fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Casa Gucci é para aqueles que gostam de um novelão!

Apesar de não assistir novelas há um bom tempo, eu adoro um bom novelão. Cheio de dramas, descabelamentos, e gente rica, rsrs. Quem não?? Bem, se você é como eu, com certeza vai curtir muito Casa Gucci, que estreia nessa quinta nos cinemas. Com um elenco cheio de estrelas e a direção de Ridley Scott, o filme tem 2h40, mas eu nem senti o tempo passar.

A proposta de Casa Gucci é mostrar a história da família Gucci a partir do momento em que Patrizia Reggiani  (Lady Gaga)entrou na história. Ela conhece o herdeiro da Gucci, Maurizio (Adam Driver). Os dois se apaixonam, e se casam contra a vontade do pai dele. Só que o mundo dá voltas, e mesmo deserdado, Maurizio volta para os negócios da família pelas mãos do tio Aldo (Al Pacino). E claro, com um considerável empurrão por parte de Patrizia. E o que se segue envolve traição, família, falência, e ainda um assassinato.

O que achei de Casa Gucci?

O filme se passa durante um período extenso.  Mas de uma maneira que você entende  tudo o que acontece, mas sem se ater muito a cada fato. Dessa maneira, é possível compreender tudo, sem se ater muito a cada fato. Tudo se destaca: o figurino, a trilha sonora, fotografia, a direção de arte, a reconstituição da época.  Isso me faz lembrar quando conversei com Dariusz Wolski, Janty Yates, Harry Gregson-Williams sobre o trabalho deles com Ridley Scott em O Último Duelo. Realmente dois trabalhos totalmente diferentes um do outro, e ambos brilhantes.

O elenco é uma atração à parte. Lady Gaga tem olhos altamente expressivos. Você sabe exatamente o que Patrizia está pensando. Não creio que vale uma indicação para o Oscar, como muitos chegaram a cogitar, mas está bem. Assim como em O Último Duelo, Adam Driver tem a melhor interpretação de sua carreira. Adorei sua mudança de homem fofo e tímido em um Gucci, com toda a bagagem que isso implica. E tem Al Pacino, estupendo como sempre. Mas, quem mais se destacou, em minha opinião, foi Jared Leto. Muito se falou sobre o efeito de sua maquiagem que o deixou praticamente irreconhecível. Mas ele consegue imprimir uma característica toda especial a Paolo, que é fraco e engraçado. Todo mundo riu com ele na sessão para a imprensa.

Muitas críticas vem reclamando do sotaque dos atores de Casa Gucci.  Eles tentam imprimir algo como um italiano falando inglês. Isso não me incomodou. Talvez porque tenha ficado completamente envolvida com tudo que acontece. Eu já conhecia parte da história do assassinato. Mas foi interessante acompanhar como tudo aconteceu. O filme é baseado no livro de Sarah Gay Forden, que está disponível no Brasil.E ainda é mais interessante porque parece novela, mas foi verdade. Abaixo os Maurizio e Patrizia da realidade e da ficção.

 

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Uncategorized

Você também estava esperando muito para ver Casa Gucci? Bom, ele é o grande lançamento da semana no cinema. E vai mostar os bastidores...

Cinema

Wes Anderson tem um estilo todo especial. Tem pelo menos uma grande obra-prima, Ilha dos Cachorros (disponível no Star Plus) . Também tem outros...

Cinema

Muita coisa boa chegando no streaming e no cinema. Começando pelo cinema, eu já aviso que sou mega fã dos dois filmes dos Caça-Fantasmas...

Cinema

Os dois filmes de Caça-Fantasmas, produzidos nos anos 80, são divertidos e deliciosos companheiros de tardes de toda uma geração. Atualmente estão disponíveis no...

Cinema

Eu não li coisa alguma sobre Noite Passada em Soho antes de assistir. Sugiro que faça a mesma coisa. Rsrs, mesmo com o risco...

Cinema

Tenho uma certa dificuldade de lidar com gente que fala demais. Daquele tipo que adora ouvir sua própria voz, sabe como é? Então para...

Cinema

Para mim, Downton Abbey é uma das melhores séries já feitas. É um novelão, com um refinamento inglês, e ainda um aspecto histórico interessantíssimo....

Cinema

Lembro bem quando estreou na Broadway Querido Evan Hansen. Foi um grande sucesso. Seu protagonista, na época o quase desconhecido Ben Platt, ganhou o...