fbpx

A resposta de Lea Michele para as acusações da atriz de Glee

 data-srcset

Quem acompanha o Blog há algum tempo sabe que sou grande fã de Lea Michele. É uma ótima atriz, sabe fazer comédia, drama, tem uma voz inigualável, e ainda um carisma como poucos. Tive a oportunidade de vê-la ao vivo uma vez em Nova York, e foi uma experiência inesquecível. Dito isso, também devo dizer que desde a época de Glee a gente ouve falar que Lea tinha arroubos de diva. Se é verdade, eu não sei. mas ontem(2), a internet foi à loucura com a declaração de Samantha Marie Ware de que Lea tinha feito de sua vida um inferno. Hoje, Lea respondeu pelo seu Instagram.

Tudo começou na segunda(1) quando Lea fez um post com o tema #BlackLLivesMatter, que tem dominado as redes desde o assassinato de George Floyd em Minneapolis. No dia seguinte, Samantha, que participou da última temporada de Glee como Jane Hayward,  respondeu:

“Rindo muito! Você se lembra de quando fez do meu primeiro trabalho na TV um inferno? Porque eu nunca vou esquecer. Acho que você disse para todo mundo que, se tivesse a oportunidade, ‘cagaria na minha peruca’, entre outras micro-agressões traumáticas que me fizeram me questionar sobre a carreira em Hollywood”.

Foi o suficiente para a internet acabar com Lea, sem ouvir o outro lado. O assunto virou trending topics. Outros membros do elenco se posicionaram como Alex Newell (Unique), e até Amber Riley (Mercedes), que já tinha suas rusgas com Lea conhecidas há tempos. Ambos postaram memes irônicos na declaração de Samantha.

A resposta de Lea Michele

Hoje, Lea Michele se posicionou sobre o assunto com um post em suas redes sociais. Ele diz o seguinte:

‘Uma das lições mais importantes que aprendemos nas últimas semanas é que temos que ter tempo para ouvir e entender a perspectiva do outro. E ainda o papel que tivemos, tudo para ajudar a enfrentar injustiças que enfrentam. Quando eu tuitei outro dia, era para dar apoio a amigos, vizinhos e às comunidades de cor, durante esse período difícil. Mas as respostas que recebi também me fizeram analisar especificamente sobre o meu comportamento com relação a outros membros de elenco, e como ele era percebido.

Enquanto não lembro de ter feito esse comentário específico, e que também nunca julguei ninguém por sua cor ou experiência, esse não é realmente o ponto. O que importa é que claramente eu agi de forma a ferir outras pessoas. Se foi a minha posição privilegiada, e a perspectiva que causu que eu fosse percebida como insensível ou inapropriada algumas vezes, ou se foi minha imaturidade que me fez desnecessariamente difícil, eu peço desculpas por meu comportamento, e qualquer dor que causei. Todos nós podemos crescer e mudar. E eu definitivamente usei esses últimos meses para refletir sobre minhas deficiências.

Estou a poucos meses de me tornar mãe e sei que preciso continuar trabalhando para melhorar a mim mesma e a assumir as responsabilidades por minhas ações, assim poderei ser um verdadeiro modelo para meu bebê. E assim eu posso passar meus erros e lições, e assim aprender comigo. Eu aprendi com as críticas e estou aprendendo, e embora eu lamente muito, eu serei melhor no futuro após essa experiência”

E agora?

Essa situação toda já rendeu uma perda para Lea Michele. A marca HelloFresh, empresa de entrega de alimentos da qual Lea era embaixadora, informou que encerrou sua associação com a atriz após as acusações. Segundo a Variety, a empresa enviou um comunicado confirmando a ruptura. “O HelloFresh não tolera racismo nem discriminação de qualquer tipo. Ficamos decepcionados e desapontados ao ter conhecimento das recentes alegações sobre Lea Michele. Levamos isso muito a sério e encerramos nossa parceria com Lea Michele, com efeito imediato”.

Sinceramente, e isso é só a minha opinião, não creio que o problema de Lea com essa atriz tenha sido de racismo. Acho que foi um comportamento de estrela com qualquer coadjuvante que desejasse aparecer um pouco mais. Posso estar errada, mas espero que esse seja o caso. E que ela tenha aprendido com tudo o que aconteceu.

 

Existem 1 comentários

  1. Existe o racismo direto, que é xingar o negro (a) e o institucional e indireto, que normalmente é a exclusão e a sensação de superioridade. Pelos posts de outros (as) atores vemos o padrão de “negra mulher” para receber os comentários maldosos da atriz. Acho importante você ler ou ver uns vídeos sobre o assunto antes de se posicionar. Outra coisa, normalmente quem não é vítima do racismo não percebe ele, porque nunca conheceu. Apoio não é usar uma #, mas realmente se aprofundar sobre o tema. Sei que amamos alguns atores, mas não acho que devemos defender seu comportamento indevido. Não me entenda mal, mas estamos em 2020 . Precisamos enxergar além.

    Resposta
    1. Obrigada pelo comentário, Thaís. Meu texto sobre Lea – e minha opinião – foi baseada especialmente em entrevistas de companheiros de elenco de Lea em Glee, como Amber Riley e Heather Morris. Creio que ela maltratava coadjuvantes – o que é errado – independente de gênero e cor. E como escrevo no final do texto, “posso estar errada, mas espero que ela tenha aprendido com tudo o que aconteceu”.

      Resposta
    1. Olá, realmente creio que Lea tinha/tem um problema de comportamento independente de raça ou gênero. A própria Amber Riley deixou isso claro em uma entrevista. Segundo se sabe, Lea tinha problemas de relacionamento com muita gente, nçao importando qual fosse a cor de sua pele. A continuidade do meu comentário na matéria diz ” Acho que foi um comportamento de estrela com qualquer coadjuvante que desejasse aparecer um pouco mais. Posso estar errada, mas espero que esse seja o caso. E que ela tenha aprendido com tudo o que aconteceu.”

      Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *