fbpx

Todo mundo vai cantar no Oscar desse ano!

 data-srcset

O pessoal que produz a festa do Oscar desse ano está tentando ser o mais poiliticamente correto possível. Especialmente depois de toda a controvérsia das indicações, que foram consideradas “com pouca diversidade”. Então depois de anunciar que todos os vencedores do ano passado – Rami Malek, Olivia Colman, Regina King, Mahershala Ali – estarão de volta para apresentar prêmios, agora veio outra boa notícia. Todas as músicas serão interpretadaa ao vivo por seus cantores originais durante a premiação do dia 9 de fevereiro.

Em 2019…

É claro que a repercussão do número musical de Nasce uma Estrela no ano passado também deve ter ajudado (quem não falou sobre a química de Lady Gaga e Bradley Cooper?). Mas por vários anos,  cantar ou não cantar no Oscar foi motivo de mais controvérsia. Mesmo no ano passado, com medo de perder a audiência com números musicais, a Academia anunicou que somente o já mencionado número  de Nasce uma Estrela, e All the Stars, de Pantera Negra, com Kendrick Lamar e SZA seriam apresentados. Por que só os dois? Porque eram mais “modernos, com grandes estrelas da música que, em tese, atraem a audiência.

Mas aí Lady Gaga – poderosa – bateu o pé. Disse que não se apresentaria se as outras também não fossem mostradas. Só então a Academia concordou, E lá estavam  I’ll Fight (RBG, com Jennifer Hudson), The Place Where Lost Things Go (O retorno de Mary Poppins, com  Bette Midler substituindo Emily Blunt)  e When A Cowboy Trades His Spurs For Wings ( A Balada de Buster Scruggs, com  Gillian Welch e David Rawlins entrando no lugar de Willie Watson e Tim Blake Nelson). Mas que foi um estresse, ah, isso foi.

Que feio, Academia!

E essa é apenas mais uma das histórias. O pior é quando a Academia simplesmente escolhe outra pessoa, que não o intérprete original, porque acha “melhor”. Um dos casos mais gritantes foi em 1985, quando uma de minhas músicas favoritas da vida, Against All Odds, concorria ao Oscar. Só que, aparentemente, o pessoal da Academia não conhecia muito o trabalho de Phil Collins, autor e intérprete, e preferiu pedir que Ann Reinking (ótima bailarina, mas fraca cantora)  interpretasse a canção enquanto Phil Collins olhava da plateia. A imprensa, o próprio Phil e o público obviamente odiaram.

Mas em 2020, a Academia parece que não quer mais confusão. Todas as canções serão apresentadas por seus intérpretes originais. E aqui estão eles:

Elton John – (I’m Gonna) Love Me Again

O favorito da categoria Elton John vai cantar (I’m Gonna) Love Me Again, que é intepretada por ele  e por Taron Egerton durante os créditos de Rocketman. Taron, entretanto, não foi anunciado como um dos intérpretes. A canção já ganhou o Globo de Ouro e o Critics Choice.  Lembrando que Elton já tem um Oscar, por Can You Feel the Love Tonight, de O rei Leão.

Idina Menzel – Into the Unknown

Idina Menzel, que já interpretou a música vencedora do Oscar de Frozen, Let it Go, vai voltar à festa para cantar a canção concorrente de Frozen 2, Into the Unknown.

Randy Newman – I Can’t Let You Throw Yourself Away

Randy Newman é outro que vai voltar. Ele vai interpretar I Can’t Let You Throw Yourself Away( que para mim é a mais fraca do grupo), de Toy Story 4. Ele já tem um Oscar por We Belong Together, que era justamente de Toy Story 3, que ele interpretou na festa de 2011. Mas ele já tinha um outro Oscar antes disso, pela canção de Monstros S.A. , If I didn’t have you, que ele cantou ao lado de John Goodman na festa de 2001.

Cynthia Erivo – Stand Up

Cynthia Erivo, que concorre ao Oscar de melhor atriz por Harriet, vai também interpretar a canção do filme, da qual é co-autora, Stand Up. Resta saber se vão editar a canção, que têm quatro minutos no original. Lembrando que Cynthia está a um passo do EGOT, ou seja, ela já têm um Tony, um Emmy e um Grammy. Só falta o Oscar – e pode ser por canção ou atriz.

Chrissy Metz – I’m Standing With You

Foi depois de assistir Superação: O Milagre da Fé que descobri que Chrissy Metz, a a atriz de This is Us, também cantava (e como canta!) Isso porque é ela  que interpreta I’m Standing With You, música-tema do filme, e é quem vai cantar no Oscar 2020. A autora é Diane Warren, que tem aqui sua 11ª indicação, sem nunca ter ganhado antes. Será que é dessa vez?

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *