fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Para conhecer o estilo elegante de James Ivory

Há alguns diretores que tem um estilo todo o pessoal. Ou seja, mesmo sem ver os créditos, você sabe que um filme foi dirigido por ele. É o caso de Woody Allen, Quentin Tarantino e também de James Ivory. Roteirista de Me Chame pelo seu Nome, faz tempo que Ivory não dirige. Seu último filme é de 2009, Em Busca do Amor, com Anthony Hopkins, disponível no Looke. Mas, o que me chamou a atenção é que o Belas Artes a la Carte  (www.belasartesalacarte.com.br) programou o lançamento de vários filmes do diretor para o mês de Julho. Todos são ótimos e valem ser conhecidos.

Retorno a Howards End

Na última sexta (2), estreou  Retorno a Howards End. O filme levou o Oscar de atriz (Emma Thompson), roteiro e direção de arte. Concorreu a outros seis, inclusive filme e direção (James Ivory). Conta uma história cheia de idas e vindas em três diferentes classes sociais na Inglaterra do início do século 20. Helen Shlegel (Helena Bonham-Carter), se apaixona por Paul Wilcox (Joseph Bennett), mas é rejeitada. Sua irmã Margaret  (Emma Thompson) se torna amiga da mãe dele (Vanessa Redgrave), que promete à ela a casa da família, Howards End. Infelizmente, depois de sua morte, o testamento desaparece. Até que o viúvo Henry Wilcox (Anthony Hopkins) se torna atraído por Margaret.

Maurice

Na próxima sexta, dia 8, Maurice, de 1987, estreia no serviço. Na história dois amigos se apaixonam um pelo outro num colégio em Cambridge no século 19.  Clive (Hugh Grant) entra no mundo dos negócios  após ser expulso, e se casa com Anne (Phoebe Nicholls). Sem perspectivas, Maurice (James Wilby) decide visitar a casa de campo do ex-amante em busca de repouso e de um psicanalista. Porém, ele acaba se envolvendo com o encarregado da caça, Alec (Rupert Graves). Assim como Howard’s End, também é baseado em um livro de E.M. Foster. Hugh Grant e James Wilby receberam o prêmio de melhor ator no Festival de Veneza pelo filme.

Luxúria

No dia 15 é a vez de Luxúria, de 1981. Nunca vi, e estou bem curiosa.  O filme se baseia no livro de Jean Rhys. Conta a história de Marya (Isabelle Adjani). Após seu marido ser preso, ela se envolve com um casal, entrando em um perigoso triângulo amoroso. O casal é vivido por Maggie Smith (indicada ao BAFTA) e Alan Bates.

Um triângulo Diferente

Já no dia 22 estreia Um Triângulo Diferente, de 1984. Baseado em livro de Henry James, tudo se passa em Boston,  em 1875. Olive Chancellor (Vanessa Redgrave) é uma das líderes do movimento feminista. Ela fica cativada por Verena Tarrant (Madeleine Potter), uma jovem e inspiradora oradora. Olive adota Verena como sua protegida, amiga e companheira. Paralelamente Basil Ransome (Christopher Reeve), um advogado de Nova York, se apaixona por Verena. Mas, ele quer se casar com ela para relegá-la para um segundo plano, no qual Verena só faria tarefas domésticas. Olive e Basil se veem competindo pela afeição da jovem. É quando Verena precisa então decidir se abraça a causa defendida por Chancellor . Ou se leva uma vida mais sensual e ao mesmo tempo subserviente, pois este é o desejo de Ransom.  Vanessa Redgrave recebeu indicação ao Oscar,  ao Globo de Ouro, e ganhou o National Society of Filme Critics.

Verão Vermelho

Verão Vermelho, de 1983, chega no dia 29. Nele, Anne (Julie Christie) viaja para a Índia a fim de investigar a vida de sua tia-avó Olivia (Greta Scacchi). Esta protagonizou um escandaloso romance com o soberano local (Shashi Kapoor) na década de 1920. À medida que mergulha no passado de sua tia-avó, Anne deixa-se envolver pela exuberância e sensualidade da Índia. Foi o primeiro papel importante da carreira de Greta Scacchi. Ela recebeu uma indicação ao BAFTA, entre sete, inclusive direção para James Ivory . O filme ganhou o prêmio de roteiro.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Cinema

Tenho tentado assistir a boa parte dos filmes que estão participando do Oscar ( já vi todos os principais que concorrem a melhor filme)....

Streaming

Já faz um tempo que todo mundo estava esperando para ver o último filme candidato ao Oscar de melhor filme estrear. E agora Ficção...

Cinema

Mais de dois anos depois, a segunda parte de Duna chega aos cinemas nessa quinta. Duna : Parte 2 é mais grandioso, e tem...

Streaming

Fiquei muito feliz quando tanta gente aplaudiu Barbra Streisand durante sua homenagem com o prêmio de carreira do SAG Awards. Barbra é uma mulher...

Premiações

O 39º Independent Spirit Awards aconteceu hoje (25) em Santa Monica, na Califórnia. Para quem não conhece, o evento premia os melhores entre as...

Você também pode gostar de ler

Streaming

Tudo bem que muita gente está preocupada com compras, Natal e até com a Copa. Mas tem muita coisa interessante chegando em dezembro na...

Cinema

Há uma tendência recente de diretores querendo contar histórias autobiográficas sobre sua infância. Vários saíram recentemente. Entre os recentes, me lembro do excelente Belfast...

Cinema

Emma Thompson é uma atriz sensacional, com um humor insuperável, e que fica melhor a cada filme. Já disse uma vez que ela tem...

Streaming

Numa daquelas sugestões da Netflix, eu acabei me deparando com Effie Gray  – Uma Paixão Reprimida, um filme de 2014.  Foi quando terminei de...

Streaming

Um dos grandes problemas dos fãs de cinema é achar filmes clássicos no streaming. É uma tarefa de escavação encontrar um ou outro. Por...

Streaming

Notícia boa para quem gosta das produções da BBC. O serviço de streaming Belas Artes a la Carte vai disponibilizar ainda este mês algumas...

Streaming

São tantas opções para quem tem Netflix, HBO Max, Paramount Plus, Apple TV Plus, Disney Plus, e agora  Star Plus. E a Amazon Prime ...

Cinema

Hoje (17), estreou no Belas Artes a La Carte, um dos filmes mais pessoais e diferenciados da carreira de Alfred Hitchcock. É Festim Diabólico,...