fbpx

Relembrando o momento inesquecível dos 20 anos de Angel

Assim como fez com o aniversário de 20 anos de Buffy – A Caça- Vampiros, a revista Entretainment Weekly fez uma homenagem especial aos 20 anos  de seu spinoff, Angel. Ela reuniu os atores da série para conversar sobre os melhores momentos, os piores, e principalmente, como foi a transição de Buffy. Presentes nessa reunião estavam o próprio Angel, claro, David Boreanaz, Alexis Denisof (Wesley), Amy Acker (Fred), James Masters (Spike), J. August Richards (Charles Gunn), Charisma Carpenter (Cordelia) e Andy Hallett (Lorne).

Angel durou cinco temporadas de sucesso. Tudo começou quando o vampiro Angel percebe que não poderia sacrificar a vida de Buffy, com um relacionamento sem futuro. Afinal, foi durante a primeira transa dos dois – o momento de suprema felicidade – que fez Angel perder sua alma, e voltar a ser mau. A ida para Los Angeles para se tornar um detetive teve pontos altos e baixos. Entre os piores, na minha opinião, está o arco do filho de Darla (Julie Benz) e Angel. Era tão absurdo! O garoto era feito por Vincent Kartheiser, que depois foi fazer Mad Men.

Eu Lembrarei de Você

Mas os melhores eram os crossovers com Buffy. Foram vários, inclusive no episódio final de Buffy. Mas o meu preferido era I will Remember You, da primeira temporada. Para mim é provavelmente até hoje um dos melhores episódios de séries já feitos. É parte de um crossover de duas partes. Na primeira, em Buffy: A Caça-Vampiros, Angel vai a Sunnydale para ver se está tudo bem com a caça-vampiros, mas não se mostra para ela. Buffy fica sabendo, e decide ir a Los Angeles para tirar satisfações.

Na segunda parte, em Angel, durante um ataque de um demônio, Angel se transforma em mortal. Ou seja, agora ele e Buffy podem ficar juntos, transar muito e ainda comer sorvete. Mas é claro que as coisas não são simples assim. A sequência final, quando os dois têm seus últimos momentos juntos, está entre os mais tristes da história das séries de TV. Mesmo hoje, depois de tantos anos, ela ainda me emociona.

Angel nunca esteve entre minhas séries favoritas da vida, como era o caso de Buffy. Mas, ainda hoje, em minha opinião, teve um dos personagens mais sexies da história, graças ao carisma de David Boreanaz. Até hoje, acho que a série ficou devendo um final feliz para Buffy e Angel. Pode me chamar de romântica incurável.

Fotos de divulgação

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *