fbpx

E vem aí Bridgerton, primeira série de Shonda Rhimes para a Netflix!

 data-srcset

Shonda Rhimes é um daqueles casos – como Ryan Murphy – em que a criadora fica tão famosa quanto a criatura. Depois de tantos anos com as idas e vindas, separações e mortes de Grey’s Anatomy, ela se tornou alvo de vários comentários de fãs. Alguns nem tão elogiosos, rsrs! Mas Shonda tem o talento para fazer com que a gente fique escrava de suas séries. É o caso de Grey’s, Scandal, Private Practice, How to get Away with Murder. E há algum tempo ela assinou um contrato zilionário com a Netflix para produzir conteúdo. A primeira série resultante disso é Bridgerton, que , conforme anunciado hoje, vai estrear na Netflix em 25 de dezembro.

A história de Os Bridgertons

Ela é baseada na série de livros de sucesso de Julia Quinn. No Brasil, a Editora Arqueiro publicou com o título de Os Bridgertons. Vai contar a história de Daphne Bridgerton (Phoebe Dynevor, de Younger), a filha mais velha de uma família poderosa de Londres no período regencial. A primeira temporada acompanhará o enredo do primeiro livro, chamado O Duque e Eu. Ele é focado em Daphne, que precisa conseguir um bom casamento, mas também espera encontrar o verdadeiro amor. Só que isso parece impossível, especialmente quando o seu irmão Anthony Bridgerton, o Visconde Bridgerton (Jonathan Bailey), começa a descartar todos os pretendentes.

Mas há mais. No melhor estilo de Gossip Girl, a misteriosa Lady Whistledown (voz de  Julie Andrews, uau!)  mantém um boletim sobre as fofocas e tudo que acontece na aristocracia londrina. É quando entra em cena o Duque de Hastings (Regé-Jean Page), solteiro convicto e cobiçado por todas as mulheres da cidade. A princípio, Daphne e o Duque não querem nada um com o outro. Só que surge uma forte atração entre os dois, que terão que lidar com uma relação cheia de joguinhos.

Lembra de Still Star-Crossed?

Ou seja, tudo bem diferente das demais séries de Shonda, não é? Mais ou menos! Talvez pouca gente se lembre de Still Star-Crossed, série que teve uma única temporada em 2017.  Também era de época, e foi um enorme fracasso. Produzida pela Shondaland, empresa de Shonda, tinha Heather Mitchell como showrunner. Também era baseada num livro de sucesso só que de Melinda Staub. Ela se passava após a morte de Romeu e Julieta. Rosaline Capulet está prometida em casamento a Benvolio Montague contra sua vontade. Os dois tentam impedir o casamento a destruição de suas famílias em guerra,  quando uma sociedade secreta conhecida como “Os Demônios” tenta depor o príncipe Escalus sitiado, incitando a guerra entre as duas famílias.

A série teve uma única temporada e eu não consegui achá-la no streaming. Quem sabe dessa vez  com Bridgerton, Shonda tem uma melhor sorte com uma série de época.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *