvey Weinstein. Todo mundo conhece a história da grande queda  de um dos maiores produtores da história do cinema. Inclusive sua história acabou dando início ao #MeToo, que  revolucionou a posição da mulher na indústria do entretenimento. É claro que mais cedo ou mais tarde, Hollywood vai contar a sua história. Há rumores que a Plan B, de Brad Pitt, já teria os direitos para fazer um filme sobre ele. Mas enquanto esse momento não chega, há um que pode chegar perto dessa história. A Assistente, que estreou há pouco tempo na Amazon Prime, é um filme independente, obviamente feito com poucos recursos. Dirigido e roteirizado pela documentarista Kitty Green, é um dos filmes mais surpreendentes que vi nos últimos tempos.

O filme conta a história de  um dia na vida de Jane, uma aspirante a produtora de cinema. Ela é a assistente júnior de um poderoso magnata do entretenimento. Ou seja, um bom início para atingir os seus sonhos. Jane trabalha duro, obviamente. Chega de madrugada no escritório, antes de todos. O problema é que conforme Jane segue sua rotina diária, ela começa a perceber algumas coisas. Especialmente todos os abusos que envolvem seu ambiente de trabalho e sua posição profissional.

A crítica

Na época que o escândalo de Harvey Weinstein estourou, Kitty Green passou mais de um ano entrevistando pessoas que trabalhvam na empresa dele, a Miramax. É óbvio que usou muito do que ouviu para escrever o roteiro e as situações vividas em A Assistente. A forma como ela apresenta a história é brilhante. Nada é muito explicado. Você não vê o chefe (ele nem nome tem). É simplesmente Ele. Ele nunca aparece. Mas sua presença é sentida em todos os momentos. É como se fosse uma ameaça que paira acima da cabeça de todos, especialmente na de Jane.

Esse clima opressivo é especialmente ressaltado com a utilização dos efeitos sonoros. Há pouquíssima trilha sonora, nenhuma enquanto a ação se passa dentro do escritório. Com isso, os barulhos do dia a dia se tornam insuportáveis. Seja o teclado do computador, a máquina de café, e o pior de todos, o intercomunicador. Além disso, o filme conta com uma atuação arrebatadora de Julia Garner (de Ozark) como Jane. Cada pensamento, cada palavra não dita, cria o ambiente ainda mais tenso para o filme. Parece que você consegue ler as dúvidas que passam por sua cabeça.  É uma performance para ficar entre as melhores do ano.

A melhor sequência

Isso fica ainda mais claro na melhor sequência do filme. É quando Jane toma coragem para falar sobre o que vê de errado para o responsável sobre recursos humanos.  Ele é feito por Matthew Macfadyen (Succession). A forma como a cena é escrita, e como os dois atores interagem, é simplesmente perfeita. O filme  na verdade é uma ilustração de como os piores abusos são aqueles que não são “claros”.  Isso inclui especialmente o abuso  emocional – os pedidos de desculpas, os escândalos por telefone… A Assistente é uma lembrança imprescindível da razão pela qual é preciso lutar contra a dominação em todos os níveis. Em sua simplicidade de forma, o filme tem uma mensagem poderosa que o torna já um dos melhores do ano.

PS. Há uma aparição não creditada de Patrick Wilson numa cena do elevador. Será que ele é Ele? Humm, não seria tão educado, rs! Ou simplesmente Patrick Wilson? Ou ainda um amigo de alguém da produção? Sabe-se lá… rsrs. Também fica no ar…

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias

Streaming

No sábado, a internet em casa ficou meio capenga então resolvi dar uma olhadinha em dois filmes da Amazon Prime que eu tinha baixado...

Streaming

Carnival Row estreou há uns três anos na Amazon Prime. Era uma daquelas séries que eu sempre pensava em começar a ver, mas acabava...

Streaming

Todo mundo estava esperando esses dois últimos episódios da quarta temporada de Stranger Things. Havia a preocupação de que um personagem principal morreria. E...

Streaming

O Star Plus não tem a quantidade de lançamentos novos como Netflix ou HBO Max. Mas tem umas coisas bem interessantes chegando.  Todas nesse...

Streaming

Chris Pratt tem duas grandes franquias pra chamar de suas – Jurassic World e Guardiões da Galáxia. E nesse ano, estará por aí nas...

Você também pode gostar de ler

Streaming

Carnival Row estreou há uns três anos na Amazon Prime. Era uma daquelas séries que eu sempre pensava em começar a ver, mas acabava...

Streaming

Nas últimas semanas tive a sorte descobrir ótimas séries no streaming. No Disney Plus, foram Obi-Wan Kenobi e Ms Marvel (essa ainda tem alguns...

Streaming

Como sempre, saio à procura de filmes não muito badalados que estão disponíveis no streaming. Outra noite me deparei com Estranho, Mas Verdade, que...

Streaming

Eu adoro séries misteriosas, daquele tipo que deixa você com mais perguntas do que respostas, rsrs. Do tipo Lost, Arquivo X, Fringe. Amo todas...

Streaming

Assisto muitos filmes e muitas séries. Até por causa disso, poucas vezes me surpreendo. Mas, o caso foi diferente com Wolf Like Me/ Um...

Streaming

Tem várias dicas para os eu fim de semana no cinema e no streaming. Um monte de filmes e a estreia da quinta temporada...

Streaming

O último filme – aquele que faltava-  dos candidatos a melhor filme que vi no cinema foi Drive my Car. Assim como Parasita há...

Streaming

A Torre Eiffel é um dos monumentos mais conhecidos do mundo. É também um ponto de encontro de todos que vão a Paris. É...