fbpx

As diferenças de Hollywood nas palavras de Jennifer Lawrence (e Daniel Craig)

 data-srcset

Nas últimas semanas, a discussão sobre sexismo em Hollywood tem tomado conta de várias publicações especializadas. Há muito tempo se ouve falar que as atrizes ganham menos do que os atores e que é cada vez mais difícil para uma atriz com mais de 35 anos conseguir papéis  ao lado de atores com mais de 45. O exemplo mais usado é o de Magia ao Luar, onde Colin Firth, aos 53 anos, fazia para romântico com Emma Stone, aos 25. Nada contra, se este for o objetivo da história (o que não era o caso no filme). E as coisas ficaram mais em evidência recentemente com um texto de autoria de Jennifer Lawrence, publicado na newsletter de Lena Dunham, Lenny.

Com seus 20 e poucos anos, e sendo a atriz mais bem paga do cinema na atualidade, Jennifer é conhecida por falar exatamente o que pensa.  Mas ela diz que no início “desistiu parcialmente” de discutir muito sobre como as coisas funcionam em Hollywood, especialmente porque “queria que gostassem dela” e também porque “não queria ser conhecida como difícil”.  Ela comenta: “Naquele momento, parecia uma boa ideia, até que vi os salários na internet (nos emails da Sony, que acabaram vindo a público) e percebi que cada homem com quem eu estava trabalhando não tinha que se preocupar em ser difícil…Tenho certeza que (atores que negociaram acordos poderosos) foram saudados como durões e táticos, enqanto eu estava preocupada em parecer uma garota mimada e não conseguir o que era certo. De novo, isso pode não ter NADA a ver com a minha vagina, mas percebi que eu não estava completamente errada quando outro email da Sony revelou que um produtor se referia a uma atriz  como ‘garota mimada’. Por alguma razão eu não consigo imaginar alguém dizendo isso sobre um homem.”

Muita gente falou sobre o assunto, inclusive Bradley Cooper, o melhor amigo de Jennifer e seu co-astro em O Lado Bom da Vida e no novo filme Joy, que assumiu que não tinha lido todo o texto. “Uma coisa que posso dizer é que é interessante porque se você pensa que somente merece uma certa quantia e isso não é correto, é sobre mudar a forma de pensar e defender a si mesmo.  Então é uma coia boa”,  ele declarou ao E!News.

Mas a melhor de todas veio da fonte mais inesperada, do próprio James Bond, Daniel Craig. Em uma entrevista para a Red Bulletin sobre o lançamento de 007 contra Spectre, ele foi perguntado pelo jornalista como se sentia com seu personagem “sucumbindo ao charme de uma mulher mais velha”, uma referência a Monica Bellucci, que aos 51 anos, faz um interesse romântico no filme. Craig, que tem 47 anos, não hesitou em dar uma resposta perfeita. ” Eu creio que você quer dizer ao charme de uma mulher de sua própria idade. Nós estamos falando de Monica Bellucci, por Deus. Quando uma mulher como ela quer ser uma Bond Girl, você só pode se considerar um cara de sorte.”

Muito bem, Daniel Craig! Subiu muuuuito no meu conceito!

 

 style
 style

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *