fbpx

Maurício de Souza como você nunca viu antes!

Há mais de cinquenta anos, as crianças no brasil são influenciadas pelo trabalho de Maurício de Souza. Muitas até aprenderam a ler com as revistinhas. O criador da Turma da Mônica apresentou a todos personagens com os quais todo mundo, de qualquer idade, conseguia – e consegue –  se identificar. Mas, na verdade, a gente sabe muito pouco sobre o próprio Maurício. Pouco além  do fato de que ele é aquela figura simpática, e sempre sorridente das entrevistas. É impossível não admirá-lo. Mas agora, a gente tem a oportunidade de conhecê-lo melhor com o documentário que vai estrear essa noite (dia 13) no canal NatGeo, às 21 horas. O título é Bios: Vidas que Marcaram a Sua.

O documentário

Apresentado por Fabio Porchat, que obviamente é um grande fã de Maurício, o documentário aborda a vida e trajetória de sucesso de Mauricio de Sousa. Para isso, os dois visitam lugares que fizeram e ainda fazem parte de sua vida. O especial de uma hora e meia têm histórias contadas pelo próprio Mauricio, seus amigos próximos e sua família participaram da produção. Todos dão depoimentos sobre a vida dele.  É o caso de seus filhos Mônica, Magali, Mariângela, Maurício, Marcelo. Participam também a prima Terezinha e seu amigo Luiz Carlos da Cruz – que inspirou a criação do Cebolinha. Ainda têm Sergio Graciano – arte-finalista que trabalhou mais de 50 anos com Mauricio –, e celebridades como Xuxa e o próprio Porchat.

Esta será a primeira biografia documental do criador da Turma da Mônica. Ele inclusive mostra a casa de sua infância em Mogi das Cruzes (SP), além de passar por seus estúdios e pelo atual Parque da Mônica. A produção também vai às redações de jornais paulistanos, como Diário de S.Paulo e Folha de S.Paulo. Essa jornada também mostra os primeiros quadrinhos publicados de Mauricio.

A crítica

Há momentos emocionantes, como o da morte de sua segunda esposa. Mas há alguns também divertidos, entre eles o que o insuspeitado sedutor Maurício tem que se decidir entre duas mulheres, com as duas presentes! Na verdade, é um belo trabalho. O único senão do ponto de vista da narrativa é que Porchat, como apresentador, desaparece de repente nos 20 minutos finais. A partir daí, a história se concentra na reunião de família. Talvez a maioria dos espectadores nem perceba isso, mas é uma pequena falha. Fora isso, é apresentado um personagem extremamente fascinante, que está longe de ser perfeito e fofo. Se apresentar dessa maneira ao seu público é corajoso, e por isso mesmo, vale a pena ver.

A estreia é simultânea no Nat Geo App. Veja também um pouco da entrevista de Maurício de Souza no vídeo da semana do Blog de Hollywood:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *