fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Adeus, Maureen O’Hara!

No cinema, ela era a única. Era chamada de “A Rainha do Technicolor”, pois com seu cabelo ruivo e lindos olhos verdes brilhavam como o de ninguém mais no colorido perfeito que teve o auge nos anos 50. Era a parceira preferida dos grandes machos do cinema, John Wayne e o diretor John Ford. Sempre passou a imagem de mulher forte, mesmo que na vida real tenha deixado que alguns de seus maridos a dominassem de uma maneira hoje praticamente inaceitável para a maioria (segundo sua autobiografia,Tis Herself). E envelheceu com dignidade, passando para os papéis de mãe e avó, sempre linda, sempre classuda. Maureen O’Hara, que faleceu neste sábado(24) aos 95 anos, nunca recebeu sequer uma indicação ao Oscar, mas no ano passado a Academia finalmente reconheceu seu talento e a premiou com um troféu especial. Para se ter uma ideia de seu poder sobre todos os fãs de cinema, na ocasião, o grande nome do cinema de animação japonês,Hayao Miyazaki, que também estava sendo premiado, disse que sua “grande sorte” era ter conseguido conhecer a atriz.

Clint Eastwood e Liam Neeson entregaram o Oscar especial para Maureen no ano passado

Maureen O’Hara, nascida na Irlanda, teve seu primeiro grande papel de destaque no cinema num filme menos conhecido de Alfred Hitchcock, A Estalagem Maldita (1939), o último que ele fez na Inglaterra antes de se mudar para os Estados Unidos. Ela atuou ao lado de Charles Laughton, que foi quem a descobriu no teatro e insistiu para que ela fosse escolhida para o filme. Logo depois, Maureen se mudou para os Estados Unidos, e fez um clássico atrás do outro como, por exemplo, O Corcunda de Notre Dame (1940) e Como era Verde o Meu Vale (1941). Mas os filmes pelos quais ela é mais lembrada, e que  também são os meus favoritos, são De Ilusão também se Vive (1947) e Depois do Vendaval (1952).

maureen e natalie Wood em cena de De Ilusão também se Vive

De Ilusão também se Vive é, ao lado de A Felicidade não se Compra (1946), o filme que vi que mais reflete o espírito de Natal nos cinemas. Nos Estados Unidos, é exibido na TV todos os anos. As cenas entre Maureen e Natalie Wood, que fazia sua filha, são de uma delicadeza inigualável. Se não viu, recomendo. Será impossível não se emocionar. Já Depois do Vendaval (1952) ficou mais conhecido das novas gerações por ter sido homenageado por Steven Spielberg em ET- o Extraterrestre, mais especificamente a cena entre Maureen e John Wayne (em seu segundo filme juntos) se beijando no meio da tempestade. Este filme está na minha lista dos melhores de todos os tempos, e a química entre Maureen e Wayne é simplesmente inigualável.

Mas é claro, também tiveram os filmes nem tão artísticos, mas que eram grandes diversões da época das matinês, O Cisne Negro(1942), O Pirata dos Sete Mares (1945), Simbad, o Marujo (1947), Os Filhos dos Mosqueteiros ((1952),  A Rainha dos Renegados (1953) e tantos outros. Seus filmes com Wayne são uma atração a parte. Nenhuma atriz parecia tão a vontade “no meio dos rapazes” em filmes como  Rio Bravo (1950), Asas de Águias (1957), Quando um Homem É Homem (1963) e Jake Grandão (1971). Eles foram grandes amigos na vida real até o fim da vida dele.

Em 1973, Maureen se aposentou, mas voltou algumas vezes para papéis no cinema e na TV. O mais famoso foi em 1991, na comédia de John Candy, Mamãe não quer que eu Case, onde era possível ver que ela continuava com um incrível talento para a comédia. Já sua última participação aconteceu em 2000, no telefilme The Last Dance.

Na conclusão de sua autobiografia, lançada em 2004, Tis Herself, ela termina dizendo o seguinte: “Eu vivi intensamente.Eu defendi os princípios que significavam muito para mim, e lutava por eles quando era necessário, geralmente fazendo isso sozinha. Sou obstinada dessa maneira. Mas sempre tentei enfrentar o fogo com bravura, honra e honestidade. Mais do que tudo,tenho orgulho de dizer  que nunca murchei ou me acovardei quando mais importava.”

Não podia esperar menos da Rainha dos Piratas. Obrigada, Maureen O’Hara!

 

2 Comentários

1 Comentário

  1. alfie

    25 de outubro de 2015 às 2:12 pm

    Valeu, Eliana. Uma bela homenagem, emocionante. Especialmente na transcrição das palavras de Maureen O´Hara.

  2. alfie

    25 de outubro de 2015 às 2:12 pm

    Digitei errado teu nome, sorry.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Streaming

Em 2020, uma semana antes de tudo fechar por causa da pandemia, Aprendiz de Espiã estreou nos cinemas. Não fez um enorme sucesso porque...

Streaming

Há várias boas séries de true crime com atores (não estou falando de documentários) disponíveis no streaming. Entre as melhores estão A Escada (MAX),...

Cinema

Eu acompanhei boa parte da batalha contra o câncer de Shannen Doherty. Ela faleceu no último dia 13, aos 53 anos, vítima da doença...

Streaming

Nesse dia 20 é celebrado o Dia do Amigo. E toda mulher sabe a importância da melhor amiga, não é mesmo? Então, fica a...

Streaming

A gente já ouve falar de A Mulher no Lago há algum tempo. A minissérie estreou ontem (17) na Apple TV Plus, com dois...

Você também pode gostar de ler

Streaming

Um dos lugares que sempre quis conhecer na vida (e ainda irei um dia) é a Irlanda. Influência provável de vários filmes românticos que...

Cinema

Maureen O’Hara era uma das grandes estrelas da era de ouro de Hollywood. Se estivesse viva, completaria hoje 100 anos. Ela morreu em 2015,...

Premiações

A cerimônia do Oscar já teve anos confusos. Aquele rolo dos envelopes de melhor filme com La la land e Moonlight é o primeiro...

Premiações

Finalmente, saíram as esperadas  indicações ao Oscar 2019. Confesso que fiquei surpresa com o amor da Academia por Roma, especialmente sendo uma produção da...

Premiações

O Globo de Ouro vai abrir a Temporada de Premiações nesse próximo domingo. Com isso, os meses de janeiro e fevereiro se tornam aqueles...

Premiações

Eu adoro a festa do Oscar, com toda a breguice e longos discursos, que a maioria das pessoas odeia. Mas, depois de levar tanta...

Premiações

O Oscar desse ano teve poucas surpresas. A noite de número 90 da história teve um pouco de tudo, mas principalmente teve a preocupação...

Cinema

Projeto Florida é o último dos concorrentes ao Oscar nas categorias principais a estrear nos cinemas por aqui – Roman J. Israel, Esq., que...