fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

O medo vem do inesperado em Midsommar

Antes de fazer a crítica de Midsommar: O Mal não espera a Noite, que estreou essa semana nos cinemas, já aviso. Ou as pessoas amam, ou odeiam. Creiam que é difícil ter um meio termo. Eu simplesmente adorei! Já faz tempo que venho ouvindo comentários do filme, que estreou faz um tempo nos Estados Unidos. Fiquei muito curiosa, apesar de não ser grande fã de Hereditário, o filme anterior do diretor Ari Aster (acho longo demais). À primeira vista , tive medo que Midsommar sofresse do mesmo problema, afinal têm duas horas e meia de duração. Mas quer saber? Quando o filme terminou, a sensação foi de dizer “Já?”.

Tudo começa deixando bem claro que o casal Dani (Florence Pugh) e Christian (Jack Reynor) tem um relacionamento prestes a desmoronar. Até os amigos dele dizem que ele tem que terminar o namoro. Mas depois que uma tragédia familiar os mantém juntos, Dani praticamente convida-se para se juntar a Christian e seus amigos em uma viagem para a Suécia. O objetivo é conhecer um festival de verão único em uma remota vila onde mora a família de Pelle (Vilhelm Blomgrem), um dos amigos. O que começa como férias despreocupadas de verão em uma terra de luz eterna logo começa a tomar um rumo sinistro. Especialmente quando os moradores do vilarejo convidam o grupo a participar de festividades que tornam o paraíso pastoral cada vez mais preocupante e visceralmente perturbador.

O inesperado de Midsommar

Midsommar não é um terror clássico, como Hereditário. Não têm sombras, nem demônios. Mas a sensação de frio na espinha com toda aquela perfeição campestre fica presente todo o tempo. Você sabe que há alguma coisa muito estranha ali. Desde um urso enjaulado no meio da vila até os olhares tipo Cidade dos Amaldiçoados entre os membros locais. Até que acontece o primeiro “evento” dos nove dias de “festa”.

Outro triunfo é a fotografia, mostrando como é difícil conceber um filme assustador com o céu azul todo o tempo. Isso, adicionada à trilha sonora imponente, ajuda a criar o clima diferenciado do filme. Quando a gente vê muitos filmes, é difícil achar algum que genuinamente surpreenda. Desde a atuação – ótima – de Florence Pugh ( seu close final é impagável), até a forma como o roteiro brinca com suas expectativas. É totalmente pertubador!

Depois de escrever o texto acima, fui olhar várias críticas por aí. Muita gente o colocava como um dos piores filmes do ano. Rsrs. Outros, como eu, o consideram um dos melhores.  Só por levantar essa diversidade de opiniões, já vale a pena assistir. Vai com certeza mexer com você!

Fotos de divulgação

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias

Premiações

O Emmy, grande festa de premiação da TV, acontece só daqui a pouco menos de um mês. Mas nesse sábado, aconteceu em Los Angeles...

Gossip

Nos Estados Unidos, o dia dos Pais foi comemorado este ano no dia 19 de junho. Foi a data em que os atores de...

Streaming

Jamie Foxx está fazendo um esforço para criar uma franquia para chamar de sua na Netflix. Em 2020, ele lançou Power, que deixava bem...

Cinema

Confesso que essa me pegou de surpresa. Emily Blunt foi confirmada no novo filme de Duro na Queda, ao lado de Ryan Gosling. É...

Streaming

Anne Heche teve uma vida complicada, cheio de altos e baixos. Teve problemas com drogas, deu escândalos públicos. Mas teve uma carreira consideravelmente interessante...

Você também pode gostar de ler

Cinema

Eu sou fã de Teresa Palmer e também de filmes de terror. Então quando veio a oportunidade de assistir O Gêmeo Maligno, fui assistir...

Streaming

Eu sei que tem muita gente que não gosta de filmes de terror. Mas eu não poderia deixar de passar em branco um sexta-feira...

Cinema

No fim da semana passado,  o nome  de Olivia Wilde ocupou boa parte da mídia. O motivo principal foi que no meio de sua...

Cinema

Morbius era para ter chegado nos cinemas em 2020. Mas, como vários outros casos, a pandemia acabou adiando, e adiando, e adiando. O filme,...

Premiações

A ideia do Critics Choice Super Awards foi premiar uma área do entretenimento que acaba sendo esquecida nas premiações “normais”. São os conteúdos que...

Moda

Durante a cobertura do tapete vermelho do BAFTA nas redes sociais, uma seguidora mencionou que as atrizes se vestem de maneira muito mais elegante...

Cinema

Outro dia, conversando com um gamer, perguntei se ele tinha vontade de ver o filme Uncharted: Fora do Mapa. O filme é baseado num...

Cinema

Todos os anos a Temporada de Premiações escolhe suas “modinhas”. Alguns filmes que eu confesso que não entendo o que estão fazendo ali. Com...