fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

A comédia melancólica do espanhol O Chefe

Os filmes espanhóis estão em todo o canto. Há vários disponíveis no streaming, que viraram cult entre os consumidores. Há pouco tempo, recebi a indicação de um amigo para assistir um deles, O Chefe, que está na Netflix. É um misto de comédia, drama, suspense. Para quem gosta de histórias sobre bastidores de empresas, e briga pelo poder pode ser uma boa escolha. Mas se prepare, apesar de algumas cenas divertidas, o filme pode deixar um certo gosto amargo no final.

O tema é a a saga de César, chefe de multinacional, viciado em cocaína, polígamo e sem vergonha.  Só que um dia tudo desmorona: sua mulher o abandona, a empresa sofre um desfalque gigantesco que pode levá-la à falência e sua vida vira de cabeça para baixo. É nesse momento que César vai contar com a ajuda da única pessoa que se dispõe a ajudá-lo, a faxineira do escritório.

A crítica

Para mim, o filme tem um grande problema. César é uma figura muito mesquinha que é impossível se identificar com ele, e mesmo torcer por sua salvação. Nem mesmo a atuação de um ator elogiado do cinema espanhol, Luis Callejo(o Frutos da série Vis a Vis) consegue provocar empatia. As melhores cenas são justamente com as duas personagens femininas da história: a faxineira Adriana e a guarda-noturna Tereza. Aliás, a melhor cena do filme é a dança da faxineira no escritório. Uma ótima atuação de Juana Acosta, que já estava muito bem em outro filme espanhol da Netflix, Perfeitos Desconhecidos.

Mas o roteiro, com algumas idas e vindas, é até interessante, foi inclusive indicado ao Goya, o Oscar do cinema espanhol. Outro destaque é a trilha sonora, cheia de rock e blues. Na verdade, poderia ter facilmente sido um filme de sessão da tarde, tirando, é claro, o sexo, drogas e rock and roll – e os inúmeros palavrões.

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Cinema

Há certos tipos de humor que, sinceramente, não consigo entender. Por exemplo, lembro-me de uma época em que Orange is the New Black era...

Cinema

Mad Max: Estrada da Fúria foi um grande sucesso de público e crítica quando foi lançado em 2015. Na época, escrevi o seguinte na...

Cinema

É impossível não lembrar de John Wick ao assistir Fúria Primitiva. Afinal, trata-se de um filme sobre vingança , sobre alguém que  desafia os...

Streaming

A gente já viu essa história muitas vezes. O romance improvável entre estudantes ricos e pobres numa escola para milionários. Recentemente Elite fez muito...

Streaming

Houve um tempo em que Renny Harlin dirigiu grandes filmes de ação. É o caso de Risco Total e Duro de Matar 2, por...

Você também pode gostar de ler

Streaming

Provavelmente você já ouviu falar da minissérie inglesa Bebê Rena, que está na Netflix. Muita gente tem me perguntado sobre ela nas redes sociais...

Streaming

Sabe aquela situação em que você acompanha filmes e séries que tem uma certa similaridade? Pois foi o que aconteceu com meu amigo José...

Streaming

Há muito tempo, eu assisti o filme clássico francês O Salário do Medo. Dirigido por Henri Georges Clouzot, tinha Yves Montand no papel principal....

Streaming

Eu costumo dizer que ainda sou uma adolescente no coração, rsrs. Adoro esses filmes teen. Eu assisti os três filmes de Através da minha...

Cinema

Talvez muita gente ainda se lembre do caso do avião que levava o time de rugby  do Uruguai que cai nas montanhas geladas dos...

Streaming

Um tipo de história que sempre mexe comigo é a de reencontros com amores do passado. Daquele tipo o que poderia ter sido, mas...

Streaming

Eu estava em busca de um filme curtinho, desses de 1h30. E achei Capitã Nova, uma produção holandesa de ficção-científica, disponível na Netflix. Esses...

Streaming

Quando você começa a assistir a produção espanhola Nosso Verão (disponível na HBO Max) é impossível não lembrar de Cartas para Julieta, ou mais...