fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Prepare-se para chorar com Sete Minutos depois da Meia-noite

Uma dica se você resolver assistir a Sete Minutos depois da Meia-Noite, que estreia amanhã no cinema: leve um lenço, ou uma caixa deles. Porque é impossível não chorar no final dessa história emocionante. O filme é interessante, mas com essa tristeza, permanentemente presente no filme, vai ser difícil achar o seu público. Isso porque apesar de ser uma história infanto-juvenil, o filme é muito pesado para esse público, lidando sem freios com doença, bullying, separação, solidão e, é claro, perda.

Resultado de imagem para a monster calls

Baseado no livro iniciado por Siobhan Dowd (os créditos dizem que foi baseado em uma ideia dela), que faleceu, e depois desenvolvido e finalizado por Patrick Ness, o filme conta a história de Connor O’Malley (Lewis MacDougall), um garoto que se sente invisível, com sua vida cheia de problemas: a mãe (Felicity Jones) enfrenta um câncer, a avó (Sigourney Weaver) não gosta muito dele, seu pai está sempre ausente (Toby Kebbell) e os seus colegas de escola não o deixam em paz. Seu único amigo, que sempre aparece num determinado horário (sete minutos depois da meia-noite), é um monstro-árvore (com a voz de Liam Neeson), com quem se encontra todas as noites para contar e ouvir histórias.

O grande destaque aqui é o trabalho superlativo do menino Lewis MacDougall, somente em seu segundo filme (o primeiro foi Peter Pan). Tanto que ele foi indicado para vários prêmios específicos para jovens e adolescente. Realmente incrível, também em suas cenas com Sigourney Weaver e até com Felicity Jones (melhor aqui do que na maioria dos filmes que já estrelou).

Imagem relacionada

Obviamente o filme tem efeitos especiais ótimos, mas fora isso, parece um daqueles filmes feitos para garotos de outra época, não para os atuais que dependem do celular, das redes sociais e dos games. Eu diria que é um filme bem-intencionado, bem dirigido. Mas que não terá um público para ele. Mais ou menos o mesmo caso do último filme de Spielberg, que falhou miseravelmente nas bilheterias – O Bom Gigante Amigo.

Segundo o diretor J.A.Bayona (de O Impossível), “eu considero este filme quase como uma carta de amor à fantasia, é sobre como nós precisamos da fantasia para entender a realidade. É por causa disso que lemos livros e vemos filmes, porque de alguma maneira eles nos dão uma compreensão maior da vida, mais até que a própria vida”. É  um pensamento bonito, e até verdadeiro, mas não creio que vai ajudar o filme a dar lucro. Provavelmente vai se pagar – custo de 43 milhões – mas lucro já é uma outra história. É melhor esperar que se vendam mais livros.

Imagem relacionada

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias

Streaming

Vincent Cassel e Berenice Bejo estão arrasando no red carpet do Festival de Cannes 2022 promovendo suas novas produções. Mas hoje (25) está estreando...

Séries

O tempo passa e coisas que a gente espera que nunca mais voltem a acontecer, acontecem. Lembro bem de um episódio de Buffy –...

Cinema

Eu adoro ver que Rita Moreno, do alto de seus 90 anos, continua com grande energia para o trabalho. Ela fez uma participação fantástica...

Streaming

A Netflix vem adorando fazer esses filmes-evento. Recentemente teve enorme sucesso ao juntar Dwayne Johnson, Gal Gadot e Ryan Reynolds em Alerta Vermelho. E...

Cinema

Top Gun: Ases Indomáveis, de 1986, é um daqueles filmes que ficaram no coração das pessoas. Nem era tão bom, mas tinha muito estilo....

Você também pode gostar de ler

Cinema

Eu assisti o trailer de Avatar: O Caminho da Água, na terça-feira da semana passada durante a exibição para a imprensa de Doutor Estranho...

Cinema

Mesmo com seu 69 anos, Liam Neeson não para de trabalhar. Ele já anunciou que não quer fazer mais filmes de ação, porque realmente...

Cinema

Os dois filmes de Caça-Fantasmas, produzidos nos anos 80, são divertidos e deliciosos companheiros de tardes de toda uma geração. Atualmente estão disponíveis no...

Streaming

Dicas boas essa semana. Na Netflix tem a chegada da terceira e última  temporada de Luis Miguel no dia 28. Agora, nessa temporada, Luis...

Cinema

Guillermo Del Toro adora um terror. Está sempre envolvido em filmes e séries do gênero, seja como diretor ou como produtor.  Espíritos Obscuros, que...

Streaming

Nas minhas buscas por filmes pouco conhecidos do streaming, me deparei um dia com Um Ano em Nova York na Netflix. A atração inicial...

Cinema

O feriado de Nossa Senhora de Aparecida me parece um bom dia para escrever a crítica do filme de Nossa Senhora de Fátima. Fátima:...

Cinema

O cinema de terror vem tendo cada vez mais visibilidade, mesmo em festivais e premiações. Em 2019, A Chorona, filme do gênero da Guatemala, ...