fbpx

O Adeus a Glee: Uma Carta a Ryan Murphy

data-srcset

Caro Sr. Murphy

Glee terá seu último episódio exibido hoje (20) nos Estados Unidos. Creio que é o momento perfeito para lhe agradecer, como produtor e criador da série, pelas seis temporadas de muita música, risadas e, principalmente, emoção. Assisti desde o primeiro episódio. Demorei um pouco a realmente embarcar na primeira temporada (a falsa gravidez de Terry era uma coisa que me incomodava muito). Mas logo não consegui mais parar de assistir e me envolver com cada personagem, cada história. Como não amar essa cena de Don´t Stop Believing do primeiro episódio?

Meus preferidos sempre foram Finn e Rachel. Aquela história que foi acompanhada desde o início, desde o primeiro olhar, desde o primeiro Don´t Stop Believing. Difícil escolher os melhores momentos dos dois. Foram tantos, Faithfully, We’ve Got Tonight, Love is the Answer, a dança no baile de formatura. A morte de Cory não permitiu que tivéssemos o final de Finchel que você idealizou: ele lecionando em Lima, ela de volta depois de vencer na Broadway, para finalmente dizer que estava em casa. Gosto de pensar que depois da última cena do último episódio, Rachel iria acordar com Finn ao seu lado dizendo que tudo havia sido um pesadelo. Don’t Stop Believing!

É verdade que desde a morte de Cory, a série não tinha mais a audiência do início. Mas você conseguiu manter a legião de fãs que perdoava tudo. Até Rachel (Lea Michele) abandonar seu sonho de toda uma vida na Broadway para fazer uma série de comédia na TV. Mas não é por isso que todos que a assistiram irão sentir falta de Glee.

Lembro que na época da estreia da sua quarta temporada, escrevi: “Glee é um daqueles casos que você ama ou odeia (e vocês podem perceber que faço parte do primeiro grupo!). Muita gente tem preconceito por ser um musical. Ou por ter uma história centrada em adolescentes (tá certo, nem tão adolescentes assim…). Ou simplesmente por tocar em assuntos que mesmo nos dias de hoje podem ser considerados tabu, especialmente na TV. Exemplos? Bullying, relações entre jovens do mesmo sexo, gravidez na adolescência, a primeira vez, tiros numa escola, mulheres que apanham dos maridos e muito mais.

Mas Glee faz tudo isso com delicadeza, veracidade, usando as canções de forma a fazer com que a mensagem chegue muito clara ao seu público. E assim você acaba totalmente envolvido com as histórias de Rachel, Finn, Kurt, Santana, Brittany e os outros membros do coral New Directions.”

Difícil dizer quais os momentos mais memoráveis. Gosto até de Run, Joey, Run (tão divertido)!

Separei aqui meus cinco momentos inesquecíveis, além do piloto com Don´t Stop Believing, é claro

Medley de Journey

No final da primeira temporada, o New Directions cantou um medley de músicas do Journey. Adoro especialmente a primeira parte com Faithfully, um dueto entre Rachel e Finn, que é simplesmente inesquecível e um dos momentos mais marcantes de Glee.

Medley Vintage

Na terceira temporada. o New Directions ganhou o campeonato nacional com essas três canções. E todo o grupo arrasou. Finn, Rachel, Santana, Mercedes…Vejo e revejo sempre. Simplesmente inesquecível!

We are Young 

Houve um momento em que o New Directions se dividiu. Este é o momento em que eles voltaram a ficar juntos. E juntos sempre foram imbatíveis

https://www.youtube.com/watch?v=BZ0uKV9AVUw

We are the Champions

Para mim, esse poderia ter sido até o final ideal da série. Na terceira temporada, depois de vencer o campeonato nacional, o New Directions cantou essa música, homenageou Will Schuester e nos fez crer que tudo poderia acabar bem. Pena que não foi assim!

Just can’t Stop Loving You

Esse é o único vídeo que escolhi que não mostra o grupo. Somente Finn e Rachel. Ele a pediu em casamento. Ela ainda não lhe deu uma resposta. Ele diz então que consegue dizer as coisas bem melhor quando canta. E este dueto, de Just Can´t stop Loving You, no episódio em homenagem a Michael Jackson, é um dos mais lindos duetos de Finchel. Pena que o casamento acabou nunca acontecendo. Tão lindo, e hoje tão triste!

Estes foram só alguns. Houve muitos mais. Get it right, Marry You, We´ve Got Tonight, Here´s to Us, Without You, Pretending. Tudo inesquecível…

Por todos estes, Sr.Murphy, eu só posso agradecer. Glee me deu momentos de extrema felicidade e emoção. I will never stop believing! E também nunca vou parar de recordar…

À nós! Passou tão rápido…

 

 

 

 

style
style

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *