fbpx

Meus professores favoritos – e lindos – do cinema

É claro que nesse Dia dos Professores você já deve ter visto várias matérias sobre professores inesquecíveis  como o Professor Keating de Robin Williams em Sociedade dos Poetas Mortos. Ou ainda Dumbledore nos filmes de Harry Potter. Até o Sr. Miyagi em Karatê Kid. Mas eu resolvi homenagear o dia de uma maneira diferente. Relembrando os professores mais lindos que já vi no cinema – já que na vida real eu nunca tive um desses (rsrs). Veja só:

Sam Coulson (Michael Vartan) em Nunca Fui Beijada (1999)

Será que em tempos de politicamente correto Nunca Fui Beijada seria produzido hoje em dia? Afinal, o professor e a aluna (Drew Barrymore) se apaixonam – é claro que ela era uma jornalista se fazendo passar por estudante. E quem não se apaixonaria? Adoro essa cena!!!

Pierre Dulaine (Antonio Banderas) em Vem Dançar (2006)

Baseado numa história real, Antonio está no ápice do sexy como um professor de dança de salão. Repare na cena em que ele mostra para os estudantes como dançar o tango. Wow!

Charles Xavier (James McAvoy) em X-Men: Primeira Classe (2011)

É claro que estou falando da versão James McAvoy e não Patrick Stewart, né? E ainda com cabelo…

Indiana Jones (Harrison Ford) em Caçadores da Arca Perdida (1981)

Uma das cenas divertidas de Caçadores da Arca Perdida, é quando uma aluna de Indiana na universidade baixa os olhos com uma mensagem/convite para o professor escrita(o) na pálpebra. Ele era tão lindo…

Phil Wenneck (Bradley Cooper) em Se Beber, não Case (2009)

Nessa época de Nasce uma Estrela, Alguém lembra que Bradley Cooper era um professor de francês em Se Beber, não Case? Trè Bien!

Johnny Castle (Patrick Swayze) em Dirty Dancing (1987)

Bem… ele era um professor de dança, e isso conta, não é mesmo?

Professor Bhaer (Gabriel Byrne) em Adoráveis Mulheres (1994)

Aquele jeito triste e apaixonado… Como resistir? A Jo March de Winona Ryder não conseguiu…

Mark Thackeray (Sidney Poitier) em Ao Mestre com Carinho (1967)

E, é claro, o mais especial deles. Como Sidney Poitier era bonito e classudo não?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *