fbpx

Dois filmes em que as crianças salvam o mundo

Especialmente nesses tempos tão difíceis que vivemos, eu adoro tirar um tempo para ver aqueles filmes bem bobinhos. Assim, dá pra esquecer as coisas horríveis que vemos nas notícias diárias. Outra noite, escolhi dois  totalmente teens, rsrs. Sociedade Secreta de Segundos Filhos Reais, da Disney Plus, e Pequenos Grandes Heróis, da Netflix. As crianças podem curtir, os adultos vão achar uma bobagem, mas ok.

Sociedade Secreta de Segundos Filhos Reais

Confesso que nem tinha prestado muita atenção quando esse filme estreou. Mas aí vi que ele tinha concorrido a vários prêmios no último Critics Choice Super Awards. Então resolvi dar uma chance. Sim, é claro, é mega bobinho. Mas tem um  certo charme. Nele um grupo de adolescentesnobres é recebido em uma Sociedade Secreta das quais fazem parte segundos filhos de família real. Enquanto o primogênito ganha o trono, os irmãos nascidos depois possuem um traço genético que liberam superpoderes. A principal é Sam (Peyton Elizabeth), uma adolescente rebelde da realeza.

Só que a rainha Catarina (Elodie Young, a Elektra de O Demolidor) está cansada do mau comportamento da filha, e envia Sam para um internato de verão. Lá ela e quatro outros membros da realeza descobrem que têm habilidades super-humanas únicas. Convidados a ingressar em uma sociedade secreta com uma longa tradição de manter a paz, os cinco tem que passar por vários treinamentos. Com um novo propósito, eles precisam usar seus novos poderes e trabalhar juntos para que possam salvar o mundo.

É mais ou menos um mistura de O Diário da Princesa com X-Men, rsrs. Os efeitos são fraquinhos, tipo piloto de série do Disney Channel. Mas a história é fofinha, e ainda tem Skylar Astin se divertindo como o treinador dos jovens heróis. O filme tem toda a cara que terá uma sequência. Só que até o momento, nada foi anunciado.

Pequenos Grandes Heróis

Em 2005, Robert Rodriguez dirigiu um grande sucesso da Sessão da Tarde chamado As Aventuras de Sharkboy e Lava Girl. Nele , um garoto tímido chamado Max parte em uma viagem interplanetária rumo ao planeta Baba. Lá ele conhece Sharkboy (Taylor Lautner), um garoto metade tubarão e metade humano, e Lavagirl (Taylor Dooley), uma jovem que lança chamas e pedras incandescentes. O filme, disponível na Netflix, era mais um capítulo das aventuras infantis do diretor, que havia começado com o ótimo Pequenos Espiões, de 2001. E agora o diretor voltou a esse universo, numa produção original da Netflix, chamada Pequenos Grandes Heróis.

Quinze anos se passaram. Pequenos Grandes Heróis é uma espécie de sequencia autônoma de As Aventuras de Sharkboy e Lavagirl. Depois que seus pais foram sequestrados por invasores alienígenas, um grupo de crianças, filhos dos super-heróis da Terra resolvem se unir. Eles são liderados por Missy Moreno, a filha sem poderes de um deles . Só que todos tem que aprender a trabalhar juntos para salvar seus pais e o mundo.

Produção e Elenco

A produção é mais infantil e com um visual mais lúdico. Robert Rodriguez resolveu expandir o conceito que apresentou em Shark Boy e Lava Girl, para todo um universo de super-heróis ( algo como Os Incríveis 2). O filme também tem um certo humor, que pode ter apelo com os mais adultos. Ele brinca com as roupas de super-heróis, e principalmente com os poderes de cada um deles. Entretanto alguns valores de produção me pareceram meio pobrezinhos. A segunda parte do filme que se passa dentro da nave espacial parece um brinquedo de crianças da Disney. Em alguns momentos também lembrou o video de Ariana Grande, Rain Me, também dirigido por Rodriguez. Rsrs.

Mas, o diretor conseguiu atrair um elenco bom para o filme. Pedro Pascal, Priyanka Chopra, Christian Slater, Boyd Holbrook, e Adriana Barraza, que faz uma espécie de Professor Xavier da história, mas mais bem humorada. A menina Yaya Gosselin, que a gente já viu em FBI: Most Wanted, se sai bem como Missy. Entre as crianças, também gostei de Andrew Diaz (Facemaker) e de Hala Finley, como a garota que vê o futuro. Mas quem rouba a cena, como a coisa mais fofa desse mundo é Vivien Lyra Blair, que já foi a Garota de Birdbox, com Sandra Bullock. Aqui em Pequenos Grandes Heróis, ela  é a filha de Shark Boy e Lava Girl. É o máximo. Quando coloca os óculos então, vale o filme!

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *