fbpx

Dois suspenses no espaço pouco conhecidos da Netflix

Eu gosto de suspense e gosto de ficção-científica. Sempre busco filmes do gênero no streaming. Por isso, fui ver dois filmes pouco badalados do line-up da Netflix. Eu gostei de um deles: Sequestro no Espaço, com produção de Luc Besson. O outro, nem tanto: Passageiro Acidental, com Anna Kendrick. Saiba mais sobre os dois:

Sequestro no Espaço

Muita gente não gosta de Luc Besson. Eu adoro! Até seus filmes ruins funcionam. É o caso de Anna – O Perigo tem Nome. Sequestro no Espaço tem ação, suspense, mesmo com todos os lugares comuns. Aliás, Luc Besson inclusive perdeu um processo movido por John Carpenter por plágio. Ele alegou que Sequestro no Espaço  tinha muitas similaridades com Fuga de Nova York (1981) e Fuga de Los Angeles (1996). Uma corte francesa determinou o plágio.

Realmente, eu não enxerguei plágio, mas… Tudo se passa num futuro não muito distante. Snow (Guy Pearce) foi acusado injustamente de conspiração contra o governo americano. Agora, para ter de volta a sua liberdade, ele precisa resgatar Emilie Warnock (Maggie Grace), a filha do presidente.  Perigosos detentos a capturaram durante uma rebelião em um presídio espacial. O local reúne centenas de criminosos de alta periculosidade. E isso torna a missão de Snow um grande e perigoso desafio.

Sim , tudo é uma bobagem. Sim, tudo parece um filme de ação dos anos 80. Mas é entretenimento puro. Guy Pearce geralmente é um ator que eu não gosto. Mas aqui ele funciona como astro de ação. Vale  se você gosta de filme de ação.

Passageiro Acidental

Assim como  Guy Pearce, Anna Kendrick também nunca me convence. Tenho uma certa antipatia gratuita por ela. Aqui no filme da Netflix, um estranho (Shamier Anderson)  acaba a bordo de uma nave numa missão com destino a Marte. Só que ele também causa um dano sério aos sistemas de suporte. Eles tem recursos escassos. E a médica pesquisadora (Anna Kendrick) é a única voz contra a lógica clínica da comandante (Toni Collette) e do biólogo da nave (Daniel Dae Kim).

Passageiro Acidental até começa bem. Mas, a partir do momento em que eles descobrem que uma pessoa da equipe deverá ser sacrificada, o filme decai totalmente. Ele fica chatíssimo, daqueles que  você quase pega no sono, sem culpa, rsrs. Há um momento em que ação simplesmente … para. O princípio é muito bem pensado, mas o final é desastroso.

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *