fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Essas fascinantes Quatro Irmãs do cinema

Essa semana todo mundo falou sobre o novo projeto de Greta Gerwig: uma nova versão do romance Little Women, que aqui no Brasil foi lançado com o título, hoje pejorativo, de Mulherzinhas, e que contava a história de quatro irmãs no século 19. Segundo o Variety, depois do sucesso de Lady Bird, Greta vai dirigir o filme, e Meryl Streep, Emma Stone, Saoirse Ronan e Timothée Chalamet  estariam em negociações para participar do filme. Apesar de não terem sido divulgados quais seriam os papéis de cada um, para mim é óbvio que Meryl seria Marmee, Emma faria Jo, Saoirse poderia ser Amy e Timothée seria um Laurel perfeito.

Resultado de imagem para little women meryl emma saoirse greta

Ao ler isso, você pode ver que sou fã da história. Sim, eu li o livro, e vi a maioria das versões para o cinema, com certeza todas as mais importantes. Então se você quer saber quem já fez e quem ainda vai fazer – sim esse ano , quando se comemora os 150 anos do lançamento do livro, já tem um outro filme chegando aos cinemas – dê uma olhada abaixo:

A primeira versão para o cinema  falado é de 1933 – isso mesmo, completa 85 anos – e tinha o título de As quatro irmãs. Há ainda outras duas,  que foram feitas durante o cinema mudo em 1917 e 1918. Mas esta aqui foi realmente a “primeira” mais famosa, sendo também a maior bilheteria do cinema americano daquele ano. Era estrelado por Katherine Hepburn (Jo), Joan Bennett (Amy), Jean Parker (Beth) e Frances Dee (Meg). Foi indicado ao Oscar de melhor filme e diretor (George Cukor), ganhando o de roteiro. Para mim, Katherine é a melhor Jo da história.

Resultado de imagem para little women katharine hepburn frances dee

A segunda, e que foi a que me fez gostar da história , é de 1947, e se chamou Quatro Destinos. Dessa vez,  June Allyson era Jo,  Janet Leigh era Meg, Elizabeth Taylor era Amy e Margaret O’Brien era Beth. Aliás , esta última sempre me fez chorar todas as vezes que vi o filme, inclusive nessa cena abaixo. Hoje, vendo com outros olhos, vejo que o filme tem um grande problema, que é June Allyson, que era velha demais para o papel, aos 31 anos, para fazer uma garota de 15, quando o filme começa. Esta versão concorreu ao Oscar de fotografia e venceu o de direção de arte.

A versão de 1994, chamada de Adoráveis Mulheres, e é talvez a mais lembrada hoje em dia. Nela Winona Ryder foi candidata ao Oscar por seu papel de Jo. No elenco estavam ainda Trini Alvarado como Meg, Kirsten Dunst como Amy, e Claire Danes, estreando no cinema, como Beth. Susan Sarandon era a mãe delas, Marmee,  e Christian Bale era Laurie. O filme também teve indicações ao Oscar de trilha sonora e figurino.

No ano passado, a BBC produziu uma minissérie de três episódios, que tinha no elenco Maya Hawke (filha de Ethan Hawke e Uma Thurman) como Jo, Kathryn Newton como Amy, Willa Fitzgerald como Meg, e Annes Elwy como Beth. Emily Watson era Marmee.

 

E agora em 2018, será nos cinemas uma versão que traz as irmãs March para os dias atuais. Tem lançamento programado para setembro nos Estados Unidos, e traz Sarah Davenport como Jo, Melanie Stone como Meg, Allie Jennigs como Beth e Taylor Murphy como Amy. Lea Thompson será Marmee.

Little Women ainda foi tema de duas minisséries, uma de 1970, e outra mais conhecida de 1978, com Susan Dey como Jo, Meredith Baxter como Meg, Ann Dusenberry como Amy e Eve Plumb como Beth. Essa versão ainda chamou a atenção por trazer os veteranos Dorothy McGuire (Marmee),  Greer Garson (tia March) e Robert Young (Sr. Lawrence).

Resultado de imagem para little women 1978

Em 2015, o canal CW chegou a anunciar que ira transportar as irmãs March para um futuro distópico, onde as quatro teriam  que lutar pela sobrevivência na ruas. A ideia um tanto estapafúrdia acabou não indo para a frente, e o projeto acabou cancelado.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias

Cinema

Eu adoro ver que Rita Moreno, do alto de seus 90 anos, continua com grande energia para o trabalho. Ela fez uma participação fantástica...

Streaming

A Netflix vem adorando fazer esses filmes-evento. Recentemente teve enorme sucesso ao juntar Dwayne Johnson, Gal Gadot e Ryan Reynolds em Alerta Vermelho. E...

Cinema

Top Gun: Ases Indomáveis, de 1986, é um daqueles filmes que ficaram no coração das pessoas. Nem era tão bom, mas tinha muito estilo....

Cinema

Na semana de estreia de Top Gun: Maverick (ótimo por sinal, aguarde a crítica), vem mais Tom Cruise por aí. Saiu hoje o primeiro...

Streaming

Eu comecei a prestar mais atenção em Maggie Q depois de ver a série de Nikita, estrelada por ela. É ótima, pena que não...

Você também pode gostar de ler

Cinema

O mercado de cinema está à toda, com a realização da CinemaCon em Las Vegas. A todo momento saem novidades sobre novas produções ,...

Streaming

Além de ser uma atriz premiadíssima, Meryl Streep teve tempo de ter quatro filhos  com o mesmo marido, Don Gummer. Isso pode parecer natural...

Streaming

Lembro da primeira vez que vi Florence Pugh. Foi no cinema, em Lady Macbeth (infelizmente indisponível no streaming). Desde aquele momento, era possível perceber...

Streaming

Sou fã dos filmes de Adam McKay. Adoro seu humor ácido, direto e principalmente que não usa meias palavras para criticar os poderosos. Tanto...

Streaming

A semana de Natal tem sempre um monte de grandes lançamentos no cinema e no streaming. Um deles é Matrix Resurrections. Neo, feito por...

Premiações

Até pouco tempo, o Globo de Ouro era a premiação mais importante e glamurosa do cinemas depois do Oscar. Mas as coisas mudam. Escândalos...

Streaming

Os amigos do Estados Unidos comemoram hoje (26) o Thanksgiving, ou Dia de Ação de Graças. Vários artistas de Hollywood já postaram em suas...

Cinema

Wes Anderson tem um estilo todo especial. Tem pelo menos uma grande obra-prima, Ilha dos Cachorros (disponível no Star Plus) . Também tem outros...