fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Séries

A segunda temporada de The Alienist é tão boa quanto a primeira!

A primeira temporada de The Alienist, disponível na Netflix foi uma grata surpresa. Uma série de investigação, que se passa no fim do século 19, com excelente produção, uma história envolvente, e atores em grandes momentos. Chegou a ser indicada ao Globo de Ouro de série de drama e Daniel Bruhl como ator. O tempo passou, e agora a segunda temporada chegou na Netflix. Ela tem uma outra história, completamente diferente, mas com os mesmos personagens. Eles agora investigam um novo caso em oito episódios. Novamente, a produção é de primeira qualidade. Me deixou completamente envolvida com a história.

Um ano se passou também no cronograma da história. Dentro de sua proposta de não fugir de cenas chocantes, a nova temporada já começa com  uma mãe acusada de matar seu bebê sendo executada na cadeira elétrica. Ela era uma paciente de Lazlo (Daniel Bruhl) e seus amigos John (Luke Evans) e Sarah (Dakota Fanning) estão lá com a esperança de que haja um perdão. Sarah agora tem uma agência de detetives, e está determinada a comprovar que a mulher era inocente.E ainda achar o bebê, cujo corpo nunca foi encontrado. Só que logo um outro bebê, filha de diplomatas espanhóis, desaparece. Sarah, John e Lazlo então tem que correr contra o tempo para salvá-lo e achar quem é a pessoa responsável por esses sequestros.

A crítica

Ao contrário da primeira temporada, a protagonista aqui é Sarah. Em tempos de #MeToo, nada mais natural. Já de início vemos que ela é uma líder dos movimentos sufragistas. É determinada, e luta por uma vida independente. A possibilidade de um romance com John ficou no meio do caminho  – ou nem tanto – já que ele agora tem uma noiva. Durante o decorrer da temporada é possível entender a razão. Já Lazlo tem um caminho um tanto independente – arrumam até um interesse amoroso para ele. Mas, de qualquer maneira, com todas as reviravoltas, idas e vindas, a relação entre esses três, seja pessoal ou profissional, é um prazer de ver.

Você vai ficar surpreso de logo na metade da temporada já descobrir quem é a pessoa culpada. Mas aí vem o diferencial de The Alienist. O problema não é nem tanto descobrir quem é a culpada, mas como ultrapassar todas as barreiras para chegar até ela e salvar inocentes. Além dos três principais, há outros personagens  que retornam. Os ótimos irmãos Isaacson, os precursores de CSI (rs), o amigo Cyrus, e, é claro, o antagonista Byrnes – Ted Levine, ótimo. Assim como na primeira temporada, há figuras históricas reais. Quem sabe um pouco sobre a história americana vai reconhecer os nomes milionários de Hearst e Vanderbilt, que têm papéis importantes no desenrolar da trama.

Os atores

Dakota Fanning pode ser  a principal, e ela é sempre boa, assim como Daniel Bruhl. Mas, na verdade, quem mais me surpreendeu nessa temporada foi Luke Evans. Como os outros dois tem como característica a frieza, John Moore era um sopro de vida. Algué, por quem a audiência pode ter uma identificação, uma empatia. A cada olhar de John para Sarah, é possível você se apaixonar um pouco por ele. E, é claro, torcer por esse romance tão especial num cenário tão decadente. É um dos motivos para você não perder essa nova temporada de The Alienist. E torcer para que venha uma terceira!

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Cinema

Há certos tipos de humor que, sinceramente, não consigo entender. Por exemplo, lembro-me de uma época em que Orange is the New Black era...

Cinema

Mad Max: Estrada da Fúria foi um grande sucesso de público e crítica quando foi lançado em 2015. Na época, escrevi o seguinte na...

Cinema

É impossível não lembrar de John Wick ao assistir Fúria Primitiva. Afinal, trata-se de um filme sobre vingança , sobre alguém que  desafia os...

Streaming

A gente já viu essa história muitas vezes. O romance improvável entre estudantes ricos e pobres numa escola para milionários. Recentemente Elite fez muito...

Streaming

Houve um tempo em que Renny Harlin dirigiu grandes filmes de ação. É o caso de Risco Total e Duro de Matar 2, por...

Você também pode gostar de ler

Streaming

Provavelmente você já ouviu falar da minissérie inglesa Bebê Rena, que está na Netflix. Muita gente tem me perguntado sobre ela nas redes sociais...

Streaming

Sabe aquela situação em que você acompanha filmes e séries que tem uma certa similaridade? Pois foi o que aconteceu com meu amigo José...

Streaming

Há muito tempo, eu assisti o filme clássico francês O Salário do Medo. Dirigido por Henri Georges Clouzot, tinha Yves Montand no papel principal....

Streaming

Eu adoro uma série policial. E há um monte delas disponíveis no streaming. Eu separei aqui 6 delas. Não são lançamentos recentes, mas são...

Streaming

Dan Levy não é dos meus atores preferidos. Mas acho que ele está até bem divertido em Alguém Avisa, como o amigo de Kristen...

Streaming

Um tipo de história que sempre mexe comigo é a de reencontros com amores do passado. Daquele tipo o que poderia ter sido, mas...

Streaming

Eu estava em busca de um filme curtinho, desses de 1h30. E achei Capitã Nova, uma produção holandesa de ficção-científica, disponível na Netflix. Esses...

Streaming

Na época de minha adolescência, como muita gente mais, eu achava Rob Lowe um dos atores mais lindos da época. O primeiro ano do...