fbpx

Vanessa Kirby arrasa como uma mulher em pedaços na Netflix

9 de janeiro de 2021

Já faz tempo que eu vinha ouvindo falar de Pieces of a Woman. E especialmente da interpretação de Vanessa Kirby no papel principal. Ela inclusive ganhou o prêmio de melhor atriz no Festival de Veneza. Será com certeza presença garantida na Temporada de Premiações. O filme estreou essa semana na Netflix e já virou tema

Os vencedores do Artios Awards de melhor elenco

31 de janeiro de 2020

Eu confesso que não conhecia o Artios Awards. Mas descobri que é um prêmio super importante que reconhece o trabalho dos diretores de elenco. Eles são simplesmente os caras que indicam que Renée Zellweger é uma boa escolha para fazer Judy Garland em Judy (eu nunca pensaria nela!). Ou que Taron Egerton seria um Elton

De onde você conhece a família de Succession?

11 de agosto de 2019

Hoje (11) estreia às 22 horas na HBO, a segunda temporada da série Succession (a primeira está disponível no HBOGo e no Now). Ela está indicada a cinco Emmys : melhor série de drama, direção (Adam McKay), roteiro, elenco e música. Pode ser que não consiga levar nem um, mas com certeza a badalação já

A maldição não tão grande da Casa Winchester

28 de fevereiro de 2018

Há filmes de terror de todos os tipos: os nojentos, os sádicos, os que assustam muito e os que assustam muito pouco. Normalmente não tem astros de primeira linha, e sua produção é visualmente barata. Afinal, é possível dar bons sustos e conquistar o público com sustos que não requerem grande investimento em efeitos especiais.

Vem aí um terror com Helen Mirren!

18 de dezembro de 2017

Eu adoro um bom filme de terror. Ainda mais aqueles, com casas mal assombradas, sombras que se mexem, e grandes sustos. Esse parece ser o caso de A Maldição da Casa Winchester  (nada a ver nem com os irmãos e nem com Supernatural), cujo trailer legendado foi disponibilizado hoje. O elenco também é bom. A

Jessabelle dá uns bons sustos nos cinemas!

19 de junho de 2015

Gosto bastante de um bom filme de terror. Daqueles que tem clima e surpreendem com sustos. Mas não consigo assistir aqueles que chamo de “terror nojento” do tipo Jogos Mortais. Então quando vi o nome de do diretor e produtor Kevin Greutert nos créditos de Jessabelle: O Passado Nunca Morre, que estreou esta semana nos