fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

O erotismo e a história confusa de Os Segredos de Madame Claude

Nos anos 70, foi produzido um filme que ficou bem famoso na época, chamado Madame Claude. Era dirigido por Just Jaeckin, o criador de Emanuelle, e era estrelado por Françoise Fabian. Era considerado mega erótico e a história se baseava na vida de uma agenciadora de prostitutas que realmente existiu. Rendeu várias outras versões, mas essa é a mais famosa. Eu nunca vi, e nem consegui achar  nos streamings. Minha ideia inicial era comparar com a versão atual, Os Segredos de Madame Claude, que estreou recentemente na Netflix.

Isso porque Os Segredos de Madame Claude tem muita cara de filme produzido nos anos 70. Estão lá a trilha sonora da época, os cortes, a fotografia meio esmaecida, e, é claro o erotismo. Mas como não achei o filme original, só posso falar desse novo. Tudo começa no final dos anos 60. Madame Claude está no auge, com sua prostitutas de luxo, que servem atores, políticos. Ela está envolvida  em várias situações com os poderosos. É quando ela contrata Sidonie, uma jovem refinada, e que logo se torna sua favorita. A partir daí, o filme vai mostrar a relação de Claude com suas garotas e também com a polícia e o submundo.

A crítica dos Segredos de Madame Claude

Um amigo que viu o filme original (e é fã) me disse que a diferença entre os dois filmes é que um exalta o glamour (o primeiro) e outro as dificuldades (o segundo). Na verdade, a parte da política/envolvimento com o submundo é extremamente confusa. Talvez funcionasse melhor numa minissérie para dar mais explicações sobre a situação que a França vivia na época. O chamariz mesmo são as cenas eróticas, todas muito bem fotografadas, bem ao estilo anos 70. Essas  são sensuais  e eficientes. Mesmo que em várias delas, a câmera se fixe no olhar perdido das mulheres para deixar claro que aquilo era um negócio e não um prazer.

Há também o problema do ritmo lento da história. Em vez de explicar melhor o contexto dos conflitos políticos, Os Segredos de Madame Claude perde tempo com diálogos repetitivos e clips  com as – lindas – músicas da época. E ainda com muitas cenas de Claude olhando para o nada. As  duas atrizes principais, Karole Rocher (Claude) e Garance Marillier (Sidonie) são competentes, mesmo que Claude seja um tanto estridente demais. Entretanto, se seu interesse é o erotismo, com a nudez de belas mulheres, sem prestar muita atenção na história, o filme vai funcionar.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Cinema

Pronto para as dicas da semana? O lançamento mais badalado da semana é de cinema. Finalmente chegou a esperada adaptação de Duna. Já houve...

Streaming

Tenho um certo preconceito com histórias onde mulheres de quase 30 anos ainda continuam se desesperando por causa de fins de relacionamentos. Isso pode...

Streaming

Faz tempo que ouço falar sobre Abe. O filme, dirigido por Fernando Grostein , se passa em Nova York. E tem Noah Schnapp ,...

Streaming

Quando você fala em filmes sobre professores, alguns logo vêm à mente. É o caso de Robin Williams em Sociedade dos Poetas Mortos. Ou...

Streaming

Hoje (15) tem o lançamento da terceira temporada de Você. É interessante ver que a série hoje é esse enorme sucesso na Netflix. Tanto...

Streaming

Selena Gomez virou trending topics essa semana pelo rumor que estaria namorando Chris Evans. Os fãs só falavam nisso. Seria bom vê-la feliz depois...

Streaming

Você era fã de Fez, Kelso e Jackie? Para quem assistia That 70’s Show, esses nomes são mais do que conhecidos. A série, e...

Séries

O Mundo Sombrio de Sabrina terminou em 2020 após quatro temporadas na Netflix. A série contava a história de Sabrina Spellman (Kiernan Shipka). Ela...