fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Os fãs de cinema vão adorar Ave, César

Sou grande fã do cinema americano da época de ouro de Hollywood, os anos 30, 40 e 50. Assim como eu, os diretores de cinema (e vencedores do Oscar), os irmãos Joel e Ethan Coen, já demonstraram que também são. Filmes da dupla como Na Roda da Fortuna (1994), Ajuste Final (1990), Barton Fink: Delírios de Hollywood (1991) entre outros, já comprovaram isso. E agora, eles vão mais fundo ainda em Ave, César, que estreou esta semana nos cinemas. Apresentado no último festival de Berlin, é para mim, ao lado da refilmagem de Bravura Indômita (2010), o melhor filme da dupla.

Eles contam várias histórias com um ponto em comum, o executivo de estúdio de cinema, Eddie Mannix. Eddie realmente existiu, e era conhecido como uma “solução de problemas” para os grandes astros de Hollywood da época. E é exatamente isso que ele faz aqui, em situações de ficção, mas muito próximas de realidades, que foram descobertas muitos anos depois. Desde uma grande estrela solteira que está esperando um bebê e arma um verdadeiro esquema para adotar o próprio filho, até escândalos de casos entre astro e diretor.

Enquanto seguem a história, os irmãos Coen brincam e homenageiam grandes nomes/grandes momentos do cinema. Os números musicais são uma atração à parte. Channing Tatum usa seu conhecimento de dançarino para fazer uma variação de Um Dia em Nova York, com Gene Kelly, enquanto Scarlett Johansson homenageia Esther Williams na piscina. Além destes dois astros, há outros em participações especiais como Ralph Fiennes, Jonah Hill, Tilda Swinton. E tente reconhecer a esposa de um dos diretores (e vencedora do oscar), Frances McDormand, como uma montadora fumante e atrapalhada. Um momento que mais dei risada é a cena entre os dois ex-maridos de Diane Lane, Josh Brolin e Christopher Lambert (muita gente não vai nem reconhecer o ex-lindo astro de Highlander).

Além disso, nomes de celebridades verdadeiras como Clark Gable, por exemplo, também são citados. Aliás, como fã do cinema época, me diverti muito com várias referências que provavelmente passarão batidas pela maioria. Lembra de Carlota Valdez em Um Corpo que Cai? Rs! E por consequência, provavelmente não irão rir tanto como eu. Mas, de qualquer maneira, com ou sem familiaridade com o assunto, o filme é divertido, com boas interpretações de todo o elenco. Meu destaque especial vai justamente para o mais jovem deles, Alden Ehrenreich, que era meio fraquinho em Dezesseis Luas. Como o cowboy cantor Hobie Doyle (na música ele foi dublado pelo cantor folk Willie Watson), que tem sua primeira chance num “filme sério”, ele está ótimo, e reflete bem o olhar de vários atores do gênero na época.

Ou seja, pode não ser o mais popular dos filmes em cartaz, mas é bom demais!!

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Cinema

Há certos tipos de humor que, sinceramente, não consigo entender. Por exemplo, lembro-me de uma época em que Orange is the New Black era...

Cinema

Mad Max: Estrada da Fúria foi um grande sucesso de público e crítica quando foi lançado em 2015. Na época, escrevi o seguinte na...

Cinema

É impossível não lembrar de John Wick ao assistir Fúria Primitiva. Afinal, trata-se de um filme sobre vingança , sobre alguém que  desafia os...

Streaming

A gente já viu essa história muitas vezes. O romance improvável entre estudantes ricos e pobres numa escola para milionários. Recentemente Elite fez muito...

Streaming

Houve um tempo em que Renny Harlin dirigiu grandes filmes de ação. É o caso de Risco Total e Duro de Matar 2, por...

Você também pode gostar de ler

Cinema

Mais de dois anos depois, a segunda parte de Duna chega aos cinemas nessa quinta. Duna : Parte 2 é mais grandioso, e tem...

Cinema

Gosto bastante da filmografia do diretor David Fincher. Meu preferido ainda continua sendo Seven – Os 7 Pecados Capitais (sensacional). Mas gosto de Mank,...

Cinema

Ok,  a crítica ama os filmes de Wes Anderson. Não é o meu caso. É claro que admiro o fato que ele criou um...

Streaming

Pois é, dia de comemorar o São João. Então se você não vai a uma quermesse, e quer um filminho bom para assistir, eu...

Streaming

Quando escrevi a crítica de Magic Mike XXL , de 2015, eu terminava o texto dizendo ” quem vai assistir Magic Mike XXL está...

Streaming

De vez em quando as estreias do streaming são bem meia-boca. Mas essa semana, tem quatro que eu recomendo. Vi três no cinema, e...

Cinema

Entre Mulheres é a última produção que concorre ao Oscar de melhor filme a estrear por aqui. É um filme pequeno, difícil, teatral. Se...

Cinema

Muitas vezes a gente se depara com filmes baseados em fatos reais que nem mesmo o roteirista com a mente mais maluca poderia imaginar....