fbpx

Zachary Levi vai fazer você rir muito com Shazam!

Como todo mundo sabe, eu adoro um super-herói! E isso é desde criança, quando via a série do Batman, com Adam West, o desenho dos Super Amigos, e ainda o de Shazam. No caso desse último, achava o máximo a história de um garoto que virava um super-herói adulto. Ele tinha a sabedoria de Salomão, a força de Hércules; o vigor de Atlas; o poder de Zeus; a coragem de Aquiles e a velocidade de Mercúrio. Isso tudo formava a palavra Shazam, que o transformava no super-herói.

A história

A história de um possível filme de Shazam vem desde o ano 2000. Mas só agora conseguiu dar certo. Agora, Billy Batson é um adolescente que se perdeu da mãe quando criancinha, e desde então vem pulando de casa em casa de adoção. Só que agora ele parece estar num bom lugar, com vários irmãos, todos adotados. Um belo dia, ele acaba numa caverna onde um mago lhe dá os poderes de um super-herói. Basta que ele grite uma palavra -SHAZAM!- para que o jovem de 14 anos se transforme no super-herói adulto, cortesia de um antigo mago. Só que, ao contrário do desenho, onde Shazam era um adulto por completo, no filme ele continua a ser um menino em sua essência. Só que agora está dentro de um corpo sarado (e que corpo!). Com isso, Shazam/Billy se esbalda nesta versão adulta dele mesmo fazendo aquilo que qualquer adolescente faria com superpoderes: divertir-se com eles. Contudo, ele precisará dominar estes poderes rapidamente para lutar contra as forças do mal controladas pelo Dr. Thaddeus Sivana.

As referências

Shazam é um filme para família, daquele que vai agradar a crianças e adultos, além de ter uma mensagem positiva, de amor e aceitação. Mas ,creio que o principal a elogiar é o tom divertido. Faz você rir com várias referências à cultura pop, e principalmente aos heróis da DC. Diz a lenda que Henry Cavill iria fazer uma participação especial como Superman, mas acabou não rolando por problemas de agenda. Mas tudo bem, há várias menções a Superman e Batman, principalmente. Só que não só a eles, e ainda há referências a outros tantos filmes  e séries. A maior de todas é claro é com relação ao filme Quero ser grande, com Tom Hanks. Lembra?

 

O elenco

Mas o grande achado do filme, além do tom divertido, é o seu elenco. Têm várias participações de gente conhecida de cinema e TV. Adam Brody (The O.C.), Cooper Andrews (The Walking Dead), Ross Butler (13 Reasons Why), e, é claro, John Glover. Ao fazer o papel de pai do grande vilão, Dr. Sivana (feito pelo sempre competente Mark Strong), ele assume ser o pior pai do universo DC, já que ele foi também o pai de Lex Luthor em Smallville. Detalhe: os dois vilões são carecas.

E, é claro, tem as crianças, todas ótimas (bem… menos Jovan Armand, que faz Pedro). O destaque maior vai, é claro, para os dois principais. O novato Asher Angel, que faz Billy Battson, e principalmente o ótimo Jack Dylan Grazer, de quem a gente se lembra de It: A Coisa. Só que o filme não seria a diversão que é sem Zachary Levi no papel principal de Shazam. Ele é divertido e perfeito como o garoto no corpo de um homem. Eu já sabia que ele era ótimo desde Chuck (adorava!), mas aqui ele realmente se supera. Diz a lenda que o produtor Dwayne Johnson queria Armie Hammer no papel. Duvido que conseguiria ser tão bom.

E depois…

Ah, e mantendo a tradição dos super-heróis, o filme têm duas cenas pós´créditos (que aliás são ótimos, preste atenção nos desenhos). Uma bem no meio, que diz respeito a uma continuação (alguém duvida que vai ter?), e outra bem no final, uma piadinha que tira sarro de um outro herói da DC. É pra rir muito!

Fotos de divulgação

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *