fbpx

Para saber um pouco mais sobre Maniac , da Netflix.

Cary Joji Fukunaga é o nome da hora. Depois de ser elogiadíssimo  por True Detective e Beasts of No Nation, ele foi anunciado como o diretor do novo James Bond – uma escolha que não deixa de ser surpreendente. Isso porque os conteúdos ligados a Cary tem uma certa loucura, uma certa dureza,  fatores que não são muito identificado com as aventuras de 007, mesmo as de Daniel Craig. De qualquer forma, é esperar para ver, e, antes disso, acompanhar sua nova aventura em séries. Ele é o co-criador, ao lado de Patrick Somerville, de Maniac, a nova série badalada da Netflix, que estreou hoje (21) no serviço. Além disso, também é diretor, produtor e roteirista.

Emma Stone and Cary Fukunaga na premiere de Maniac em Londres – @Reuters

Maniac é baseada em uma série norueguesa. Dois desconhecidos participam do teste de uma nova droga que promete a cura para qualquer problema psicológico. Mas nem tudo sai como o esperado, e eles logo descobrem que a mente esconde mais segredos do que jamais imaginaram. Eu vi os dois primeiros episódios, The Chosen One e Windmills, que apresentam os dois personagens principais, Annie (Emma Stone) e Owen (Jonah Hill), e quais os fatores que levaram os dois a participar do teste, incluindo os problemas com as respectivas famílias.

Ao assistir os dois primeiros episódios, é difícil saber quais os rumos que o tratamento levará Annie e Owen. O que se percebe é que haverá uma ligação muito forte entre os dois enquanto estiverem no mundo especial em que viverão enquanto drogados. Inclusive vivendo diversos papéis. Só que me peguei várias vezes lembrando de outra série em diversos momentos. Legion, exibida no FX. A loucura, o local onde eles passam por um tratamento que provavelmente tem uma agenda própria e secreta, o visual com cores fortes, e a dificuldade de descobrir em que tempo a série se passa (anos 70? futuro próximo?). Além disso, há cenas em  que você fica na dúvida sobre  o que é real e o que é fantasia.  Ou seja, bastante coisa em comum. A diferença – pelo menos aparentemente (rs) – é que em Maniac não teremos heróis com super poderes como em Legion (as duas temporadas estão disponíveis no Foxplay)

Nesse primeiro momento, o destaque foi o divertido personagem de Justin Theroux, que é o médico responsável pelo tratamento. Entretanto é óbvio que Emma Stone é sempre ótima – e Jonah Hill continua a mesma coisa de sempre. Sally Field só apareceu em cartazes, mas é claro que seu personagem terá uma grande importância na história.  O elenco ainda conta com Gabriel Byrne, Billy Magnussen e Julia Garner (Ozark)

Vou continuar a ver os oito episódios restantes hoje. Tenho que admitir que esses dois primeiros não me deram uma enooormee vontade de ver o resto. Mas vamos lá ver qual a próxima loucura do sr. Fukunaga

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *