fbpx

Os grandes intérpretes da música no cinema

A estreia de Tim Maia nos cinemas neste fim de semana reacende o interesse em biografias de grandes nomes da música popular tanto em filmes brasileiros como internacionais. O próprio cinema nacional vem investindo nesse filão há algum tempo com filmes como Cazuza: O Tempo não Para  e Somos tão Jovens e documentários como Simonal: Ninguém sabe o Duro que Dei  e Raul Seixas: O Início, o Fim e o Meio. No cinema americano, vários filmes do gênero foram grandes sucessos de bilheteria e muitos foram até premiados com o Oscar.  Tenho uma lista de vários filmes que acho incríveis como  Uma Garota Genial (Barbra Streisand como Fanny Brice – foto), The Doors (Val Kilmer faz um incrível Jim Morrison) e ainda Piaf (Marion Cotillard ganhou o Oscar). Se você gosta, aí vão algumas sugestões para conhecer ou rever:

Piaf

Johnny e June

Eu tinha conhecido Johnny Cash e June Carter em dois episódios da série Doutora Quinn,  há alguns milhões de anos atrás. O filme de 2005 deu o Oscar para Reese Whitespoon como June e ainda tinha Joaquim Phoenix em uma de suas melhores interpretações como Johnny Cash. Vale conhecer a história de amor destes dois bem como a sua influência na música americana. A trilha é o máximo.

Ray

Não sou grande fã de Jamie Foxx mas tenho que reconhecer que ele está incrível no papel de Ray Charles, que acabou lhe dando o Oscar de melhor ator. O filme é emocionante, bem feito e hoje em dia ainda tem mais uma curiosidade. Fãs de Scandal, vejam Kerry Washington muito antes de Olivia Pope em 2004 como Della.

Dreamgirls: Em Busca de um Sonho

Vi esse filme há pouco tempo. Pena que demorei tanto pois é muito bom. Baseado num musical da Broadway, conta uma versão romanceada das The Supremes, grupo que deu fama à Diana Ross. No elenco tinha Beyoncé, Jamie Foxx e Eddie Murphy. Mas quem brilhou foi a quase desconhecida na época, Jennifer Hudson. Ela ganhou Oscar e virou estrela. Effie, sua personagem, ficaria orgulhosa.

Beyond the Sea

Pode ser que hoje em dia as pessoas não se lembrem de quem foi Bobby Darin. Ele tinha uma bela voz, teve sucesso nos anos 60 e se casou com uma das atrizes mais bem sucedidas da época, Sandra Dee. E também tinha um grande fã, Kevin Spacey. Mesmo já velho para o papel, ele dirigiu e estrelou o filme em 2004, que até é bem correto. Mas o que vale mesmo são as músicas.

Um Sonho, uma Lenda

Este  filme é pouco lembrado, mas eu acho que tem uma das melhores atuações de Jessica Lange, que foi indicada ao Oscar. Foi também o que me fez buscar conhecer a obra da biografada, a cantora Patsy Cline. Aqui no Brasil ela não é conhecida mas suas interpretações ainda são muito populares nos Estados Unidos.  O filme segue sua história desde quando começou a cantar até sua morte trágica num acidente de avião.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *