fbpx

A Lenda de Candyman é visualmente bonito, mas não assusta!

Nos anos 90, O Mistério de Candyman fez grande sucesso no cinema. Hoje ele está disponível no Telecine. O filme teve várias sequências, todas inferiores. Ele era baseado num conto de Clive Barker. Aparentemente, o produtor e diretor Jordan Peele era fã do filme. E produziu uma sequência, que está chegando hoje aos cinemas com o título de A Lenda de Candyman.

O novo filme se passa em um bairro de Chicago chamado Cabini Green. Lá a lenda de um espírito assassino conhecido como Candyman assolou a população anos atrás. Ou seja, no primeiro filme, rs. Agora, o local foi renovado. O artista visual Anthony McCoy (Yahya Abdul-Mateen III, o Manta de Aquaman) e sua namorada, Brianna Cartwright (Teyona Parris, de WandaVision), se mudam para Cabrini. É lá que Anthony pretende encontrar uma nova fonte de inspiração. Só que o espírito retorna. E Anthony, Brianna e os novos habitantes locais também serão obrigados a enfrentar a ira de Candyman.

A crítica

O filme tem um visual interessantíssimo. Há o uso de cenas fotografadas de modo impactante. Mas o melhor para mim são os bonecos de sombras. Nada no filme foi mais assustador que eles. São usados no início, durante o filme , e também durante os créditos. São o grande destaque. A direção de Nia DaCosta é bem inventiva. Vale prestar atenção. O grande problema do filme, na minha opinião, é o roteiro. Ele tem a mão de Nia e de Jordan Peele entre outros. Ele explica demais, enrola demais, cria outras histórias, o que tira o foco da história principal . Faz um paralelo com casos de racismo e momentos diferentes de Candyman. Com isso, deixa o horror de lado. Durante o filme, não houve um único momento em que me assustei, ou que me deixou ao menos tensa. 

Mas há alguns momentos bem nojentos. Confesso que nesses, quando Anthony começa a mexer em sua pele necrosada, deixei de olhar. Só que isso não tem nada a ver com terror, né? Ou seja, o novo  Candyman pode até agradar alguns com sua proposta, mas não tem terror não!

Eu revi O Mistério de Candyman para lembrar detalhes. O novo filme presta várias homenagens a ele. É claro que o filme envelheceu (é incrível ver como o povo fuma em diversas cenas). Mas, sinceramente, ainda acho mais eficiente como terror do que essa sequência de 2021. Há as participações especiais de Virginia Madsen, Tony Todd e Vanessa Williams.  E ainda inúmeras referências. Se você tiver interesse de ver a sequência, sugiro ver antes o original no  app do Telecine.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *