fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Streaming

As surpresas e emoções da 5ª temporada de Virgin River

Por causa do feriado, acabei demorando para assistir a 5ª temporada de Virgin River. Apesar de não ter tempo para assistir as longas novelas brasileiras, eu continuo adorando o conceito. E Virgin River me proporciona isso com alguns episódios a cada ano, que funcionam de forma extremamente eficiente. Os 10 episódios da 5ª temporada da série estrearam na última quinta, mas deixaram vários cliffhangers de situações para os dois especiais de Natal que vão estrear em 30 de novembro. E quantas surpresas…

Para quem ainda não assistiu essa temporada, a anterior terminou com Jack descobrindo que é o pai do filho de Mel, mas não dos gêmeos de Charmaine. Teve também o retorno de Paige, e a possível retomada de seu romance com Preacher. Na melhor tradição de Virgin River, as duas situações são resolvidas prontamente (apesar que no caso de Paige e Preacher um pouco rápido demais na minha opinião). A  grande atração da temporada é o incêndio que atinge a cidade (o melhor e mais tenso momento da história). Mas há mais. A relação de Mel e Jack passa por momentos difíceis (como sempre), Doc continua com seu problema nos olhos. Há um complô para tirar Hope da prefeitura, um triângulo amoroso envolvendo Brie, o romance de Lizzie e Denny, além, é claro, da situação dos traficantes da cidade.

O que achei?

A temporada, mais do que nunca se assume como o novelão eficiente que é . Muita gente a compara com Gilmore Girls, mas na minha opinião, ela é um clone moderno de Doutora Quinn (alguém lembra?). Veja bem, uma mulher sai de uma cidade grande para assumir um posto médico numa cidade pequena. Lá ela encontra receios iniciais, mas demonstra que é ótima no que faz. Descobre o amor com um lindo homem local, e se envolve em todos os problemas dos habitantes. A cidade, apesar de todos os problemas, tem pessoas que ajudam uns aos outros em momentos difíceis. Pode ser mais igual? Rsrsrs.

Nessa 5ª temporada de Virgin River toda a sequência pré, durante e pós-incêndio é sensacional. Envolve, emociona e vai deixar você tenso. A resolução da situação do bebê de Mel é algo inesperado, que funciona, especialmente pela forma como ela reage num momento difícil. Também gostei de como a série lidou com a situação de Hope na prefeitura. Também foi interessante a situação envolvendo Cameron e Muriel – inesperada e simpática. A aproximação de Preacher com a bombeira, entretanto, foi rápida demais. A química dos dois, entretanto, é interessante.

O que não me convence na verdade é o romance de Lizzie com Denny. O ator que faz Denny, Kai Bradburry, é muito fraquinho. E na minha opinião, uma garota como Lizzie nunca entraria numa relação com ele (ainda mais deixaria acontecer o que revela no último episódio). De qualquer forma, espero que consiga melhorar. No início, eu detestava Lizzie, e agora ela foi melhorando na história. Gostei também da forma como trataram o triângulo amoroso de Brie – Mike -Brady. Soou verdadeiro, e entendível. A parte dos traficantes é sempre a mais chata, mas serviu para fazer com que a gente gostasse mais de Brady.

O último episódio traz diversos cliffhangers. Encontraram um corpo (que a gente sabe de quem é), a revelação de Lizzie, a outra revelação – bem absurda – de quem é o pai dos gêmeos de Charmaine!  E, claro, principalmente – no último segundo – a surpresa de Mel, rsrs. Tudo isso deverá ser abordado nos dois episódios de Natal que ficarão disponíveis em 30 de novembro na Netflix. E finalmente, parece que Charmaine vai ter os bebês, que ela espera há várias temporadas!! Até que enfim, né?

 

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Streaming

Hoje é dia de rock, bebê! O cinema já fez várias biografias de grandes nomes do rock. E nesse dia internacional do rock, aqui...

Streaming

Glen Powell é o cara que está em todas. Só nesse ano, teve três filmes super comentados. Todos Menos Você, Assassino por Acaso e...

Cinema

Um de meus filmes favoritos de desastre (um gênero que gosto muito) é Twister, de 1996. Acho que tem um roteiro arrumadinho, que consegue...

Cinema

As comédias românticas encontraram uma casa – e um público fiel – no streaming . Por isso, é interessante – e uma bem-vinda surpresa ...

Cinema

Já começo avisando que Maxxxine é a parte final de uma trilogia. Apesar de ter sido filmado em ordem diferente, cronologicamente ele começa com Pearl(...

Você também pode gostar de ler

Streaming

Eu adoro episódios especiais de Natal de séries. Sempre lembro – e revejo – alguns inesquecíveis de minhas séries preferidas como Downton Abbey, Glee,...

Streaming

Pois é,  novembro chegou – já começou a comprar panetone, rsrs? E a Netflix melhorou o número de lançamentos interessantes para o mês. Tem...

Streaming

Setembro já está chegando e eu separei aqui 6 estreias imperdíveis do streaming para o mês. Têm seis séries, originais e continuações de temporadas....

Streaming

Sem grandes produções na Netflix nesse mês de setembro. Mas pelo menos tem a volta de Virgin River, que eu adoro! Veja aqui outros...

Streaming

Conheço muita gente que adora essa coisa de maratonar uma temporada inteira de uma vez, por 8, 10, 12 horas, na frente da tela....

Streaming

Tem muita coisa imperdível chegando no streaming essa semana. E eu já começo com dois lançamentos da Netflix. É hoje, dia 20, que estreia...

Streaming

Final de semana do Dia dos Namorados chegando, e com os preços do jeito que estão por aí, #ficaadica de um programa para ficar...

Streaming

Martin Henderson anda por aí há muito tempo, desde o início dos anos 90. Mas eu somente o “enxerguei” pela primeira vez na série...