fbpx

O Caçador e a Rainha do Gelo está bem longe do que eu esperava…

Queria muito ter gostado de O Caçador e a Rainha do Gelo, que estreia nos cinemas esta semana. Adoro o filme anterior – Branca de Neve e o Caçador – , mesmo que todos falem mal de Kristen Stewart. E todo mundo sabe que eu adoro Chris Hemsworth, que realmente merecia um sucesso fora do Universo Marvel. Só que esta segunda aventura, que não tem Branca de Neve (todos lembra do escândalo de Kristen com o diretor no meio da rua né?), parece que a história que aconteceu no filme anterior foi esquecida ( ou aconteceu numa realidade paralela, sei lá) – inclusive o beijo de amor verdadeiro que despertou a princesa. Revolta!

Tudo começa com um prólogo, que conta um resumo rápido sobre o que aconteceu no primeiro filme. Depois, ficamos sabendo que antes daquela aventura acontecer, houve uma situação no passado de Ravena (Charlize Theron) que envolveu sua irmã, Freya (Emily Blunt), que por um acontecimento trágico acaba por se transformar na rainha de gelo. Qualquer semelhança com Elza, de Frozen – Uma Aventura Congelante não é mera coincidência. Juro que achei que ela ia sair cantando Let it Go a qualquer momento…

Let it Go, Let it Go…

O filme começa então a mostrar o garoto Eric, que mais tarde vai se transformar no caçador (o sempre apaixonante Chris Hemsworth), e outras crianças, que  são transformados em guerreiros da rainha (que, aliás, não envelhece nem um dia). Inclusive a menina Sara, que na fase adulta vai se transformar em Jessica Chata, ou melhor, Chastain. Ela se tornará a esposa do caçador, e será “morta” durante uma batalha. Um parênteses aqui. Lembra que no primeiro filme ela havia sido morta pelo irmão de Ravena, Finn (vivido pelo assustador Sam Spruell )? Esqueça! Mudaram a história e esse personagem nem é sequer mencionado. A partir daí começam a jogar para o alto qualquer credibilidade …

O tempo então passa, Branca de Neve é a rainha, e agora Eric vive afastado do reino. É chamado então para recuperar o espelho mágico que foi roubado. Só que apesar do grande esforço de Chris Hemsworth, o filme não decola. A química entre ele e Jessica Chastain é inexistente. É incrível! Os anões, que eram ótimos no primeiro filme, foram reduzidos a dois ( e depois quatro), só que  parece que foram colocados ali depois que o roteiro já tinha sido finalizado.  Mas a  fotografia é bonita, os figurinos maravilhosos e, é claro, tem Charlize. Ela só aparece nos 10 minutos iniciais e nos 10 finais. E obviamente você não consegue tirar os olhos dela.

Uma coisa é certa. O povo pode falar mal de Kristen Stewart, mas ela fez muita falta nesse filme…

Existem 1 comentários

  1. Sem contar que o Caçador tinha cabelos pretos, agora são loiros. Pra mim parecem duas coisas: ou ele não teve tempo de tingir, e isso significa relaxo por parte da produção, ou, Thor caiu numa realidade alternativa hehehe

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *