fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Sequência de 4 Vidas de um Cachorro também emociona

Sou cachorreira. Então, se você me mostra um filme com história de cachorro, já é meio caminho andado para me fazer chorar. Foi assim com o lançamento recente de A Caminho de Casa, e também foi com Quatro Vidas de um Cachorro, de 2017. Não é diferente com a sequência de Quatro vidas…, Juntos para Sempre, que estreia essa semana nos cinemas. Para quem não se lembra, o primeiro filme é aquele em que um cachorrinho chamado Bailey morre. Só que ele vai reencarnando em vários outros até conseguir encontrar novamente seu humano original, Ethan (KJ APa na adolescência, e Dennis Quaid quando adulto). O filme é lindo, e mesmo após a campanha feita para destruí-lo alegando violência contra os animais, foi um grande sucesso. Fez mais de 200 milhões de dólares no mundo inteiro.

A nova história

Isso foi o suficiente para que os estúdios pegassem a sequência do livro de W. Bruce Cameron, e o transformasse em um novo filme. Agora, acompanhamos Bailey vivendo feliz com Ethan e sua mulher Hannah ( Marg Helgengerger substituiu Peggy Lipton, que morreu de câncer). Junto com eles, moram a nora Gloria (Betty Gilpin, de Glow) e a neta pequena CJ. Só que um desentendimento faz com que Gloria leve a menina embora. E quando Bailey falece, Ethan pede que quando ele reencarne, volte para proteger CJ. E é isso que Bailey faz em suas várias reencarnações.

A história de CJ é de solidão uma mãe que bebe e não lhe dá atenção. É quando Bailey, que agora é uma fêmea chamada Molly aparece para ajudá-la a passar da infância para a adolescência. Ela também conta com o apoio do melhor amigo dela, Trent, que é vivido na fase adolescente/adulto pelo ídolo K-Pop Henry Lau. Desde o primeiro momento é fácil ver que, como Bailey/Molly gosta tanto dele, Trent será o mocinho da história. Mesmo que ele e Katryn Prescott, a CJ adolescente/adulta tenham pouca química.

Como já tinha lido que Johnny Galecki , de The Big Bang Theory, faria uma participação no filme, fiquei procurando o tempo inteiro. Na verdade, somente sua voz aparece. Ele é Henry, o pai falecido de CJ, e sua voz pode ser ouvida quando a garota lê cartas antigas.

Mas, e aí?

É claro que o primeiro filme desenvolve melhor a história. É claro que esse não tem o frescor da história original. Mas e daí? A mesma fórmula ainda funciona. E principalmente para quem tem cachorro, é lindinho demais. É uma emoção só acompanhar o carinho de Bailey, em suas várias formas, sempre sendo carinhoso, e principalmente cuidando daqueles que ama.

Fotos de divulgação

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias

Streaming

Eu comecei a prestar mais atenção em Maggie Q depois de ver a série de Nikita, estrelada por ela. É ótima, pena que não...

Streaming

Quando li a sinopse de Toscana, que está na Netflix, logo me lembrei de Um Bom Ano. Pra quem nunca viu, o filme traz...

Streaming

Escrevi ontem uma matéria sobre as cinquentonas maravilhosas.  E, em seguida, várias pessoas me lembraram de outras que tinha esquecido. Então resolvi fazer uma...

Cinema

Com todo aquele amor que Hollywood dedicou ao filme Parasita (com todos os prêmios), era natural que o diretor Bong Joon Ho logo fosse...

Streaming

Essa semana Julia Roberts arrasou no red carpet do Festival de Cannes. Há algumas semanas, Sandra Bullock encantou a todos nas entrevistas para o...

Você também pode gostar de ler

Streaming

Os super gêmeos eram alguns de meus personagens favoritos do desenho dos Super Amigos. Eu adorava quando assistia  quando era menina. Zan e Jayna...

Cinema

Morbius era para ter chegado nos cinemas em 2020. Mas, como vários outros casos, a pandemia acabou adiando, e adiando, e adiando. O filme,...

Séries

O último episódio de Riverdale foi exibido em dezembro. E agora, depois de um longo hiato, os fãs de Riverdale estão mega ansiosos por...

Cinema

Outro dia, conversando com um gamer, perguntei se ele tinha vontade de ver o filme Uncharted: Fora do Mapa. O filme é baseado num...

Cinema

Todos os anos a Temporada de Premiações escolhe suas “modinhas”. Alguns filmes que eu confesso que não entendo o que estão fazendo ali. Com...

Cinema

Tem muita gente que eu conheço que odeia terror. Eu gosto muito. Mas, quando já se viu tantos filmes do gênero como é o...

Cinema

Sou fã dos livros de Agatha Christie, especialmente aqueles com o detetive Hercule Poirot. Sempre gostei de sua ironia, da perceber a forma como...

Cinema

Eu gosto muito de filmes catástrofe – ou disaster movies. Talvez porque cresci vendo produções muito boas como Inferno na Torre ou Terremoto. Mas,...