fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

O gosto do passado de Midway – Batalha em Alto Mar

Nos anos 70 foram filmadas várias super-produções de guerra, com elencos enormes. Estavam nesse grupo filmes como Tora, Tora, Tora, Uma Ponte Longe Demais, Comando 10 de Navarone e A Batalha de Midway. Esse último era estrelado por Charlton Heston e Henry Fonda, que agora está ganhando uma nova versão para o cinema, dirigida por Roland Emmerich. Midway – Batalha em Alto Mar  vai na mesma linha de seus antecessores, e estreia essa semana nos cinemas.

A história de Midway

O filme começa com uma conversa entre japoneses e americanos que deixa bem claro a intenção do que viria a forçar a entrada dos Estados Unidos na II Guerra Mundial. E logo o filme já parte para o ataque à Pearl Harbour em dezembro de 1941. Foi esse ataque que fez com que os americanos  travassem a Batalha de Midway, no Oceano Pacífico em junho de 1942. Através de mensagens codificadas, a Marinha Americana conseguiu identificar a localização e o horário dos ataques previstos pela Marinha Imperial Japonesa. E até hoje a disputa é considerada pelos historiadores como um dos pontos mais relevantes para o fim da Segunda Guerra Mundial.

A crítica e o elenco

Ao contrário de filmes anteriores, o filme apresenta os dois lados e suas razões. É claro que os americanos ainda são os heróis. Mas agora os combatentes japoneses não são mais apresentados daquele jeito exagerado ao qual estávamos acostumados. Tanto que o filme é dedicado aos soldados de ambos os lados que lutaram naquela batalha. É um passo a frente, especialmente nesses tempos de economia mundial do jeito que está.

Assim como o filme original, este também apresenta muitos personagens. Atores como Darren Criss, Aaron Eckhart e Nick Jonas têm poucas cenas. É claro que seria impossível saber mais sobre  tantos heróis num filme de duas horas e 18 minutos. Seria coisa para uma minissérie. O filme se concentra mais na histórias do piloto Dick Best (Ed Skrein, de Malévola: Dona do mal) e do estrategista da inteligência naval, Edwin Layton (Patrick Wilson). Especialmente como suas atuações foram chave para que a história terminasse como esperado.

Como se trata de um filme de Roland Emmerich, é claro que você pode esperar um monte de explosões. Além disso, é obviamente uma produção bem feita, com bons atores. Além dos já mencionados, ainda estão no filme Mandy Moore, Luke Evans, Dennis Quaid e Woody Harrelson, só para citar os mais conhecidos. Só que, na verdade, a sensação que fica é que é um filme dos anos 70. Obviamente com efeitos e imagens mais modernos, mas com a mesma estrutura de roteiro para contar a mesma história. Será que o filme terá apelo para quem não tem essa lembrança dos filmes daquela fase? Hummm, acho que não!

Fotos de divulgação

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Cinema

A produção de O Último Duelo, que estreou nessa semana nos cinemas, é maravilhosa. Isso sempre é um destaque na filmografia de Ridley Scott....

Cinema

Em 2018, o filme Halloween deu um “refresh” na franquia de mais de 40 anos. Quebrou vários recordes, e fez muito dinheiro. Já deixou...

Cinema

Ridley Scott é quase sempre referência quando se fala em um espetáculo grandioso. Já foi indicado quatro vezes ao Oscar, uma delas por Gladiador....

Cinema

O feriado de Nossa Senhora de Aparecida me parece um bom dia para escrever a crítica do filme de Nossa Senhora de Fátima. Fátima:...

Cinema

O final de semana está chegando e o grande acontecimento é a estreia de Venom: Tempo de Carnificina no cinemas. Ele é o destaque...

Cinema

Lembro que quando Venom  estreou em 2018, todo mundo esperava pelo pior. Mas o filme tinha um bom ritmo, e ainda os diálogos divertidos...

Streaming

Comédia romântica é um de meus gêneros preferidos. Sempre busco alguma perdida no streaming. E, por várias vezes, passei por Te quiero, Imbecil na...

Cinema

Eu gosto dos filmes de James Bond da fase de Daniel Craig. Menos Spectre, que é bem fraco, especialmente no que diz respeito à...