fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Para conhecer o estilo elegante de James Ivory

Há alguns diretores que tem um estilo todo o pessoal. Ou seja, mesmo sem ver os créditos, você sabe que um filme foi dirigido por ele. É o caso de Woody Allen, Quentin Tarantino e também de James Ivory. Roteirista de Me Chame pelo seu Nome, faz tempo que Ivory não dirige. Seu último filme é de 2009, Em Busca do Amor, com Anthony Hopkins, disponível no Looke. Mas, o que me chamou a atenção é que o Belas Artes a la Carte  (www.belasartesalacarte.com.br) programou o lançamento de vários filmes do diretor para o mês de Julho. Todos são ótimos e valem ser conhecidos.

Retorno a Howards End

Na última sexta (2), estreou  Retorno a Howards End. O filme levou o Oscar de atriz (Emma Thompson), roteiro e direção de arte. Concorreu a outros seis, inclusive filme e direção (James Ivory). Conta uma história cheia de idas e vindas em três diferentes classes sociais na Inglaterra do início do século 20. Helen Shlegel (Helena Bonham-Carter), se apaixona por Paul Wilcox (Joseph Bennett), mas é rejeitada. Sua irmã Margaret  (Emma Thompson) se torna amiga da mãe dele (Vanessa Redgrave), que promete à ela a casa da família, Howards End. Infelizmente, depois de sua morte, o testamento desaparece. Até que o viúvo Henry Wilcox (Anthony Hopkins) se torna atraído por Margaret.

Maurice

Na próxima sexta, dia 8, Maurice, de 1987, estreia no serviço. Na história dois amigos se apaixonam um pelo outro num colégio em Cambridge no século 19.  Clive (Hugh Grant) entra no mundo dos negócios  após ser expulso, e se casa com Anne (Phoebe Nicholls). Sem perspectivas, Maurice (James Wilby) decide visitar a casa de campo do ex-amante em busca de repouso e de um psicanalista. Porém, ele acaba se envolvendo com o encarregado da caça, Alec (Rupert Graves). Assim como Howard’s End, também é baseado em um livro de E.M. Foster. Hugh Grant e James Wilby receberam o prêmio de melhor ator no Festival de Veneza pelo filme.

Luxúria

No dia 15 é a vez de Luxúria, de 1981. Nunca vi, e estou bem curiosa.  O filme se baseia no livro de Jean Rhys. Conta a história de Marya (Isabelle Adjani). Após seu marido ser preso, ela se envolve com um casal, entrando em um perigoso triângulo amoroso. O casal é vivido por Maggie Smith (indicada ao BAFTA) e Alan Bates.

Um triângulo Diferente

Já no dia 22 estreia Um Triângulo Diferente, de 1984. Baseado em livro de Henry James, tudo se passa em Boston,  em 1875. Olive Chancellor (Vanessa Redgrave) é uma das líderes do movimento feminista. Ela fica cativada por Verena Tarrant (Madeleine Potter), uma jovem e inspiradora oradora. Olive adota Verena como sua protegida, amiga e companheira. Paralelamente Basil Ransome (Christopher Reeve), um advogado de Nova York, se apaixona por Verena. Mas, ele quer se casar com ela para relegá-la para um segundo plano, no qual Verena só faria tarefas domésticas. Olive e Basil se veem competindo pela afeição da jovem. É quando Verena precisa então decidir se abraça a causa defendida por Chancellor . Ou se leva uma vida mais sensual e ao mesmo tempo subserviente, pois este é o desejo de Ransom.  Vanessa Redgrave recebeu indicação ao Oscar,  ao Globo de Ouro, e ganhou o National Society of Filme Critics.

Verão Vermelho

Verão Vermelho, de 1983, chega no dia 29. Nele, Anne (Julie Christie) viaja para a Índia a fim de investigar a vida de sua tia-avó Olivia (Greta Scacchi). Esta protagonizou um escandaloso romance com o soberano local (Shashi Kapoor) na década de 1920. À medida que mergulha no passado de sua tia-avó, Anne deixa-se envolver pela exuberância e sensualidade da Índia. Foi o primeiro papel importante da carreira de Greta Scacchi. Ela recebeu uma indicação ao BAFTA, entre sete, inclusive direção para James Ivory . O filme ganhou o prêmio de roteiro.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias

Streaming

O povo americano tem o seu dia da independência como uma das datas mais celebradas do ano. É quando soltam fogos, se reúnem para...

Streaming

O gênero da comédia romântica tem uma linguagem universal. Mas, é claro, que foi Hollywood que criou o esqueleto principal dessas histórias que envolvem...

Gossip

Ricky Martin sempre me passou a imagem de um cara gente boa, esforçado e bem-humorado. Cheguei a vê-lo na Broadway fazendo Che Guevara numa...

Streaming

No sábado, a internet em casa ficou meio capenga então resolvi dar uma olhadinha em dois filmes da Amazon Prime que eu tinha baixado...

Streaming

Carnival Row estreou há uns três anos na Amazon Prime. Era uma daquelas séries que eu sempre pensava em começar a ver, mas acabava...

Você também pode gostar de ler

Streaming

Um dos grandes problemas dos fãs de cinema é achar filmes clássicos no streaming. É uma tarefa de escavação encontrar um ou outro. Por...

Streaming

Notícia boa para quem gosta das produções da BBC. O serviço de streaming Belas Artes a la Carte vai disponibilizar ainda este mês algumas...

Streaming

São tantas opções para quem tem Netflix, HBO Max, Paramount Plus, Apple TV Plus, Disney Plus, e agora  Star Plus. E a Amazon Prime ...

Cinema

Hoje (17), estreou no Belas Artes a La Carte, um dos filmes mais pessoais e diferenciados da carreira de Alfred Hitchcock. É Festim Diabólico,...

Cinema

Os fãs de clássicos tem sempre dificuldades de achar os filmes no streaming. De vez em quando se “pesca” um aqui, outro ali. Mas,...

Cinema

Nos últimos anos, o cinema vem produzindo filmes que vem a ser momentos de redenção de grandes vilãs. Foi o caso de Harley Quinn,...

Cinema

Outro dia, conversando com uma amiga, ela me pediu dicas de filmes leves, românticos, para rir. Ela especificamente disse “filme de beijo na boca”,...

Premiações

A gente já sabia que a festa do Oscar desse ano ia ser diferente. Bem menor, e sendo considerado o Oscar de maior diversidade...