fbpx

Para conhecer mais sobre A Prima Sofia

Um aviso para quem espera que A Prima Sofia, que está disponível na Netflix seja um novo 365 dias. Não é! Tem algumas cenas mais quentes, e a Sofia do título (Zahia Dehar) está sempre com roupas bem reveladoras. Entretanto, o filme, que foi exibido no Festival de Cannes, tem bem mais profundidade na história. Na verdade, se trata da história de uma garota de 16 anos que começa a se tornar adulta após a experiência de passar alguns dias do verão com sua prima Sofia.

Elenco e diretora no Festival de Cannes

A história e a crítica

Apesar do título, a personagem principal de A Prima Sofia é Naima (Mina Farid), que faz essa garota, que acabou de terminar o ensino fundamental. Ela tem algumas opções de caminhos a seguir. Mas, o verão está começando, e sua prima de 22 anos, Sofia, chega de Paris para passar um tempo na casa de Naima. A garota fica totalmente fascinada com o estilo de vida da prima mais velha, com roupas caras e sem emprego. Em suas andanças pela praia e pelas badaladas boates de Cannes, a duas conhecem o milionário brasileiro Andres (o super sexy português Nuno Lopes) e Phillipe, seu assessor (Benoit Magimel, de Estaremos Sempre Juntos). As duas passam então a viver dias de luxo, opulência, restaurantes chiques, e suntuosas villas mediterrâneas. E a experiência vai ficar marcada para sempre na vida de Naima.

O interessante e grande diferencial da história é que é uma bela descrição sobre como o glamour e a pretensa vida fácil são vistos pelos olhos de uma adolescente. Ainda mais porque a narração de Naima acaba pontuando a história com seus sentimentos e percepções. O filme inclusive não cai nas possíveis armadilhas de roteiro com a bela relação entre Naima e Phillipe. Também tem o diferencial de que o personagem de Sofia na verdade é uma personalidade fascinante. Mais do que dinheiro, Sofia busca sensações e experiências, com uma lógica toda própria e natural. Não é à toa que Naima – e o público – ficam fascinados por ela.

A história de Zahia Dehar

Tanto Mina Farid quanto Zahia Dehar não são atrizes profissionais. Mina estreou com esse A Prima Sofia no cinema. Tem bons momentos. Mas a história mais incrível é a de Zahia, que cria uma personagem que lembra em voz , trejeitos e estilo uma jovem Brigitte Bardot. Só depois fiquei sabendo de quem ela é na vida real. Zahia era uma garota de programa que ficou famosa ao se envolver num escândalo de de prostituição com o time francês de futebol. Na época, Zahia era menor de idade, só que acabou conseguindo usar isso  como vantagem se lançando numa carreira de modelo, e ainda uma linha própria de lingerie. Em seu primeiro papel importante no cinema, ela traz uma verdade ao personagem. Um toque de mestre da diretora Rebecca Zlotowski.

 

 

Existem 1 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *