fbpx

O problema entre Natalie Portman e Moby

Durante a última semana, várias idas e vindas sobre a história do envolvimento do cantor e DJ Moby com a atriz Natalie Portman há cerca de 20 anos. Explicando: Moby lançou uma autobiografia  chamada Then it Fell Apart (E Então Desmoronou), onde dizia que havia tido um caso com Natalie Portman, há 20 anos, quando ela tinha 20 anos (tinha 18). Só que Natalie botou a boca no trombone e disse que nada disso tinha acontecido. Entenda a história:

O que aconteceu

No livro, Moby diz que Natalie apareceu nos bastidores de um de seus shows, flertando com ele. Isso foi seguido por algumas saídas juntas, que ele definiu como encontros, antes que ela terminasse com ele. “Por algumas semanas, eu tentei ser o namorado de Natalie Portman, mas não deu certo. Eu pensei que teria que dizer a ela que meu pânico de estar em uma relação era notório, mas uma noite pelo telefone, ela me informou que tinha conhecido outra pessoa. Eu fiquei aliviado de não ter que dizer a ela o quão problemático eu era. ”

Só que logo depois, Natalie deu uma entrevista para a Harper’s Bazaar dizendo que a versão de Moby da relação dos dois era essencialmente uma ficção. Para ela, a palavra “encontro” não se aplicava. Segundo ela, “minha lembrança  é a de um homem muito mais velho sendo assustador comigo logo depois que tinha terminado o colégio.”

Foto da matéria da Harper’s Bazaar

O resultado

No início, Moby ficou meio revoltado com a negação de Natalie. Chegou até a postar fotos dos dois juntos como “evidência fotográfica”. Logo ele começou também a dizer que os fãs de Natalie estavam ameaçando-o com violência. Mas isso não foi o suficiente para dissuadir boa parte da opinião pública que ficou contra ele. Ele inclusive postou ” foi imprudente de minha parte não informá-la sobre sua inclusão no livro com antecedência.”

Entretanto, isso também não ajudou. Ele cancelou toda turnê que faria para promover o livro por toda a Grã-Bretanha, inclusive se prontificando a devolver o dinheiro de pessoas que haviam comprado ingressos. Além disso, ele parece que também resolveu dar uma tempo nas redes sociais. Em seu Instagram, ele postou a tela abaixo, dizendo que iria “sair por um tempo”.

Nesse “último post” ele ainda complementa:

“Mas antes de sair eu queria pedir desculpas, e dizer claramente que isso tudo é culpa minha. Fui eu quem lançou o filme sem mostrá-lo para as pessoas sobre quem estava escrevendo. Fui eu quem escreveu arrogantemente e de forma defensiva. Eu sou aquele que agiu sem consideração e com falta de respeito, tanto em 1999 como em 2019. Não há obviamente ninguém para culpar a não ser eu mesmo. Obrigado e desculpe”

É bom ressaltar que em momento algum ele desmentiu o que disse no livro. Mas, de qualquer maneira, seus advogados já devem ter avisado que havia feito uma grande besteira. Ah, esses homens de meia idade que precisam de auto-afirmação. O tempo passa, mas eles continuam os mesmos.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *