fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

A Escavação reconhece heróis verdadeiros

THE DIG (L-R): CAREY MULLIGAN as EDITH PRETTY, RALPH FIENNES as BASIL BROWN. Cr. LARRY HORRICKS/NETFLIX © 2021 

Carey Mulligan é uma das favoritas para estar entre as finalistas na categoria de melhor atriz na Temporada de Premiações. O papel é o de uma mulher que leva uma vida dupla em Promising Young Woman. Mas, nessa sexta, um outro filme estrelado pela atriz chegou na Netflix. É A Escavação, com Ralph Fiennes. Ele conta a história de um arqueólogo que embarca na escavação a pedido da rica senhora Edith Pretty. Tudo contece em Sutton Hoo, na Inglaterra, pouco antes da II Guerra . Lá, acabam descobrindo um grande tesouro em uma câmara mortuária de um navio enterrado. Essa descoberta foi considerada uma das mais importantes descobertas arqueológicas de todos os tempos.

A crítica

A história é real, e baseou-se no livro de mesmo nome de John Preston. Ao final do filme, inclusive contam alguns detalhes do que aconteceu com os personagens verdadeiros. A história é contada com simplicidade e sensibilidade. É certo que detalhes acabam ficando no ar, especialmente a determinação de Edith com a descoberta. Entretanto, a atuação de Carey Mulligan demonstra  bem sua determinação de prosseguir com a escavação. Mesmo contra todos, e contra a própria situação de sua saúde. Carey só entrou no filme depois que Cate Blanchett e Nicole Kidman saíram do projeto, Ela é bem mais jovem do que a verdadeira Edith na época da escavação. Mas tem um perfeito contraponto com o personagem de Ralph Fiennes, o escavador. Já ele está sensacional. 

Na primeira parte, o filme pertence aos dois atores. É a mais fascinante. Já a segunda parte é mais fraca, com outras pessoas chegando ao local. É o momento das brigas de bastidores. Todos querem aparecer como os responsáveis pela descoberta.  Paralelamente, o filme se dedica à história da insatisfação de uma das escavadoras, Peggy (Lily James) com seu casamento com um arqueologista que é claramente gay (Ben Chaplin). O terceiro vértice é feito pelo primo de Edith, Rory. Esse é feito com o charme de sempre por Johnny Flynn , que já tinha sido apaixonante em Emma

No fim…

O problema é que esse romance, que poderia ter rendido um outro filme, acaba passando rápido demais. Ficou parecendo que quiseram “encher linguiça”. E também, a gente sente falta da presença do personagem de Ralph Fiennes. Ele praticamente desaparece durante boa parte da segunda metade. De qualquer maneira, esse elenco maior acaba funcionando. O filme demonstra o quão importante era para aquelas pessoas atingir seu objetivo. E especialmente o sentido de urgência, já que a guerra estava batendo na porta. E ainda, vale conhecer a história, para poder valorizar quem são os verdadeiros heróis. 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Cinema

Pronto para as dicas da semana? O lançamento mais badalado da semana é de cinema. Finalmente chegou a esperada adaptação de Duna. Já houve...

Cinema

Ninguém pode dizer que Denis Villeneuve não é um homem corajoso. Afinal, ele fez a sequência de um dos filmes mais adorados pelos fãs...

Streaming

Tenho um certo preconceito com histórias onde mulheres de quase 30 anos ainda continuam se desesperando por causa de fins de relacionamentos. Isso pode...

Streaming

Faz tempo que ouço falar sobre Abe. O filme, dirigido por Fernando Grostein , se passa em Nova York. E tem Noah Schnapp ,...

Streaming

Quando você fala em filmes sobre professores, alguns logo vêm à mente. É o caso de Robin Williams em Sociedade dos Poetas Mortos. Ou...

Streaming

Hoje (15) tem o lançamento da terceira temporada de Você. É interessante ver que a série hoje é esse enorme sucesso na Netflix. Tanto...

Cinema

Em 2018, o filme Halloween deu um “refresh” na franquia de mais de 40 anos. Quebrou vários recordes, e fez muito dinheiro. Já deixou...

Cinema

Ridley Scott é quase sempre referência quando se fala em um espetáculo grandioso. Já foi indicado quatro vezes ao Oscar, uma delas por Gladiador....