fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

O charme de Paris-Manhattan com uma bela homenagem

A primeira vez que me lembro de ter visto um filme com uma celebridade como personagem, fazendo o papel dela mesma, foi num filme bem antigo. O nome é Minha Querida Brigitte, e foi feito nos anos 60. Tinha uma singela participação de Brigitte Bardot, que na época estava no auge. Depois vieram outros. É o caso de John Malkovich em Quero ser John Malkovich e  ainda Billy Idol em Afinado no Amor. Isso sem contar as divertidíssimas aparições de gente como Steven Spielberg, Tom Cruise, Gwyneth Paltrow e outros em O Homem do membro de Ouro. E agora eu vi a comédia romântica Paris-Manhattan. Eu o descobri no meio do catálogo da Amazon Prime Video. É uma deliciosa homenagem a Woody Allen.

No filme, Alice é uma jovem francesa. Desde a adolescência, ela é fã do diretor americano Woody Allen. Quando está sozinha em seu quarto, o pôster de Woody torna-se seu confidente. Só que ela tem dificuldades de se relacionar com o sexo oposto. Um belo dia ela conhece Victor, que tem uma empresa de alarmes. A princípio, eles parecem um casal improvável, mas…

A crítica

Paris -Manhattan já começa super divertido com a voz de Woody Allen falando sobre sua forma de ver a vida. Isso inclui seus pensamentos sobre vida e morte. É a introdução para nos apresentar Alice. Ela foi apaixonada pelo marido da irmã, e é obviamente frustrada trabalhando na farmácia do pai. O personagem não é muito empático, mas acaba funcionando. É fácil perceber um monte de referências aos filmes de Allen na narrativa. Alguns óbvios, como por exemplo, Um Misterioso Assassinato em Manhattan, um de meus favoritos do diretor. Para quem conhece a obra dele, é um prazer a mais.

É claro que o diferencial vem no final, quando o filme se assume totalmente romântico e divertido. Não vou entregar mais, entretanto é um daqueles momentos que deixa você com um grande sorriso no final. E a gente vem precisando tanto disso, não é?

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Streaming

Faz tempo que ouço falar sobre Abe. O filme, dirigido por Fernando Grostein , se passa em Nova York. E tem Noah Schnapp ,...

Cinema

A produção de O Último Duelo, que estreou nessa semana nos cinemas, é maravilhosa. Isso sempre é um destaque na filmografia de Ridley Scott....

Cinema

Em 2018, o filme Halloween deu um “refresh” na franquia de mais de 40 anos. Quebrou vários recordes, e fez muito dinheiro. Já deixou...

Cinema

Ridley Scott é quase sempre referência quando se fala em um espetáculo grandioso. Já foi indicado quatro vezes ao Oscar, uma delas por Gladiador....

Cinema

O feriado de Nossa Senhora de Aparecida me parece um bom dia para escrever a crítica do filme de Nossa Senhora de Fátima. Fátima:...

Streaming

Quem me conhece, sabe que acho Jeffrey Dean Morgan o máximo! É um dos meus Top 3. Eu o conheci – como muita gente...

Cinema

Lembro que quando Venom  estreou em 2018, todo mundo esperava pelo pior. Mas o filme tinha um bom ritmo, e ainda os diálogos divertidos...

Streaming

Comédia romântica é um de meus gêneros preferidos. Sempre busco alguma perdida no streaming. E, por várias vezes, passei por Te quiero, Imbecil na...